Um fórum de RPG interpretativo com tema futurista, livre para quem se interessar e que utiliza de um sistema simples para que qualquer jogador possa entender.
 
InícioCalendárioFAQBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se

Compartilhe | 
 

 Nebula - Trinity

Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6  Seguinte
AutorMensagem
Trinity

avatar

Mensagens : 56
Data de inscrição : 21/09/2018

MensagemAssunto: Re: Nebula - Trinity   Sab Set 22, 2018 1:21 am

Precisei segurar o riso ao assistir a tentativa dele de ser... galanteador? Caramba aquilo poderia render uma grana em algum programa de comédia. ― Ah mas é claro! Todos são impecáveis, tudo é tão arrumado e limpo, realmente parece outro mundo! Você é um ótimo gerente! Afinal o que seria um hotel sem alguém de pulso firme para manter tudo em ordem? ― Olhei ao redor, para dar enfase em como estava maravilhada com tudo aquilo. O que era mentira obviamente. Tinha-se seu esplendor, mas tudo fachada e superficial demais.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Z’entrax

avatar

Mensagens : 33
Data de inscrição : 21/09/2018

MensagemAssunto: Re: Nebula - Trinity   Sab Set 22, 2018 1:24 am

*Observando aquela garota e seus trejeitos, Daniel começou a achar que ela era no minimo uma cabeça oca já que não demonstrou bons modos ou qualquer outro costume mais tipico, é, parecia que a Aliança estava trazendo qualquer um para servirem a eles afinal. Seguiu então para pegar a mala ignorando seu peso, se era leve ou pesada ele levantaria do mesmo jeito sem sequer tremer e de onde ele tirava sua força? Só o deus sabe*

-Está bem tarde senhorita Rhys Larren, esse lugar infelizmente não é o ambiente que você devia realmente se hospedar, só que como sua nave caiu longe de onde deveria pousar de fato, então terá que passar a noite aqui e quando amanhecer ir para seu destino correto já que não existem mais meios de transporte trabalhando a essa hora da noite e para isso que estou aqui, para guia-la amanhã para o destino certo logo pela manhã. *Simpático, ele se virou carregando a mala daquela garota e seguiu entrando naquela hospedaria onde tudo já estava pronto, então era só trocar algumas falas padrão com alguns funcionários e então ter acesso as chaves do quarto aos quais pegou e olhou para sua acompanhante*

-Aqui está, venha comigo, é por aqui. *Mantendo-se agradável como já parecia ser de costume dele, Daniel esperou Rhys acompanha-lo para então leva-la para seu quarto seguindo por parte daquela pousada sem entregar as chaves para ela por razões obvias, ele tinha que apresentar tudo para ela, inclusive o quarto e suas funções*
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Ariete

avatar

Mensagens : 110
Data de inscrição : 19/08/2018

MensagemAssunto: Re: Nebula - Trinity   Sab Set 22, 2018 1:35 am

Nesse ponto, o gerente já está mais do que envolvido na conversa da albina, a ponto de perder a noção do que estava fazendo. Um gerente em um jantar a sós com uma hóspede? Três horas atrás aquilo seria impensável para o Garesiano.

- Ho ho veja só você, toda pomposa! Você viu, não? Eu dei um jeito no Cody. Você viu não é? Uma vez eu fiz um teste numa rede social e ele me revelou que eu fui um Haytok na vida passada. Fico me perguntando se a virilidade também é algo que se passa de vida pra vida.

Perdido em seus devaneios, só notou quando o seu pedido já estava na mesa, um para ele e outro para sua acompanhante. Era uma espécie de suco, mas meio pegajoso e com algumas coisas flutuando em cima. Seja lá o que fosse, o alien tomou tudo num só gole.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Rhys Larren

avatar

Mensagens : 28
Data de inscrição : 18/09/2018

MensagemAssunto: Re: Nebula - Trinity   Sab Set 22, 2018 1:52 am

― Obrigada ― eu disse quando ele pegou minha mala. Ainda usava uma máscara, então talvez fosse difícil de ouvir o que eu dissesse de vez em quando, o que era útil pra xingar qualquer coisa ao meu redor sem ele entender. ― Tudo bem. Eu não esperava muita coisa mesmo, se eu tiver um lugar pra dormir já fico surpresa ― dei de ombros, começando a segui-lo para dentro do lugar.

Mesmo que não parecesse, eu estava atenta as atitudes do outro, observando com cuidado cada passo seu pra no fim tirar uma conclusão válida. Até então, eu só tava estranhando tanta simpatia.

Não falava nada muitas vezes, e essa parecia ser uma delas. Apenas observei enquanto íamos até o quarto, e ao chegar na frente da porta, esperei que ele abrisse.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Z’entrax

avatar

Mensagens : 33
Data de inscrição : 21/09/2018

MensagemAssunto: Re: Nebula - Trinity   Sab Set 22, 2018 1:58 am

*Agora frente o quarto, Daniel abriu a porta usando a chave e deu espaço para que sua acompanhante entrasse ali onde entrou um pouco depois dela começando a apresentar o lugar falando sobre os detalhes relevantes do quarto como onde ficava o banheiro, a cama, possíveis lugares para ela guardar suas coisas e o mais chato, embora mais importante...*

-Embora esse quarto possua apenas uma cama, iremos dividi-lo e eu ficarei no sofá, como seu guia eu preciso garantir que você siga bem ao destino final, então a escolta e proteção também fazem parte dos meus deveres em acompanha-la, alguma duvida? *Seguiu com as coisas dela que carregava deixando em cima da cama para ela abrir e fazer o que quer que fosse com aquilo e sim, obvio que ele iria sair quando ela fosse tomar banho e tudo mais, só que até iria permanecer ali dentro mesmo a espera da resposta*
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Trinity

avatar

Mensagens : 56
Data de inscrição : 21/09/2018

MensagemAssunto: Re: Nebula - Trinity   Sab Set 22, 2018 2:04 am

Bem, na altura do campeonato eu não sabia se enfiava a faca na garganta dele ou na minha mesmo. Assim que vi a comida sendo servida, olhei com certo desespero para o garçom. Sim, eu já tinha comido no conforto do meu quarto. Mas eu não conseguiria comer aquilo nem de mentirinha e muito menos sóbria. Logo pedi um vinho enquanto o gerente se empanturrava. ― Claro que deu, você realmente deu um jeito nele! Aquilo foi incrível. ― Engoli em seco, pensando em como no mundo eu responderia o resto. ― Ah... Certeza que é, isso está na cara que é algo... gravado na sua alma.

Fingi mexer no prato para comer, mas só mantive a colher na mão. ― Bem, eu queria aproveitar pra pedir uma ajuda pessoal, sabe? Meu pai me disse que tem uma metalúrgica muito famosa por aqui. É o ramo dele, sabe? E ele quer que eu aprenda mais por mim mesma... Mas é tão difícil. Você saberia onde ela fica? ― Pisquei os olhos mais uma vez, embora ele já estivesse no papo.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Ariete

avatar

Mensagens : 110
Data de inscrição : 19/08/2018

MensagemAssunto: Re: Nebula - Trinity   Sab Set 22, 2018 2:14 am

A esse ponto, o Garesiano já está todo cheio de si. Seu magro e esquelético peito está estufado e seu tom é mais orgulhoso do que nunca. E sua mãe ainda dizia que jamais conseguiria procriar se não tratasse dos ressecamentos em sua pele. Pfft!

― Metalúrgia, uh? Erm... eu conheço a filial dos Dassana, fica logo a beira da praia na cobertura alta. Um dos donos hospeda-se aqui quando visita o planeta, aliás. Mas... eu conheço apenas essa, a não ser que você também seja filha da dona, é claro.

O pequenino parece um pouco desconfiado, mas logo foi-lhe servido mais uma porção do estranho alimento o qual ele tanto apreciava. O destino desse não foi diferente do anterior.

― Coma, sábia empresária intergalática herdeira de uma empresa. Você precisa se manter sadia se quiser procriar algum dia. Aliás... você já procriou? ― É evidente o tom de interesse do alienígena.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Rhys Larren

avatar

Mensagens : 28
Data de inscrição : 18/09/2018

MensagemAssunto: Re: Nebula - Trinity   Sab Set 22, 2018 2:52 am

Entrei no quarto logo em seguida. Não era nada demais, mas ao menos tinha onde dormir. Acenei positivamente ao que ele explicou tudo, não parecendo muito preocupada com o fato de que dormiriam no mesmo lugar. Deu de ombros, cansada de tudo aquilo.

― Com licença ― eu murmurrei antes de pegar a minha própria mala, caminhando na direção da cama e colocando ela em cima enquanto sentava, cruzando as pernas para retirar os sapatos e separá-los num cantinho, retirando o meu MCDG da mala antes de qualquer coisa e colocando sua interface para iniciar, agoniada para mexer nele logo.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Trinity

avatar

Mensagens : 56
Data de inscrição : 21/09/2018

MensagemAssunto: Re: Nebula - Trinity   Sab Set 22, 2018 2:55 am

Quase cuspi o vinho na mesa e sai correndo. Mas eu o engoli, com certa dificuldade, mas engoli. Soltei uma risada nervosa, quase involuntária. A que merda de fundo do poço eu tinha caído? Respirei fundo, dando um meio sorriso. Então olhei o para o meu relógio de pulso, fazendo a melhor cara de surpresa que eu tinha. ― Oh céus olhe a hora. Você tem razão, se eu quiser pr... pro... procriar... ― Quase chorei ao pensar numa cena que nunca mais gostaria de ver em toda minha existência. ― ... eu vou precisar me manter saudável! E eu não sei se você sabe, mas dormir tarde não é nada bom para os bebês. Eu ainda não fiz, isso, você sabe.

Então me levantei, pegando minha bolsa. ― Muito obrigada pela ajuda e pelo jantar, er, maravilhoso. Te vejo... depois. ― Nunca mais. Não planejava ver Garesianos nunca mais. Ou pelo menos tão cedo. Então segui com passos firmes para fora do restaurante, seguindo até o elevador. Olhei para o espelho, bagunçando meu cabelo de leve e usando o dedo mindinho para borrar o batom do meu lábio inferior de forma discreta.


Puxei o vestido para baixo, evidenciando o colo abundante e então segui para fora do elevador no andar desejado. Procurei pela porta que tinha pego mais cedo no celular do gerente, e assim que fiquei de frente pra ela peguei meu molho de chave e tentei enfia-la. ― Hm? Argh! Por que não abre? Abre. Logo. Lata. Velha. ― E comecei a socar a porta, deixando minha foz um tanto grogue enquanto continuava martelando a porta do quarto com força e insistência.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Ariete

avatar

Mensagens : 110
Data de inscrição : 19/08/2018

MensagemAssunto: Re: Nebula - Trinity   Sab Set 22, 2018 3:38 pm

― Oh, pomposa, você está corretíssima! Logo terei que alimentar meus pequenos mamíferos despelados também. Mas não se preocupe, eu mandarei entregar o seu prato no quarto para você. ― O gerente exclama enquanto ela parte, ainda gamado na garota. ― Conversaremos mais sobre a coisa de procriar depois! Uma vez eu fui campeão de uma competição de quem aguenta mais tempo debaixo d'água!!! EU TENHO GENES!!!!!!!

O quarto indicado era o único que está alugado em todo o andar. Isso é evidenciado pela cor do HUD que se ergue em frente às portas, o qual é verde por padrão e azulado caso já esteja alugado. Logo quando sai do elevador, Morgka pode ouvir gritos altos e alguns sons estranhos que ecoam por todo o corredor.

Ao se aproximar mais, sente o cheiro característico de algo que lhe é familiar, mas que ela não se lembra exatamente de onde. Talvez a remeta a alguma memória ou experiência remota, mas não consegue decifrar exatamente qual.

Conforme ela digita a senha, uma mensagem de erro é disparada diversas vezes, alertando o hóspede ali instalado. Na segunda vez que isso acontece, os barulhos dentro do quarto cessam e pode-se ouvir alguns murmúrios. Bastam alguns segundos para alguém tocar a porta do lado de dentro.

― Quem é? ― Diz uma voz risonha e feminina.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Trinity

avatar

Mensagens : 56
Data de inscrição : 21/09/2018

MensagemAssunto: Re: Nebula - Trinity   Sab Set 22, 2018 3:55 pm

Como assim quem é? Oh moça, me mandaram vir aqui... Okay que eu bebi um pouquiiiiiinho no meio do caminho, mas eu to firme e forte! Ainda consigo dançar perfeitamente. ― Falei com uma voz um pouco grogue, enquanto cambaleava de um lado para o outro até me encostar novamente na porta. Novamente, me certifiquei de deixar o decote do vestido bem aparente enquanto esperava pela resposta.

Estaria tudo perfeito se não fosse por aquele cheiro. Não importava o quê, eu não me lembrava de onde era. E como minha definição de familiar não eram de experiências muito felizes, senti os pelos da nuca e dos meus braços ficarem arrepiados. Tentei vasculhar mais uma vez em minha mente de onde aquele cheiro vinha.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Ariete

avatar

Mensagens : 110
Data de inscrição : 19/08/2018

MensagemAssunto: Re: Nebula - Trinity   Sab Set 22, 2018 4:06 pm

Após a fala de Morgka, um silêncio pareceu prevalecer. Por uns instantes, poderia até imaginar que a mulher do outro lado da porta havia ido embora ou a ignorado, mas alguns sussurros quebraram esse silêncio depois de segundos.

― Desculpe querida, deve ter rolado algum engano. Eu gosto apenas de rola. ― Ela ri, despreocupada com toda a situação.

Ela pôde ouvir mais alguns passos se aproximando do outro lado da porta, se aproximando desta. A garota pode ouvir o som baixo que denunciava uma pequena câmera sendo ligada ao lado da porta, como um olho mágico digital.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Trinity

avatar

Mensagens : 56
Data de inscrição : 21/09/2018

MensagemAssunto: Re: Nebula - Trinity   Sab Set 22, 2018 4:27 pm

Não consegui me conter e acabei gargalhando. Auto estima era tudo na vida, eu sabia bem disso. ― Como assim? Olha eu me produzi toda, recebi meu pagamento, preciso ao menos fazer meu trabalho, se não meu nome fica sujo, sabe? ― Simulei um soluço, mantendo a testa encostada na porta. ― Além disso, não me contrataram pra mulher não... Foi para o Das... Dassa? Dassana! Isso ai, ah sei lá. Como eu disse, sou só uma dançarina.

Pude ouvir o barulho, o que fez eu me afastar pra deixar evidente que estava falando 'a verdade'. Dei um giro, quase caindo no processo. Voltei a me apoiar na porta, dando pequenas batidas nela. ― Qual é, só uma música, hein?― Aquele cheiro ainda me incomodava. E ter uma mulher e não um homem atrás da porta não ajudava a minha intuição a relaxar.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Z’entrax

avatar

Mensagens : 33
Data de inscrição : 21/09/2018

MensagemAssunto: Re: Nebula - Trinity   Sab Set 22, 2018 4:43 pm

*Sentado ali no sofá, Daniel se mantinha olhando para sua acompanhante que definidamente não era o exemplo maior de bons modos, só que não disse ou esboçou nada sobre isso, apenas se levantou pois já que ela não iria fazer o basico quando se chega em um lugar novo depois de uma viagem longa, ele mesmo faria*

-Com sua licença senhorita Rhys Larren, irei me retirar um pouco para minha higiene pessoal, se precisar de algum pedido de socorro urgente enquanto eu estiver fora, por favor, não hesite em me chamar, pode me chamar apenas de Silver. *Depois do que disse ele foi até o banheiro já tendo uma porção de roupas consigo mesmo debaixo do braço, então entrou ali sem trancar a porta por razões obvias, se Rhys precisasse de ajuda ele teria que ir de imediato ao socorro dela e com a porta trancada isso seria difícil*
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Ariete

avatar

Mensagens : 110
Data de inscrição : 19/08/2018

MensagemAssunto: Re: Nebula - Trinity   Sab Set 22, 2018 6:23 pm

Após aluns segundos de risos e gracejos do outro lado da porta, Morgka pode observar o display em sua frente se movimentar e formar um semicírculo que faz movimentos repetidos, indicando que alguém está digitando uma senha. Pela demora, a quantidade de caracteres não é pequena.

― Dassana sou eu, e não sou um homem. Os rapazes podem te confirmar. ―  Diz uma voz sensual vinda do meio do luxuoso quarto. ― E me desculpe mas não vou dividir esses garotos com você.

Conforme Morgka se acostuma com a forte fumaça que causava o odor, ela pode reconhecer os elementos ali. Em cada lado da porta, há um musculoso homem nu, dando espaço para que ela veja o quarto ou até entre nele. Um deles é Mistiimeriano e o outro é um humano comum, e ambos estão com algumas marcas de chicote ou tapas em seus corpos.

Já no centro do quarto há uma dama vestida em roupas curtas e valendo-se do ambiente decorado com itens característicos da cultura Iormashiana, contando até mesmo com um nobre gato terráqueo. Ao seu lado, estão dispostos itens claramente voltados para o sadomasoquismo e um suporte com um vaso que libera toda aquela fumaça.

― Você quer algum pagamento? Sem problemas por mim. Transferirei os créditos para você, eles não me farão falta. ―  Diz com uma piscadela enquanto alcança um dispositivo ao seu lado.

Nesse momento, Morgka começa a sentir-se diferente. É como se sua pele estivesse mais sensível do que o usual, sendo capaz de ter calafrios com a menor brisa. Seu tato está totalmente intensificado. Além disso, sente-se um pouco tonta e confusa.

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Trinity

avatar

Mensagens : 56
Data de inscrição : 21/09/2018

MensagemAssunto: Re: Nebula - Trinity   Sab Set 22, 2018 7:01 pm

Dei um passo para trás, esperando a porta se abrir. E me arrependi de ter ido até ali. Fiquei parada na porta, enquanto pensava no quão azarada eu poderia ser naquele dia. Praguejei mentalmente enquanto decidia se entrava ou não, e isso sem que ela notasse. ― Caramba. E eu achei que eu estava bêbada. ― Entrei ainda fingindo cambalear, mas assim que o fiz comecei a me sentir realmente tonta. Senti um arrepio percorrer a minha espinha enquanto senti minhas pernas cederem e me levarem até o chão. ― Puxa vida moça, eu já não estava legal... Não poderia dançar nem se quisesse. ― Soltei uma risada baixa, mas de puro nervosismo. Fiquei de quatro, procurando me equilibrar novamente enquanto tentava me levantar.

Bem, eu não sei quem me contratou para você. Afinal eu não sou mais da fruta que você gosta. ― Respirei fundo, me arrependendo novamente por inalar mais daquela fumaça. Primeiro eu fingia estar interessada num Garesiano e agora eu estava me fazendo passar por transgênero... Minha sorte realmente não estava no ápice. ― Infelizmente vou aceitar sua oferta, não sou exatamente prospera no meu ramo. Ainda mais, como pode ver, porque sou frequentemente usada como piada.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Ariete

avatar

Mensagens : 110
Data de inscrição : 19/08/2018

MensagemAssunto: Re: Nebula - Trinity   Sab Set 22, 2018 7:11 pm

A dama ri com a situação, observando todos ali no local. É obvio que o poder a move ao observar sua reação diante do fato de todos ali estarem dançando conforme sua música. Os musculosos homens apenas permaneceram quietos, como se a fala de sua mestra fosse soberana. Nem sequer levantar a cabeça eles levantam.

― Não se preocupe, lindinha. Eu te transferirei uma quantia maior de créditos, tente arranjar uma roupinha melhor. ― Ela diz enquanto despreocupadamente realiza a transferência para a moça, sincronizando o seu dispositivo com o dela.

Agora mais próxima, Morgka poderia reconhecer também uma aliança dourada ao lado do incenso. Nela está gravado o nome "Naire Dassana". Por ser do mesmo planeta natal dos Kroyvisianos, Morgka sabe que Naire é um nome masculino.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Trinity

avatar

Mensagens : 56
Data de inscrição : 21/09/2018

MensagemAssunto: Re: Nebula - Trinity   Sab Set 22, 2018 8:03 pm

Fazia tempo que eu não sentia vontade de matar alguém sem ser paga por isso. Mas me contive a dar um meio sorriso enquanto segurava o dispositivo. Segui mais para perto fingindo que o sinal estava ruim, então tirei uma foto do seu rosto de forma discreta sem que os homens pudessem ver. E com rapidez virei a câmera para mim e tirei uma foto fazendo um 'V' com os dedos, mostrando os dois homens de fundo.

Por fim, segui até a mulher, me sentando em seu colo e abraçando seu pescoço. ― Então chuchu. Por que não pede para os seus amigos saírem? Tipo, a menos que você queira que eu ligue para o seu marido agora mesmo, confirmando o caso de traição. E ele não me parecia muito feliz quando me contratou, sabe. Não sei do que aquele homem seria capaz. ― Sussurrei de forma que apenas nós duas conseguiam ouvir, caso os homens permanecessem parados como deveriam.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Ariete

avatar

Mensagens : 110
Data de inscrição : 19/08/2018

MensagemAssunto: Re: Nebula - Trinity   Sab Set 22, 2018 8:34 pm

O sorriso no rosta da moça diminui, mas ainda se faz presente. Agora carregava um tom mais sombrio e psicótico, evidenciando que de fato aquela mulher não bate bem da cabeça. Olhou bem para os dois acompanhantes e digitou alguns comandos em seu dispositivo afim de liberar a porta.

― Saiam. Estou satisfeita por hora. ― Ela diz de maneira ríspida sem tirar os olhos de Morgka.

A albina pode sentir a textura da roupa da madame em suas pernas, mas com uma intensidade bem maior por causa da droga. Mesmo sendo simples tecidos eles quase a machucavam.

― Quanto você quer para manter isso entre nós? Posso te pagar o dobro do que ele pagou.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Trinity

avatar

Mensagens : 56
Data de inscrição : 21/09/2018

MensagemAssunto: Re: Nebula - Trinity   Sab Set 22, 2018 11:03 pm

Ri de forma quase histérica assim que ouvi sua proposta, mas logo a risada se findou quando senti meus nervos a flor da pele e não dá forma que eu gostaria. ― Vejamos, sim isso é um bom começo. Eu posso dizer para ele que eu não achei nada. Fique tranquila eu trabalho para quem pagar mais. Só que eu vou querer mais uma coisa. ― Aproximei meus lábios de seus ouvidos, abraçando-a nesse pequeno intervalo. ― Passe livre na empresa da sua querida sogra. ― E com isso a soltei, levantando-me de seu colo.

Eu tenho algumas coisas para fazer lá, estou juntando o útil ao agradável, sabe? Mas fique tranquila eu não sou uma chantagista qualquer. Em troca eu deixarei meu contato, quando precisar de um favorzinho é só me chamar. Alias, qualquer favor mesmo viu? Não tenho uma rola, mas faço coisas que você nem imagina. ― Pisquei em sua direção, mantendo o sorriso de diversão em meus lábios. ― Ah sim, e quero um pouco dessa droga. Com isso nossos termos estão fechados, né? ― Ergui meu dispositivo na altura do rosto para lembra-la das fotos contidas nele.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Rhys Larren

avatar

Mensagens : 28
Data de inscrição : 18/09/2018

MensagemAssunto: Re: Nebula - Trinity   Dom Set 23, 2018 2:22 pm

Só afirmei com a cabeça quando ele disse, indo trancar a porta ― mesmo que ele não tenha o feito, afinal eu queria privacidade para o que faria. Voltei para a cama com o MCDG ligado, ajoelhando-me em sua frente e removendo a máscara que cobria meu rosto para respirar melhor. Já fazia um tempo que eu não ficava sozinha ― um dia, mas pra mim isso é muito ― e precisava... escanear. Um toque aqui e ali na interface azul escura e cheguei no aplicativo, apertando no enorme botão em vermelho que dizia "ESCANEAR AGORA", estalando o pescoço antes.

A tão conhecida luz azul provinda do scanner esquentou meu corpo, revelando cada detalhe do meu corpo em sua interface ― dano, limpeza e coisas do tipo ― e me dando uma ideia do que eu precisaria fazer. Bom, pelo visto a mamãe aqui tá em dia.
Quando eu tava prestes a progredir, uma grande tela vermelha apareceu no meu querido MCDG ― que eu acabei de chamar de Tony porque MCDG é chato de ficar falando ― que infelizmente para todos nós significava que eu estava sendo hackeada, mas, como eu sou a grande rainha da galáxia, utilizando de toda a minha concentração abri o prompt de comando do Tony, a janelinha de teclado junto. Com algumas teclas tecladas, pude fazer o otário ou otária que estava tentando falhar miseravelmente antes de ir atrás dele. No entanto, tinha algo errado. O ponto vermelho mostrado no mapa que o Tony havia aberto estava no banheiro.

Saí da cama lentamente, abrindo uma das malas para separar uma pistola e um cartucho. É agora que ele se fode na minha mão, crianças. Recarregando a arma, fui lentamente na direção da porta, a destrancando ― e me arrependendo de não ter pego meus sapatos, porque o chão tava podre ― e dando um chute para que abrisse, apontando arma pro cara que eu já havia esquecido do nome.

― Olha aqui, meu parceiro ― "Tu tá fodido", completei mentalmente.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Ariete

avatar

Mensagens : 110
Data de inscrição : 19/08/2018

MensagemAssunto: Re: Nebula - Trinity   Dom Set 23, 2018 2:36 pm

Ela continua encarando a garota em seu colo com o mesmo sorriso psicótico, que apenas se alarga conforme ela fala. Olhando em seus olhos, Morgka pode perceber que ela realmente não é uma pessoa em sua plena sanidade. É como se seu semblante transmitisse uma aura gananciosa e malevolente que intimida naturalmente. Talvez a mercenária vivida não sinta esse temor, mas aqueles homens que estavam na sala anteriormente podiam não ser sido contratados.

― Há uma porta para funcionários nos fundos e ninguém passará por lá entre as 11 e as 12 porquê é o momento de contagem dos funcionários e todos estarão no salão principal. Guardar Okros e Kroyvisianos estão espalhados pelos corredores principais e especialmente elevadores, portanto evite-os. ― Ela passa as instruções com gosto, como se tivesse interesse em ver o circo pegar fogo. ― Se quer fazer algo por mim, o meu marido está num apartamento improvisado na cobertura, ao lado de sua mãe.

Ao terminar de falar ela tampou o vaso de onde saia a fumaça estimulante e entregou-o a Jhayesiana. No mesmo local, apanhou sua aliança e um cigarro.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Z’entrax

avatar

Mensagens : 33
Data de inscrição : 21/09/2018

MensagemAssunto: Re: Nebula - Trinity   Dom Set 23, 2018 2:48 pm

*Ao ouvir a porta do banheiro sendo trancada por fora, o rapaz ficou em duvida se aquela garota do lado de fora havia feito isso para fugir, só que pensando que não teria sentido ela fazer isso já que estavam perdidos no que seria o meio do nada e ela so ficaria perdida horas a fio igual uma idade, decidiu deixar para ela e seguir em seu banho. Debaixo do chuveiro, ele fez sair de sua pele a manopla ao qual usou para hackear o sistema de comunicação dela, só que percebendo que não havia sucesso ele sorriu fino, aparentemente a tecnologia usada pela Aliança era melhor do que ele pensava e isso seria bom para seus planos no futuro se tudo desse certo*

-Ora, ora... *Fez então o braço voltar a ser de carne e osso e seguiu ali em seu banho, tempo suficiente para Rhys pegar sua arma e cartucho e ir até ali chutando a porta. O moreno naquele momento estava lavando seu cabelo e quando a porta abriu ele apenas jogou o corpo para trás e pegou sua arma e apontou para ela também, sim, ele estava armado mesmo debaixo do chuveiro, sua arma estava bem dentro da saboneteira*

-Ah, é só você, achei que era uma invasora. *Confirmou quando abriu os olhos e abaixou então a arma a colocando de volta onde estava. Olhando para a garota estando totalmente nu com o vapor subindo por causa da agua, ele colocou a mão na cintura e ficou a olhando com duvida*

-Olhar o que senhorita Rhys Larren? Deseja que eu verifique sua arma? Isso foge um pouco das minhas especialidades, mas se for sua vontade eu posso tentar. *Apesar de magro, aquele rapaz era bem sarado por causa dos Ultra Genes que deixavam seu corpo sempre da melhor forma possível independente se ele treinasse ou não seu físico e ali debaixo do chuveiro, ele apenas o desligou para poder ouvir melhor o que Rhys queria lhe dizer*
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Trinity

avatar

Mensagens : 56
Data de inscrição : 21/09/2018

MensagemAssunto: Re: Nebula - Trinity   Dom Set 23, 2018 2:52 pm

Mantive um largo sorriso no rosto enquanto a escutava. ― Ai menina, gostei de você! Foi mal usar de chantagem, sabe como é, eu não queria ser chicoteada como os carinhas lá fora. Não quando eu sei que não vão enfiar nada em mim. ―Peguei o pote com cuidado, não queria saber o que o conteúdo faria se tocasse em minha pele.

Ah, saquei, quer ficar viúvona né safada? Bem, se ele me atrapalhar é capaz que fique mesmo. Mas seguinte, vamos manter o lance de sadismo só entre quatro paredes okay? Se não eu vou ter que voltar pra te matar, sabe como é. Trate seus funcionários bem, aquele blá blá. ― Revirei os olhos enquanto guardava o dispositivo entre os meus seios. Então me virei indo em direção a porta, mas ao notar que não sabia a senha, parei e dei meia volta. ― Pode chamar seus gogo boy pra dentro? Eu preciso sair e taus.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Ariete

avatar

Mensagens : 110
Data de inscrição : 19/08/2018

MensagemAssunto: Re: Nebula - Trinity   Dom Set 23, 2018 2:59 pm

Após um riso leve, a mulher acende seu cigarro e acaricia o gato em seus pés enquanto observa a partida da albina. Com seu pedido, digitou alguns números no painel de HUD em sua frente e abriu a porta para a saída de Trinity.

― Caso eu receba meu testamento, apareça por aqui e dividirei uma parte com você. Também posso dividir um dos rapazes se você precisa tanto assim. ― Por mais que ambas estejam num mundo totalmente oposto, tem muito em comum. Isso faz com que desperte na madame um sentimento de aliança. ― Apenas não atinja ninguém no rosto, funeral e aparências são muito importantes para a elite.

Por fim, os dois homens ficaram ao lado da porta aguardando a saída da Jhayesiana. Era plena madrugada, mas a noite começaria em breve para eles.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: Nebula - Trinity   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Nebula - Trinity
Voltar ao Topo 
Página 2 de 6Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6  Seguinte
 Tópicos similares
-
» ORPINGTON, Trinity Mabel

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
A Era Cinzenta :: Zona RPG :: Campanhas de confronto-
Ir para: