Um fórum de RPG interpretativo com tema futurista, livre para quem se interessar e que utiliza de um sistema simples para que qualquer jogador possa entender.
 
InícioCalendárioFAQBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se

Compartilhe | 
 

 Nebula - Trinity

Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6  Seguinte
AutorMensagem
Rhys Larren

avatar

Mensagens : 28
Data de inscrição : 18/09/2018

MensagemAssunto: Re: Nebula - Trinity   Dom Set 23, 2018 3:19 pm

Franzi a testa diante de tamanha insolência. Ele tava se fazendo de densentendido ou eu que tava louca? De qualquer forma, o Tony não mente. O pontinho vermelho vinha de dentro do banheiro, tinha certeza absoluta. Não fraquejaria só porque aquele ser de corpinho lindinho estava com aquela carinha de gente inocente, muito pelo contrário, eu sequer tinha interesse por aquele tipo de coisa.

― Olha ― eu disse, movendo um dos meus dedos para o gatilho. Uma ameaça. ― Se você desembuchar agora o que diabos tava tentando fazer, eu te deixo ir embora. Caso contrário, eu atiro. E por que diabos você tinha a droga de uma arma na hora do banho? ― eu estava completamente indignada, primeiro porque não tinham provas suficientes de que era realmente ele, e segundo porque se eu atirasse ia acabar sendo incriminada se não provasse.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Z’entrax

avatar

Mensagens : 33
Data de inscrição : 21/09/2018

MensagemAssunto: Re: Nebula - Trinity   Dom Set 23, 2018 3:42 pm

*Permaneceu olhando para ela e depois olhou para todo o banheiro como se quisesse provar para ela que não havia nada ali além dele e bem, suas coisas de higiene pessoal e claro, a arma. Com o chuveiro desligado e percebendo que não poderia tomar seu banho, o moreno então pegou a toalha e levou a cabeça para começar a secar seu cabelo*

-Lembra o que eu te disse antes de entrar aqui? Eu sou seu guia é minha responsabilidade protege-la senhorita Rhys Larren, inclusive, pedi para que me chamasse caso precisasse de ajuda, imagine, se alguém invadisse nosso quarto e você pedisse por ajuda, eu iria ajudar como estando desarmado dentro do banheiro? E se alguém te derrubasse em silencio e depois invadisse o banheiro igual você fez, como eu iria me defender? A arma é para esses pequenos casos de emergência, inclusive recomendo que faça o mesmo, sempre ande armada, nunca sabemos quando vamos precisar disso. *Começou a andar até ela secando os cabelos e depois apenas enrolou a toalha na cintura para esconder né? Aquilo lá que tava pra fora porque ele tava pelado, mas ao menos agora ele estava com a toalha cobrindo tudo. Pegou então a arma que pertencia a si mesmo para leva-la junto*

-E sobre o que eu estava fazendo, eu te disse, estava tentando tomar banho, mas e então? Aconteceu alguma coisa? Por que está me apontando essa arma? E, ahn... Ela está travada, senhorita Rhys Larren, mesmo carregada você precisa destravar. *Tocou a ponta da arma com o dedo querendo sinaliza-la estando bem frente a mesma como se não tivesse medo mesmo, na verdade, até mesmo reparou no detalhe que a garota embora tenha pego o cartucho e tudo mais, não chegou a destravar a arma para permitir que ela atirasse*

-Enfim, pode me dizer o que houve para que eu possa ajuda-la? Estou aqui para isso. *Girou a própria arma no dedo indicador enquanto falava para demonstrar que mesmo armado, não estava muito afim de usar aquele equipamento, na verdade, até mesmo o ergueu, apontou pro rosto da garota e travou a arma na frente dela para demonstrar que mesmo se quisesse, naquele momento ele não conseguiria atirar*
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Rhys Larren

avatar

Mensagens : 28
Data de inscrição : 18/09/2018

MensagemAssunto: Re: Nebula - Trinity   Dom Set 23, 2018 5:47 pm

Ele tinha bons argumentos, mesmo que eles ficassem meio ridículos se contassem com o fato que ele estava completamente pelado. Murmurrei um droga e, prestes a abaixar a arma, fiquei desatenta ao fato de que ele estava se aproximando. Tomei um susto quando ele tocou na arma, acabando por rapidamente destravar a arma e direcioná-la na direção do homem, apertando o gatilho. No último segundo notei o que eu estava fazendo, abaixando a arma rapidamente mas não conseguindo retardar o disparo, que foi efetuado na direção do órgão sexual do outro, um grito saindo dos meus lábios.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Ariete

avatar

Mensagens : 110
Data de inscrição : 19/08/2018

MensagemAssunto: Re: Nebula - Trinity   Dom Set 23, 2018 6:22 pm

O sol nascente em Neteros é especialmente belo, principalmente porquê a segunda lua do planeta se encontra quase na mesma angulatura deste. Por conta disso, ela reflete sua luz alaranjada e ilumina Yengani de uma maneira mais bela do que qualquer outro planeta. No começo daquela manhã, como de praxe, esse tom alaranjado que ainda está influenciado pela noite escura, forma uma mistura de cores que resulta num vermelho intenso. Parece um dia perfeito para matar.


Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Z’entrax

avatar

Mensagens : 33
Data de inscrição : 21/09/2018

MensagemAssunto: Re: Nebula - Trinity   Dom Set 23, 2018 6:27 pm

*O disparo foi de surpresa e pela mira ruim da garota o coice acabou fazendo a bala passar ao lado da barriga do rapaz de raspão causando um ferimento ali que o fez gemer de dor e colocar uma das mãos ali. Depois daquele tiro, ele olhou para a mão com sangue e depois para a garota já estando 300% puto*

-Me da isso. *Tomou a arma dela, travou e levou junto com a sua saindo daquele banheiro onde se abaixou para abrir sua própria mochila e guardar os itens ali e depois pegar alguns itens de primeiros socorros para cobrir o ferimento que era bem de leve e por isso ele conseguia tratar facilmente mesmo sem ser medico ou qualquer expert na área*

-Já que você não quer me dizer o que houve, senhorita Rhys Larren, você vai permanecer desarmada até segunda ordem, estamos entendidos? *Depois de juntar tudo ele fechou a mala e começou a se vestir novamente colocando outra roupa que era do mesmo modelo que estava usando antes de ir tomar banho, agora só ficava ajeitando as mangas*

-Vamos precisar de um meio de transporte para chegarmos no nosso destino e sairmos daqui logo, o som do tiro pode ter alertado alguém e vão chamar a policia, isso vai nos atrasar ainda mais, então precisamos sair daqui agora antes que eles cheguem, então arrume suas coisas se não quiser ser acusada de tentativa de assassinato contra mim e ser pressa. *Pegou a própria mala e sacou dali de dentro uma manopla ao qual colocou e começou a testar para ver se ela estava em dia movendo os dedos, e com tudo ok, seguiu para a janela a abrindo, não podiam simplesmente sair pela porta da frente*
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Rhys Larren

avatar

Mensagens : 28
Data de inscrição : 18/09/2018

MensagemAssunto: Re: Nebula - Trinity   Dom Set 23, 2018 6:58 pm

Não era minha culpa! Se um homem pelado chega junto de você do nada, o que mais você faz que não seja atirar? Além disso, eu tomei um susto. Ainda que eu não estivesse totalmente errada, claro, deixei que ele levasse meus pertences e o segui, pegando o meu computador mais uma vez para ajeitar dentro da mala, desligando sua interface.

― Tchau Tony. Desculpa pelo impacto de antes, e o de agora também ― sussurrei para a mala, um "Okay" robótico meio falho podendo ser ouvido. Fui na direção da janela sem sequer olhar para o outro, tão agarrada com a mala que parecia que eu morreria se a soltasse. Joguei a mala primeiro, um "Au" mais uma vez robótico podendo ser ouvido de lá; em seguida, me ajeitei na janela para me jogar também, o objetivo sendo cair sentada nela.

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Trinity

avatar

Mensagens : 56
Data de inscrição : 21/09/2018

MensagemAssunto: Re: Nebula - Trinity   Dom Set 23, 2018 7:09 pm

Acordei linda e bela, com o humor quase reluzindo. Tirando a mixaria que a mulher tinha me dado, eu consegui a informação necessária e uma ótima forma de matar o meu alvo. Tudo estava ocorrendo perfeitamente bem. Até eu olhar para o prato com a gosma em cima da mesa. Soltando um gemido de nojo, peguei o prato e joguei o conteúdo na privada.

Respirei fundo e fui tomar uma ducha antes de sair. Por um segundo me lembrei da proposta daquele gerente e quase gorfei com a ideia. Assim que sai, me enrolei na toalha e fui até a cama para analisar a droga que tinha pego. Ao que parecia era um pote com uma base desligável muito quente e a pedra ia queimando quando a base estava ligada. Não era minha forma preferida de drogar alguém, mas podia servir.

Fui me trocar, colocando minha roupa de costume [vide imagem de perfil] com a adição de uma pequena pochete para colocar o pote. Assim que acabei sai do quarto, e tomando cuidado para não ser vista pelo gerente. Sai quase correndo do hotel, olhando em meu dispositivo o local para onde eu devia ir. E como não estava com pressa, fui a pé mesmo.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Ariete

avatar

Mensagens : 110
Data de inscrição : 19/08/2018

MensagemAssunto: Re: Nebula - Trinity   Dom Set 23, 2018 8:03 pm

A filial da "BAIZA", empresa multiplanetária e uma das maiores referências em metalurgia, é obviamente bem guardada. Seguranças fazem uma ronda que cobre cada um dos pontos e são pagos para repeti-la durante o dia inteiro. Pela frente, um visitante encontra uma recepção bastante organizada que visa impedir ao máximo uma tentativa de infiltração (principalmente porque espionagem empresarial é extremamente comum no mundo corporativo). Há ainda uma entrada exclusiva para funcionários nos fundos, mas poucos sabem sobre a existência dela. Além do mais, o acesso a esta é bloqueado por um segurança de posto fixo.

Na frente do grande arranha-céus, há uma bela praia bastante visitada pelos belos sedimentos naturais que se formam no contato da maré com o solo. Por conta do importante ponto turístico, a rua é bastante movimentada por ali.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Ariete

avatar

Mensagens : 110
Data de inscrição : 19/08/2018

MensagemAssunto: Re: Nebula - Trinity   Dom Set 23, 2018 8:08 pm

Rhys e Daniel são acordados pelas batidas furiosas na lataria da lave onde estão. Um motorista zangado aguarda eles deixarem o veículo e o pagarem, uma vez que a viagem foi longa e cansativa - tanto que se ambos observarem através das janelas, notarão que o sol já está nascendo.

Ambos sabem que a mercenária que a garota busca é bastante ocupada e raramente está fixa em um só lugar, então precisam encontrá-la antes que não tenham mais pista de seu paradeiro. Necessidades biológicas também os afligem e os dois sentem bastante fome.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Z’entrax

avatar

Mensagens : 33
Data de inscrição : 21/09/2018

MensagemAssunto: Re: Nebula - Trinity   Dom Set 23, 2018 8:31 pm

*Ao ter sido acordado daquela forma, o moreno acordou e logo percebeu que o motorista estava a espera do pagamento, ele então percebeu que Rhys estava ali junto consigo no banco de trás, então apenas deu um jeitinho para ela sair de cima de si sem atrapalhar muito, afinal, mesmo que ela tenha tentado castra-lo da pior forma possivel, ela ainda era uma garota e ele um legitimo gentleman*

-Bom dia senhor, você nos deixou perto de alguma lanchonete ou restaurante igual eu pedi? Precisamos resolver algumas coisas, se sim, poderiam me dizer onde ficam? *Já havia saido do carro, então conversava com aquele motorista ao lado de fora já pegando algumas das bagagens que havia trazido consigo para poder já ir indo caso fosse necessário*
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Trinity

avatar

Mensagens : 56
Data de inscrição : 21/09/2018

MensagemAssunto: Re: Nebula - Trinity   Dom Set 23, 2018 10:02 pm

Dei uma volta no quarteirão para analisar rotas de fuga e a estrutura do prédio do lado de fora. Então encostei minhas costas na parede, ao lado de uma padaria. Fiz algumas anotações em meu dispositivo enquanto alterava o olhar para ele e o prédio.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Rhys Larren

avatar

Mensagens : 28
Data de inscrição : 18/09/2018

MensagemAssunto: Re: Nebula - Trinity   Seg Set 24, 2018 12:33 am

Acordei alguns segundos depois do outro e peguei minhas coisas o mais rápido que eu podia, sem querer prestar atenção em nada que não fosse o meu destino e minha barriga roncando naquele exato momento. A minha cara sonolenta deixou passar a indignação que senti quando eu vi que o motorista exigia o pagamento, e não era pro homem chato, era pra MIM. Respirei fundo antes de sussurrar para minha mala, onde Tony estava, um breve "Tony, transferência de quantia"; "Quanto, minha senhora?" a voz robótica respondeu. "Cemzinho" continuei sussurrando.

Um tempinho depois apareceu o painel no carro que indicava que o pagamento tinha chegado. Arrastei minha mala e meu corpo pra fora do carro, colocando minha máscara e o óculos de sol, escondendo que havia estreitado os olhos diante da luz. Olhei para um lado e olhei para o outro, mas não direcionei o meu olhar para o meu "Companheiro".

― Bom dia ― murmurrei, passando por ele enquanto arrastava minha mala. Ia na direção da padaria, onde eu planejava fazer um lanchinho.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Z’entrax

avatar

Mensagens : 33
Data de inscrição : 21/09/2018

MensagemAssunto: Re: Nebula - Trinity   Seg Set 24, 2018 12:43 am

*Conversando com aquele homem, Daniel olhou e viu que o pagamento havia sido realizado com sucesso, bem, no final das contas não iria precisar barganhar com aquele sujeito, era só deixar tudo do jeito que estava. Com a saida da "aliada" do taxi, ele então seguia ela carregando as coisas dele e olhando para a manopla que tinha consigo, ela que abria uma especie de painel onde ele conseguia ver algumas coisas*

-Parece que seu alvo é a Mercenária Trinity, senhorita Rhys Larren, e ao que tudo indica essa mulher não possui um nome verdadeiro para se buscar e tão pouco aparência registrada no banco de dados, isso significa que encontra-la vai ser bastante complicado por vias remotas, então acho que devíamos chama-la, é mais fácil fazer o alvo fantasma vir para nós do que permanecer o caçando, ainda mais em uma cidade tão grande, então se me permite, começarei essa operação, me espere lá dentro, eu gostaria de um x-bacon e um refrigerante de laranja, por gentileza. *Falava com a garota a acompanhando ser prestar muita atenção nos arredores. Começou então sua busca e ao achar aquele contato decidiu ligar para ele ficando fora da Padaria enquanto Rhys entrava por razões obvias, não queria ninguém lá de dentro xeretando, ainda mais que isso não seria nenhum pouco discreto*
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Trinity

avatar

Mensagens : 56
Data de inscrição : 21/09/2018

MensagemAssunto: Re: Nebula - Trinity   Seg Set 24, 2018 12:53 am

Quando terminei minha anotações, ouvi meu celular tocar, o que me fez sair da rua para dentro da padaria. Me sentei num lugar onde tivesse menos pessoas possíveis, atendo assim que sentei. ― Na escuta. Seja rápido por favor, estou no meio de um trabalho.

Era raro alguém me ligar para pedir por um trabalho. Geralmente as pessoas eram o mais cautelosas possíveis por não querer ter nada ligado a mim ou por medo que eu mesma os seguisse. Encostei na cadeira, apoiando o braço no encosto e cruzando as pernas enquanto esperava a resposta.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Rhys Larren

avatar

Mensagens : 28
Data de inscrição : 18/09/2018

MensagemAssunto: Re: Nebula - Trinity   Seg Set 24, 2018 8:15 pm

Dei de ombros ao pedido dele. Ao estar dentro da padaria fui na direção de uma mesa mais ao fundo; era no canto, tinha duas cadeiras uma de frente para a outra e nada ao seu redor além de madeira. Peguei o Tony de dentro da mala e ativei a sua interface, esperando calmamente que alguma garçonete se aproximasse enquanto eu mexia em páginas aleatórias da interwebs no meu querido Tony. Espiei meu companheiro pela janela da frente, tendo uma breve ideia. Um sorriso surgiu em meus lábios.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Ariete

avatar

Mensagens : 110
Data de inscrição : 19/08/2018

MensagemAssunto: Re: Nebula - Trinity   Seg Set 24, 2018 8:28 pm

O local, ainda que seja uma simples lanchonete, é luxuoso para os padrões comuns. A decoração cara e impressiva é feita de modo que agrade os chiques moradores de Yengani e cause uma boa impressão aos turistas. Além disso, como tudo na cidade, não há nenhum funcionário se não os sintéticos.

Subitamente, um robô de aparência feminina se aproxima ao lado de Rhys. Ela sabe que o modelo é um pouco antigo e que foi desenvolvido para fins militares, mas ele parece estar funcionando muito bem a função atual e a reprogramação parece ter surtido um bom efeito.

― Posso ajudar, senhorita? ― Diz a simpática voz sintética.

Ao mesmo tempo, Morgka pode ver em seu celular que faltam poucos minutos para a hora que a madame aconselhou-a para invadir a empresa.

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Z’entrax

avatar

Mensagens : 33
Data de inscrição : 21/09/2018

MensagemAssunto: Re: Nebula - Trinity   Seg Set 24, 2018 9:24 pm

*Usando sua manopla para falar com aquela mulher, até se surpreendeu por ela atende-lo tão rápido, e agora estava obvio o porque, ela estava em missão e o aparelho tocando mesmo que no vibracall poderia atrapalhar sua concentração e performance, então buscou ser o mais breve possível já sabendo que ela estava pela cidade*

-Eu tenho mais um trabalho para você, como está com pressa, deixarei os detalhes via mensagem, inclusive o lugar onde devemos nos encontrar caso termine, boa sorte. *Por ser uma mensagem encriptada, ela saia distorcida o fazendo sair bem mais grave, quase como naqueles casos de interrogatório onde a vitima é ocultada por questões de segurança. Depois de mandar a mensagem ele entrou na padaria ajeitando sua manopla e depois a gravata indo até onde sua parceira estava olhando para todos os lugares em busca dela devido a mesma estar bem no fundo, então não dava para percebe-la de momento e nesse momento olhou para Trinity sem nem saber quem ela era embora ela soubesse quem era ele por causa da mensagem que recebeu*
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Rhys Larren

avatar

Mensagens : 28
Data de inscrição : 18/09/2018

MensagemAssunto: Re: Nebula - Trinity   Seg Set 24, 2018 9:39 pm

― Um café sem muito açúcar, por favor ― pedi, desviando o olhar de Tony para olhar para a garçonete. ― E um x-bacon com uma lata de refrigerante, de preferência laranja. Mas, se for qualquer outra coisa não tem problema também.

E voltei a fixar o meu olhar no computador, parecendo fazer alguma coisa importante. Enviava uma mensagem para alguém, ainda que não fosse possível ver pelo tamanho e língua em que era escrita e por ficar ao contrário se vista do outro lado da interface.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Trinity

avatar

Mensagens : 56
Data de inscrição : 21/09/2018

MensagemAssunto: Re: Nebula - Trinity   Seg Set 24, 2018 9:47 pm

Esperei a ligação ser encerrada, então olhei para o visor a espera da mensagem. Pude ver também que meu tempo estava acabando e por causa disso soltei um xingo em voz baixa. Mas que horinha inoportuna para me ligarem, eu precisava dar um jeito nisso, se eu estivesse me infiltrando teria tomado no cu lindamente. Assim que terminei, soltei uma gargalhada, mas me controlando para que não fosse vista.

Se receber uma ligação era raro, encontrar a pessoa ao vivo era ainda mais. Porém existe loucos para tudo e eu não podia mesmo reclamar. Guardei o dispositivo entre meus seios, como costumava a fazer, então olhei ao redor. Suspirei, pensando na missão que tinha poucos minutos mais tarde. Não queria perder minha concentração de jeito nenhum. Mas mesmo assim me levante e fui em direção a mesa em que eles estavam. Assim que cheguei, sentei na mesa, tomando cuidado para não derrubar nada e cruzando as pernas logo em seguida.

Sou uma mulher ocupada, anjinhos. Vamos logo com isso? Qual pescoço preciso cortar? Ou pescoços? Ah bem, eu não me importo com quantidade, mas isso altera o valor final viu? ― Pisquei na direção dos dois logo depois de colocar o óculos apoiando em minha cabeça.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Ariete

avatar

Mensagens : 110
Data de inscrição : 19/08/2018

MensagemAssunto: Re: Nebula - Trinity   Seg Set 24, 2018 10:02 pm

A garçonete robótica toma alguns segundos para processar o comando de voz e prontamente retorna à cozinha para registrar o pedido da garota, o qual provavelmente será preparado por outro robô. Em Yengani, poucos funcionários são humanos.

Enquanto conversam, todos podem ouvir o som de um televisor dentro da padaria que anuncia uma notícia urgente. O âncora do programa diz que após uma paz incontestável desde sua fundação, Yengani pode estar presenciando seu primeiro crime. Na noite passada, imagens de câmera (as quais são mostradas no noticiário) capturaram uma hóspede de uma pousada e um homem ainda não identificado entrando num quarto, pouco tempo antes de um tiro ser ouvido. Rhys Larren, nome que é divulgado explicitamente assim como uma foto da mesma, está sendo procurada e uma perícia realiza uma análise das imagens para encontrar o homem misterioso.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Z’entrax

avatar

Mensagens : 33
Data de inscrição : 21/09/2018

MensagemAssunto: Re: Nebula - Trinity   Seg Set 24, 2018 10:52 pm

*Se aproximando da mesa ao encontrar sua parceira, se sentou frente a ela supondo que talvez ela não tivesse feito os pedidos que ele pediu a ela, afinal, pela cara que ela fez antes de entrar ali provavelmente se ele tivesse chego um pouco depois ela teria no minimo cuspido em suas coisas, ao menos era o que pensou. Olhou então para o televisor ao ouvir uma noticia urgente e acabou suspirando, realmente, como imaginou uma tripulante de uma nave espacial devidamente uniformizada seguindo com um homem sem nada demais e simplesmente dando um tiro seria no minimo alarmante em um lugar como aquele... Ao menos ela estava usando sua mascara espacial, isso ja ajudava muito*

-Parece que nenhum de nós três tem tempo sobrando senhorita Trinity, bem meninas, conversem e rápido, eu já volto, senhorita Rhys Larren, é a sua chance. *Se levantou e seguiu para o banheiro para fazer as coisas que o narrador pediu, algo bem básico mesmo deixando as meninas a sós torcendo para que Rhys cumprisse sua missão que se resumia a contratar aquela mercenária que estava ali, bem na sua cara pronta para aceitar o trabalho e ja partir para outro*
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Ariete

avatar

Mensagens : 110
Data de inscrição : 19/08/2018

MensagemAssunto: Re: Nebula - Trinity   Qui Set 27, 2018 1:44 pm

Enquanto eles conversam, o tempo continua passando. Agora já são 11:20 e a oportunidade de Morgka se passa aos poucos, uma vez que ela tem apenas quarenta minutos para passar furtivamente pelo único guarda do local e chegar ao seu alvo antes que os funcionários voltem a seus turnos normais. Ao mesmo tempo, o noticiário no televisor anuncia que viaturas terrestres e aéreas procuram incessantemente pelos foragidos do hotel. Para contrariar esse clima tenso, a garçonete robótica aparece com o pedido de Rhys.

― Na verdade sua missão é de escolta, então é o contrário. Você deve evitar que alguém seja morto.   Ela diz enquanto abaixa seu rosto para não ser reconhecida por ninguém, uma vez que sua imagem está sendo mostrada no televisor.   O pagamento é bom, afinal é uma missão para um grande fim. Estamos indo recuperar um satélite caído em um planeta com potencial de colonização. Só não sei ao certo porquê me deram o contato de uma assassina para isso, mas pra mim tanto faz e acho que pra você também. 

A garota toma um tempo para mexer com um pequeno talher em seu café recém-entregue. Com um olhar de relance, ela vê alguns veículos com símbolos da polícia andando pelas ruas, ao mesmo tempo que ouve no televisor que um motorista acaba de dar um depoimento dizendo que acabara de dirigir para os dois procurados. Agora, aquela rua na qual eles tinham sido avistados estava com presença extra de policiais, e isso é ruim tanto para Morgka quanto para Rhys.

― Você deve estar ocupada mas receio que tenhamos que sair daqui imediatamente caso aceite o trabalho. Tenho certeza que não está aqui pra fazer coisa boa, e você não vai querer matar alguém na frente de uma agente da Aliança. Além disso, eu e o engomadinho ali estamos sendo procurados agora.   Ela se esforça para falar enquanto cabisbaixa   É uma longa história envolvendo homem pelado e hacking, mas precisamos ir.

Ao mesmo tempo que o contrato se torna cada vez mais perigoso, Morgka sabe que é o maior que ela já recebeu, tanto em dificuldade quanto em pagamento. Com o valor deste, poderia fazer uma pequena fortuna e talvez até mesmo deixar o ramo... o que ela provavelmente não faria.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Trinity

avatar

Mensagens : 56
Data de inscrição : 21/09/2018

MensagemAssunto: Re: Nebula - Trinity   Qui Set 27, 2018 6:32 pm

Franzi o cenho ao ver que ela me subestimava e quase menosprezava por ser o que sou e o que faço. E ainda mais por ouvir policiais indo de um lugar para o outro. Se eu não entrasse logo naquela empresa, ela se tornaria completamente impossível de invadir. Como se já não fosse difícil o suficiente. Assobiei quando ela mostrou o valor, certamente deixava aquela muquirana adultera no chinelo, e ela era a rica. Deixe-a terminar sua proposta, então me levantei da cadeira e a peguei pelo braço. ― Sinto muito chuchuzinho, mas eu não tenho a fama que tenho por desistir de trabalhos. Você me entende né? Cada um ganha seu pão como pode. Eu já trabalhei para aliança antes, não me importa o ideal de vocês e sim a grana.

Com isso a obriguei ficar de pé, não fui tão rude quanto normalmente seria, mas era o suficiente para que ela me seguisse. ― Precisamos dar um jeito em você e no seu namoradinho antes que vocês fodam comigo. E olha que eu nem estou falado no bom sentido, mas fica a proposta caso queira. ― Então segui até o banheiro feminino e a empurrei para dentro. Fui até minha bolsa, procurando a latinha de spray que comprei ontem de noite. Assim que a achei retirei e agitei, ouvido o barulho agudo da bolinha de metal que estava lá dentro. ― Primeiro vamos pintar seu cabelo. Relaxa, é tinta temporária. Eu uso para escapar assim que termino meus trabalhos em locais públicos, sabe como é.

Dito isso, a puxei para perto e a virei de costas enquanto despejava o spray em seu cabelo. Não precisou de muito tempo e ela estava com lindos cabelos negros. Retirei meu sobre tudo vermelho escuro e a entreguei, ficando apenas com o vestido. ― Use isso também. E gatinha, você é nova na aliança? Deve ser né. Eu vou terminar meu trabalho, e depois eu saio com vocês ok? Quer ter sucesso? Me ajude hackeando as câmeras da empresa. Ai eu te mostro porque me indicaram para o trabalho de escolta. ― Pisquei um olho em sua direção, esperando uma resposta.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Rhys Larren

avatar

Mensagens : 28
Data de inscrição : 18/09/2018

MensagemAssunto: Re: Nebula - Trinity   Qui Set 27, 2018 7:09 pm

Os atos da garota me eram meio estranhos, mas eu me acostumava conforme ela ia falando. Suspirei de alívio quando ela disse que ia aceitar, mesmo que fosse somente por causa do dinheiro; todos nós queremos dinheiros nessa vida, certo? Era bom conversar com alguém do sexo feminino depois de tanto tempo com um babaca daqueles, então eu estava visivelmente mais solta.

Se já trabalhou pra nós tá explicado ― Sorri ao terminar a frase, mas não estava colocando muita fé nela. Não por enquanto. Haviam muitas coisas a se avaliar para que eu pudesse saber, mas se a Aliança tinha me colocado atrás, devia ser boa. Eu esperava que sim. ― Ow!

Exclamei quando ela me puxou pelo braço, meio baixo por ainda estar sendo procurada pela polícia por ter dado um tiro no meu parceiro, sem querer. Ainda voltei um pouco para pegar meu querido Tony e minha mala, que não podiam ser abandonados ali. ― Ele não é meu namorado, é parceiro que nem você vai ser, tendeu? ― Não parecia incomodada, e nem estava. Achava completamente normal que ela julgasse daquela forma, então sequer esboçou uma reação diferente ou exaltada, seguindo ela até o banheiro. ― E foi mal, mas não tô interessada.

Ri baixinho. Nunca tive nenhum interesse em sexo, e não é agora que vou ter. Nada disse ao observá-la pintar o meu cabelo, massageando o meu pescoço que doía um pouco por conta da posição que havia dormido. Taxis não são lá o melhor hotel.

Não sei se colocaram ajudar assassinas nas especificações, mas não disseram que eu não podia ― Ri de forma irônica, concordando com aquilo. ― Temos que dar o fora daqui primeiro. Alguma sugestão?
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Trinity

avatar

Mensagens : 56
Data de inscrição : 21/09/2018

MensagemAssunto: Re: Nebula - Trinity   Qui Set 27, 2018 7:25 pm

Dei de ombros, não dando muita importância a relação dos dois de fato. ― Bem, vocês dois vão para o meu quarto no hotel e se tranquem lá. Lembre-se de me ajudar hackeando o sistema da empresa, liberando as portas para eu vaze, aquelas coisas básicas sabe? Toma. ― Da bolsinha, tirei o meu cartão de identificação no hotel e a entreguei. ― Você sabe atuar? Espero que saiba. Diga que é minha irmã e que voltou para pegar umas coisas que eu tinha esquecido. E seja discreta, chuchuzinho. Eu não tenho muito tempo então podem ir correndo mesmo.

Então a chamei com um aceno para fora do banheiro, esperando que o garoto já tivesse terminado de ir ao banheiro. E considerando o tempo que ele estava ali devia estar cagando o intestino e mais um pouco. ― Bem, podem ficar a vontade no quarto, usem o que quiser, comam o que quiser, é só por na conta que eu nunca irei pagar. Ou melhor, coloquem na conta do gerente, e não esqueça de frisar bem que é minha amada irmãzinha. E não dê ouvidos ao que aquele ET barrigudo disser sobre.... eca, nós. ― Dito isso, ri comigo mesma.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: Nebula - Trinity   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Nebula - Trinity
Voltar ao Topo 
Página 3 de 6Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6  Seguinte
 Tópicos similares
-
» ORPINGTON, Trinity Mabel

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
A Era Cinzenta :: Zona RPG :: Campanhas de confronto-
Ir para: