Um fórum de RPG interpretativo com tema futurista, livre para quem se interessar e que utiliza de um sistema simples para que qualquer jogador possa entender.
 
InícioCalendárioFAQBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se

Compartilhe | 
 

 Nebula - Trinity

Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6
AutorMensagem
Trinity

avatar

Mensagens : 56
Data de inscrição : 21/09/2018

MensagemAssunto: Re: Nebula - Trinity   Dom Set 30, 2018 5:28 pm

Senti meus pulmões lotados, mas não com o que deveriam estar. Graças a isso eu engasgava algumas vezes e minha respiração estava totalmente irregular. Assim que recebi a resposta, ao menos foi o que julguei ser, soltei uma risada baixa e falha. ― O que eu deveria esperar de alguém que apenas tem ligação de sangue paterno comigo? Você pegou o pior gene existente.

Dito isso virei de costas e guardei a faca na minha coxa. Olhei para o homem a minha frente e peguei minha arma. ― Sinto muito balofo, acho que família por família a minha é tão merda quanto a sua. ― Dito isso, mirei em seu pescoço, mesmo com a pouca visão a intenção era fazer a bala passar de raspão para que ele caísse de puro cagaço ou fraqueza devido a perda de sangue. Mas pelo menos aos olhos de Hoeu seria uma vingança concluída.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Ariete

avatar

Mensagens : 66
Data de inscrição : 19/08/2018

MensagemAssunto: Re: Nebula - Trinity   Dom Set 30, 2018 5:37 pm

Subitamente, tudo cessa. A respiração ofegante, a fumaça, a luz do abajur. É como se o tiro de Morgka tivesse desligado tudo ao redor dessa, e agora ela está mais uma vez na completa escuridão. Mesmo que sejam apenas segundos, parece durar uma eternidade.

A porta finalmente se abre e toda a energia da cobertura volta. O sangue, o cadáver, os aparelhos: tudo está ali exceto por Hoeu. A assassina está sozinha no local e pode ouvir um som de viatura se aproximando pela rua. Em sua mão está uma arma, e pelo quarto estão dois cadáveres. Tudo está cheio das digitais da garota, e qualquer DNA pode ser confundido com o do loiro que a este momento pode estar em qualquer lugar. Nesse momento, o elevador chega na cobertura.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Z’entrax

avatar

Mensagens : 33
Data de inscrição : 21/09/2018

MensagemAssunto: Re: Nebula - Trinity   Dom Set 30, 2018 5:47 pm

*Ao chegar na cobertura de elevador, o rapaz segue caminhando até ver a cena a sua frente que o fez fazer uma careta ao estilo "Que nojo" e guardou a moeda que estava em seu bolso. Olhou então aos arredores e depois voltou seu olhar para Trinity que bem, estava toda, ahn... Ferrada, para não dizer outra coisa. Para não manchar mais aquela cena de crime, Z'entrax permaneceu onde estava embora tenha suspirado pesadamente*

-Mas que nhaca hein Myla, era isso mesmo que você veio fazer aqui? *Ouviu então o som da viatura chegando, ao que tudo indicava era a policia chegando, otimo, era só mais aquilo que precisava para acabar bem o dia. Estava vestido como um agente mesmo, roupas pretas, terno, gravata, sapatos engraxados e cabelo penteado para trás com uns dois fios soltos frente a testa o dando um pouco mais de estilo junto aos óculos escuros*

-Qual é o plano agora, bonitona? E esses são os donos da empresa? Que merda hein. *Olhou para a dupla de cadáveres ali e usou seu scanner para identifica-los, algo bem padrão ao qual os Conhecimentos [Skill que possui] de sua armadura provavelmente iriam cede-lo facilmente sem nenhum tipo de teste mirabolante já que era basicamente reconhecimento facial*
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Trinity

avatar

Mensagens : 56
Data de inscrição : 21/09/2018

MensagemAssunto: Re: Nebula - Trinity   Dom Set 30, 2018 6:10 pm

Assim que as portas se abriram, tropecei para o lado de fora a tempo de ouvir a voz de Z'entrax. Mas não tive tempo para responder, pois tropecei e cai de quatro no chão, sentindo o mundo ao meu redor girar. Respirei profundamente, esperando que a fumaça em meus pulmões desse lugar ao ar limpo. ― O que você está fazendo aqui? Acho que fui clara quando disse sobre não aceitar o trabalho.

O barulho das sirenes dava o ponto final do cenário que demorei tanto para construir. Deixei meu corpo cair no chão, deitando de barriga para cima enquanto esperava a tontura passar. O maldito tinha armado aquilo para mim, ele precisava de um bode expiratório e me usou para ter seus planos concluídos. Mas como ele tinha me achado?

Eu não matei nenhum dos dois, Sherlock Holmes. Eu disse que foi uma emboscada. ― Ainda deitada, procurava uma forma de sair dali. No exato momento que me senti firme, levantei num salto, desativando a armadura. Não podia perder tempo, retirei os sapatos e roupa, indo em direção até o chuveiro que tinha ali. ― Pode avisar pra nerdzinha que eu não vou aceitar o trabalho. Vocês vão precisar procurar outra pessoa sinto muito. ― Abri o chuveiro até o final, para que o jato de água fosse forte o suficiente para lavar o sangue do meu corpo de uma só vez. Assim que sai, retirei o excesso de água do corpo como pude, jogando os fios brancos molhados para trás.

É uma pena que meu último banho decente em potencial tenha durado menos de um minuto. ― Ao terminar, voltei a calçar meus sapatos e a colocar minha roupa. Fui até a enorme janela, vendo os carros não muito longe dali. Respirei fundo, procurando me acalmar. ― Eu só queria trabalhar em paz. Parentes são uma merda. ― Peguei minha faca, rabiscando um "T" no vidro, grande o suficiente para chamar atenção. ― Bom, se for pra ser presa que seja com a minha carreira limpa, né? E não vai ser a primeira vez mesmo. ― Dei de ombros. Então me virei, olhando para Z'entrax. ― Ainda tá ai, bonitão? Desculpa, infelizmente teremos que deixar a transa para um outra vez. O que é uma pena. Por enquanto vou tentar sair daqui sem que seja com algemas nos pulsos. Não eu que não curta, na verdade adoro, mas você entendeu. ― Dito isso segui até a porta, passando por ele e indo em direção as escadas.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Z’entrax

avatar

Mensagens : 33
Data de inscrição : 21/09/2018

MensagemAssunto: Re: Nebula - Trinity   Dom Set 30, 2018 6:36 pm

*Parado ali observando a situação ele notou a mulher cair de quatro em sua frente, bem, pena que ela estava de frente, isso cobriu boa parte da visão privilegiada ao qual poderia ter tido naquele exato momento, mas tudo bem, vida que segue. Ouvia os ditos daquela mulher que estava bem pessimista, claro, tudo parecia ter sido perfeitamente arquitetado contra ela então possivelmente não haviam formas dela sair dali numa boa, bem, ao menos não sozinha já que aquele rebelde estava ali justamente para isso, ajudar*

-Desculpe-me informa-la, mas você já se esqueceu que seu contrato com ela é falso e seu verdadeiro cliente sou eu? Você apenas finge que o contrato é com ela, mas na verdade é comigo e bem... *Viu ela ali se despindo e depois indo para o banheiro, aquilo era mesmo um tanto inusitado, sequer soube o que dizer sobre aquilo e apenas complementou sua frase usando seu oculos para seguir avaliando o cenário que realmente estava uma merda daquelas*

-Eu não sou do tipo que aceita um "Não" como resposta. *Seguiu ela com os olhos observando que ela seguiria pela escada em um caminho bem distante até o andar que ele pretendia ir depois daquilo, então apenas deu um breve assobio para chamar a atenção, não iria se dar ao luxo de sair do elevador e deixar suas marcas naquela cena de crime*

-Se essa é sua ambição, sair daqui sem ser pressa, sugiro que venha junto comigo, afinal... *Apertou o botão do elevador para descer até o lugar onde estariam os carros e ajeitou o oculos escuro com o dedo indicador*

-Não temos muito tempo, mas eu tenho o que você precisa para sair daqui muito bem, faça sua escolha, eu posso sair daqui pela porta da frente com ou sem você, mas você pode fazer o mesmo sem mim rumo a liberdade para realizar um dos maiores trabalhos da sua vida? Bem lindinha, o tempo está correndo e só podemos conversar direito sobre seus alibis se vier comigo, o que decide?
*Por ter apertado o botão, a porta do elevador começou a se fechar devagar e Z'entrax apenas dava um breve risinho amistoso, era só apertar o botão de novo ou passar alguma coisa ali na porta para ela abrir de novo, só que ele não podia se dar ao luxo de ficar dando muito tempo para a Mercenária pensar, ela tinha que agir, tinha que ser esperta e ela poderia descobrir que ir com aquele rapaz era a resposta certa pelo mesmo ter chego até ali sem supostamente ter nenhum problema e ainda mais de elevador, coisa que apesar de toda a ladinagem dela a mesma não conseguiu fazer tão facilmente, ou seja, aquele Rebelde tinha mesmo algo mais provavelmente escondido dentro de sua manga*
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Trinity

avatar

Mensagens : 56
Data de inscrição : 21/09/2018

MensagemAssunto: Re: Nebula - Trinity   Dom Set 30, 2018 6:59 pm

Revirei os olhos enquanto o escutava, voltando a virar meu corpo para poder olha-lo assim que assobiou. Não pude evitar minha expressão de tédio conforme o ouvia, mesmo que grande parte fizesse sentido eu não era o tipo de pessoa que regrava a vida em algum sentindo. Assim que a porta começou a se fechar, mantive-me de braços cruzados enquanto o encarava, fazendo uma careta para sua expressão. Coloquei o pé entre as portas, fazendo-as se abrirem novamente. ― Escuta aqui bonitinho, vamos deixar algumas coisas clara? Eu trabalho para quem eu quiser. ― Dei o primeiro passo para dentro, me aproximando até que estivesse totalmente dentro, ouvindo as portas se fecharem atrás de mim.

Além disso, você precisa de mim. Não o contrario. Porque até onde sei a nerdzinha não faz ideia de quem você realmente é, ou faz, vai saber. Por isso, não tente parecer que está acima de mim, ok? ― Descruzando os braços, ergui minhas mãos até sua gravata e a segurei com firmeza antes de puxa-la com certa força e ajusta-la, fazendo com que ele se curvasse até seu rosto estar próximo ao meu. Aproximei meus lábios de sua orelha, diminuindo o tom da minha voz. ― Para sua sorte, hoje foi um dia estressante e tudo o que eu quero é tomar um longo banho quente, talvez dormir com você se não continuar me amolando e... ― Acabei soltando-o assim que me dei conta de uma coisa importante que não deveria ter esquecido. ― Aquele maldito não me pagou! E nem a velha! Argh, eu vou matar aquele pivete.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Z’entrax

avatar

Mensagens : 33
Data de inscrição : 21/09/2018

MensagemAssunto: Re: Nebula - Trinity   Dom Set 30, 2018 7:16 pm

*Percebendo que ela havia tomado a decisão correta, o rapaz então sacou de fones de ouvido e os colocou nas orelhas e pelo seculo em que estavam, pareciam mais um suporte discreto mesmo, quase imperceptível que por fazer parte do seu arsenal de armadura, acabava também servindo como algo para comunicação*

-Imagino que sim, por isso afirmei já que você aceitou o meu contrato. *Mercenários, sempre tão capazes e sempre tão pouco confiáveis, realmente tinha que aprender um pouco mais a como lidar com pessoas tão vigaristas que fazem de tudo e mais um pouco por dinheiro sem se importar com honras ou causas como os membros da Aliança e até mesmo da Reconquista. Ouviu tudo o que Trinity tinha a dizer e apenas fechou os olhos, falar aquele tipo de coisa por mensagem era uma coisa, pessoalmente já era outra por mais que fosse acostumado na teoria, afinal, era treinado para passar por situações parecidas como aquela, só não havia as vivenciado plenamente ainda*

-Pivete, velha? De quem está falando? Bem, chegamos. *Ao chegar no espaço reservado para os carros, Z'entrax sacou de sua manopla e a usou para abrir um para si foi seguindo até ele retirando seu terno durante o trajeto*

-Se cubra com isso aqui e finja estar abalada emocionalmente, você é uma pobre jovem rica que foi em uma reunião com a ricassa para negócios onde acabou sofrendo o atentado e eu como agente contratado por aquela Mumia vim até aqui para ajudar, vi o que aconteceu já depois do ocorrido e decidi te levar embora comigo para leva-la para seu apartamento por você estar abalada demais pelo o que houve, ok? *Usou o "manto" negro para cobrir os ombros de Trinity e então abriu o carro, entrou nele no banco do motorista e sinalizou para a albina ficar no banco de trás onde achou mais seguro e também fazer mais sentido. Depois disso com a mesma manopla ele mandou mensagem para Rhyss Larren alertando que ela deveria começar os preparativos para ir embora dali*

-Aperte os cintos, talvez não seja tão fácil quanto parece, depois nos conversamos sobre nosso pequeno encontro, com mais calma. *Disse e então com todo o hacking que havia feito antes, conseguiu sair dali dirigindo voltando para o Hotel para encontrar com Rhyss e de lá poderem ir em busca da nave dela para poderem sair dali de uma vez por todas e esquecerem esse dia tão agitado*
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Trinity

avatar

Mensagens : 56
Data de inscrição : 21/09/2018

MensagemAssunto: Re: Nebula - Trinity   Dom Set 30, 2018 7:28 pm

Apenas concordava por cima, ouvindo o que ele dizia enquanto mordiscava a ponta do meu dedão. Continuei repassando as cenas que ocorreram enquanto fazia o que Z'entrax me pedia. ― Ah, não importa, problemas familiares. ― Assim que entrei no taxi, puxei mais o casaco para cobrir meu corpo. Coloquei os cintos e permitir meu corpo relaxar no banco por alguns segundos. Olhei pelo vidro do carro, que para minha sorte estava coberto por uma película preta que impedia do meu rosto ser facilmente visto.

Mas em compensação, pude ver o cansaço estampado na minha cara e tal visão me fez desviar o olhar para o outro lado. Não respondi e falei mais nada, apenas fiquei encostada no banco com as pernas e braços cruzados, vendo a empresa ficar longe e o hotel mais perto.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Z’entrax

avatar

Mensagens : 33
Data de inscrição : 21/09/2018

MensagemAssunto: Re: Nebula - Trinity   Dom Set 30, 2018 7:42 pm

*Chegando no hotel deixando tudo aquilo para trás, Z'entrax olhava pelo lado de dentro do carro para ver se tudo estava ok, e estando, não saiu de imediato do carro por estar pensando no que fazer em seguida, se Trini...Myla, fosse conhecida mesmo daquele gerente, ele provavelmente ainda estaria por ali para atormenta-los um pouco, então seria mesmo uma boa ideia levar a garota junto? Talvez não, esse era o complicado de andar com mulheres cujo rostos são reconhecidos onde quer que vão*

-Parece que a Rhyss ainda não chegou aqui como foi pedido, o que acha? Devo busca-la ou permanecer aqui te fazendo companhia até ela chegar? *Então pegou do bolso um pequeno "saco" de balas, praticamente o bom e velho Halls de morango, só que daquele tempo, então o nome podia ser diferente, a embalagem também, só que era basicamente esse o doce ao qual Z'entrax tirou um e levou a boca e depois ofereceu o restante para a albina no campo de trás*

-Aceita um? *E então ficou ali sentado esperando a resposta e a chegada de sua outra companheira de equipe para poderem sair dali enfim, irem até a nave numa boa e sairem daquele planeta rumo o outro em busca daquele bendito satélite*
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Trinity

avatar

Mensagens : 56
Data de inscrição : 21/09/2018

MensagemAssunto: Re: Nebula - Trinity   Dom Set 30, 2018 7:53 pm

Ainda estava meio alheia ao que acontecia ao meu redor. Minha mente funcionava de forma tão automática desde sempre que, caso eu me permitisse parar, ficava fora do ar sem saber o que sentir ou pensar. Ver que meu irmão sabia onde me encontrar não podia ser coisa boa, mas não tive tempo de questionar muito.

Mais uma vez a voz de Z'entrax me tirou do meu pequeno turbilhão de pensamentos. ― Vai me dar na boca ou você era mais do que curtia baixaria a distância do que pessoalmente? ― Inclinei meu corpo para frente, de forma que ficasse entre os bancos e pudesse encara-lo. Mas logo voltei a me encostar no banco, descruzando os braços e estendendo uma mão até ele. ― Tô brincando. Aceito sim. E você pode fazer o que quiser, eu não vou sair daqui para acabar enfiando uma faca naquele gerente nojento.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Rhys Larren

avatar

Mensagens : 28
Data de inscrição : 18/09/2018

MensagemAssunto: Re: Nebula - Trinity   Dom Set 30, 2018 7:54 pm

Rhys recebeu a mensagem quando estava preparando seu plano maligno, que consistia unicamente em roubar o robôzinho que tinha chamado sua atenção. Tinha ficado com pena, afinal ele parecia precisar de uma atualização urgente e ela tinha a leve impressão de que isso não aconteceria, fato que a magoava profundamente. Estava somente esperando pelo aviso de que iriam embora, e quando veio, Rhys tomou o cuidado de utilizar de Tony para desligar cada câmera presente no térreo para que ela conseguisse leva-lo sem muita preocupação.

Quando estava tudo terminado, Rhys sabia que não tinha muito tempo. Guardou todas as suas coisas dentro da sua mala com rapidez ― bem, ela só tinha tirado o computador ― e pegou seus óculos de sol, se dirigindo para a saída do quarto com o máximo de velocidade que conseguia.

Parecia animada ao sair do elevador no térreo, procurando o robôzinho com tanta velocidade que chegava a ser surpreendente. Como o andar estava aparentemente vazio, ela simplesmente foi na direção do bichinho desligado ― achou isso uma barbaridade, inclusive ― e o pegou no colo, tentando sustenta-lo em um braço só enquanto arrastava sua mala com a outra mão.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Ariete

avatar

Mensagens : 66
Data de inscrição : 19/08/2018

MensagemAssunto: Re: Nebula - Trinity   Dom Set 30, 2018 8:20 pm

Já no horário de almoço, muitos outros veículos se encontram próximos de Z'entrax e Morgka. Ao mesmo tempo, uma quantidade anormal de hóspedes se dirige ao restaurante do hotel e passam inevitavelmente por Rhys. O que presta atenção em suas ações, porém, é um jovem que trabalha na manutenção do maquinário do hotel. Isso está explicito através de seu crachá e uniforme.

― Ei! ― Ele grita ao longe para chamar a atenção da garota. ― Você não pode usar esse robô, ele está quebrado. Se precisar de algo, eu mesmo posso ajudar.

Pela inocência estampada em seu sorriso, o jovem não entendeu a intenção de Rhys. Está muito atento as suas ações ainda assim.

Ao mesmo tempo, Morgka pode ouvir o som das mesmas sirenes de novo, se aproximando cada vez mais. Ela não despistaria a perseguição tão facilmente.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Z’entrax

avatar

Mensagens : 33
Data de inscrição : 21/09/2018

MensagemAssunto: Re: Nebula - Trinity   Dom Set 30, 2018 8:38 pm

*Aguardando, a aproximação da mulher fez o rapaz recuar um pouco por impulso e depois de ouvir tudo o que ela tinha a dizer, deixou um breve suspiro aliviado escapar. Retirou a bala da embalagem e acabou ouvindo novamente as sirenas, ao que parecia estavam em busca de alguém, mas como? Nem ao menos se indignaram a tentar procurar entre os funcionários um possivel culpado? Saco, aquele não era lá seu dia de sorte*

-Onde diabos está aquela garota? *Então mandou mensagem para aquele homem para ele disponibilizar a nave de Rhyss para que eles pudessem sair dali, inclusive pediu a localização da mesma sinalizando que tudo já estava certo para saírem dali*

-Fica ai deitada. *Olhou para Trinity e depois mandou uma mensagem para Rhyss se perguntando onde diabos aquela menina estava para saírem logo dali. Sem muita escolha, Z'entrax teve que manobrar o carro para ir para um lugar um pouco mais seguro ali, ao menos, graças aquele horario de "pico", haviam muitos carros na rua, dificultando a movimentação policial e claro, os camuflando também em meio a tanta gente e veículos*


Última edição por Z’entrax em Dom Set 30, 2018 9:06 pm, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Rhys Larren

avatar

Mensagens : 28
Data de inscrição : 18/09/2018

MensagemAssunto: Re: Nebula - Trinity   Dom Set 30, 2018 8:54 pm

Olhou pro garotinho gentilmente, como uma mãe olha para seu filho, abrindo um pequeno sorriso e prestes a abrir a boca para falar, mas no final, a única coisa que ela fez foi dizer:

Foi mal, é que é meu agora.

E depois saiu correndo na direção do carro enquanto segurava o Cody e a mala onde estava Tony, mostrando a língua para o garoto.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Trinity

avatar

Mensagens : 56
Data de inscrição : 21/09/2018

MensagemAssunto: Re: Nebula - Trinity   Dom Set 30, 2018 9:03 pm

Ergui as mãos para mostrar que tinha entendido, então apenas joguei meu corpo no banco e deitei.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Z’entrax

avatar

Mensagens : 33
Data de inscrição : 21/09/2018

MensagemAssunto: Re: Nebula - Trinity   Dom Set 30, 2018 9:10 pm

*Antes que pudesse terminar sua manobra, o garoto percebeu que sua parceira estava chegando e com Trinity logo no banco de trás, ele teve que abrir a porta do passageiro ao seu lado para deixa-la entrar e então fechar com tudo depois que ela entrou e observou que bem, ela levava alguma coisa consigo, alguma coisa meio grande para estar ali*

-Desculpe ter que perguntar, mas o que é isso que está carregando senhorita Rhyss Larren? *Deu ré e então saiu dali o melhor que pode por já ser um motorista um tanto quanto experiente buscando um lugar seguro para ficarem e claro, cortar os caminhos necessários para chegar até a nave daquela membro da Aliança*

-Muito bem, alguém tem mais algo a me dizer que eu precise saber? *Perguntou para as duas que pareciam ter 300 mil coisas escondendo dele que podia estar a salvo senão fosse para seguir ajudando aquelas duas, e só de pensar nisso acabou suspirando pesadamente batendo os dedos algumas vezes no volante*
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Ariete

avatar

Mensagens : 66
Data de inscrição : 19/08/2018

MensagemAssunto: Re: Nebula - Trinity   Dom Set 30, 2018 9:25 pm

Enquanto seguem viagem com o carro, os três podem ver em um televisor em forma de outdoor a imagem aérea do veículo onde estão, seguido de perto por três viaturas que soam incessantemente suas sirenes. De acordo com o locutor, um disparo foi ouvido na cobertura de uma empresa e uma funcionária local reconheceu um dos procurados pelo incidente no hotel. Para piorar, um segurança viu seu veículo sendo dirigido para longe dali.

Aquele é definitivamente um dia caótico para Yengani, marcando o primeiro assassinato no planeta desde que passou a ser uma moradia comum. A presença de Silver, avistado parcialmente pelas câmeras do hotel e ainda descrito pela recepcionista do prédio, cria uma relação entre os dois eventos que assusta os moradores locais.

Citação :

Boa tarde, senhorita Rhys!;
Não tão boa assim imagino;
Você está na televisão!;
Poderia aproveitar o momento de fama e divulgar minha garagem?;
Ghavet me deu um cascudo;
Preciso ser mais direto. Desculpe;
A Umbra já está em órbita!;
Eu fiz um ótimo trabalho;
Sabe, não foi fácil. A atmosfera tem muitas nuvens que atrapalham a visão;
Mais um cascudo Sad ;
Precisa de resgate?;
Não posso te buscar se você estiver em solo firme;
Não teria tempo para pousar;
Busque uma alternativa!;
Beijos
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Z’entrax

avatar

Mensagens : 33
Data de inscrição : 21/09/2018

MensagemAssunto: Re: Nebula - Trinity   Dom Set 30, 2018 9:49 pm

*Dirigindo de oculos escuros, o rapaz olha pela janela e avista o que parecia ser o carro deles sofrendo uma certa perseguição, ao que tudo indicava por casualidades do destino o carro ao qual estava era de um funcionário que em vez de estar sendo interrogado como os demais membros da empresa pelo o que houve nela, estava solto e não apenas isso, prestando denuncias só para melhorar o dia, ao que tudo indicava, a força policial ali não era das melhores, era só ficar quietinho que tudo se resolvia, porém, não haviam lá mais tempo e nem chances de ficarem quietos*

-Espero que não se incomodem com musica clássica da Terra... *Retirou então uma mão do volante para olhar para sua manopla digital e começar a dar comandos nela para hackear aquele carro para ele tocar a musica ao qual ele gostaria de ouvir naquele momento, algo que pelos vidros fechados e tudo mais permaneceria só dentro daquele carro*

-Ótimo, por favor, se segurem e apertem os cintos senhorita Rhyss Larren e senhorita Trinity, vamos passar por um pouco de turbulência.
*Mudou então as marchas do carro e começou a acelerar ele colocando as duas mãos no volante e vez ou outra fazia uma manobra mais arriscada que os fazia "deslizar" na pista desviando de outros carros e tudo mais parecendo quase que um efeito parecido ao de uma montanha russa*

-Ok... *Seguindo discretamente um carro que parecia com o seu, Z'entrax seguiu para dentro de um túnel e virou o volante com tudo enquanto seguia comendo daquele halls fazendo o carro girar onde ele seguiu pro lado oposto daquele veiculo que este seguia, ou seja, confundindo os policiais que agora estavam indo atrás de alguém nada a ver e assim ele seguiu para fora dali podendo agora dirigir "normalmente"*

-Parece que o disfarce não vai durar por muito tempo, seria bom trocarmos de carro, mas com nossas caras por ai vai ser difícil, então só me resta uma outra alternativa. *Ajeitou os óculos escuros e afrouxou a gravata que usava até retirava e joga-la no banco de trás onde Trinity estava e então abriu um unico botão para poder respirar melhor, aquilo era adrenalina demais para um dia, ainda mais agora que leu a mensagem e viu que seu aliado não podia simplesmente pega-lo no chão, ele teria que estar no ar e para isso precisava saltar de um lugar alto e o unico que imaginou seria um dos viadutos locais, só precisava chegar lá primeiro no tempo adequado para ambos estarem sincronizados, só que apesar do nervosismo, não contou para as meninas esse pequeno detalhe para não piorar a situação*

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Trinity

avatar

Mensagens : 56
Data de inscrição : 21/09/2018

MensagemAssunto: Re: Nebula - Trinity   Dom Set 30, 2018 10:03 pm

Assobiei, vendo todo aquele alvoroço. Normalmente seria a hora em que eu correria pra me esconder, mas não daquela vez. Apenas me sentei novamente no banco, coloquei o cinto e amarrei meu cabelo molhado num rabo de cavalo baixo. Dei de ombros quando foi falado sobre a música e aproveitei a viagem olhando a paisagem pelo vidro.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Ariete

avatar

Mensagens : 66
Data de inscrição : 19/08/2018

MensagemAssunto: Re: Nebula - Trinity   Dom Set 30, 2018 10:04 pm

Não foi apenas um movimento sincronizado e sim dois excelentes pilotos entendendo-se somente através das ações. Apesar de sequer se conhecerem, Drodag e Z'entrax foram capazes de ler os movimentos dos veículos um do outro e conectar-se apenas pela pilotagem. Apesar dos dois veículos atingirem velocidades impressionantes, as mentes brilhantes que os guiam trabalham juntas para que eles se encontrem.

Mesmo que jovem, Drodag é um mestre da pilotagem. Sua manobra arriscada de trazer a nave em um rasante, precisando até mesmo inclinar-se na diagonal para passar entre dois prédios, tornou possível que ele chegasse no momento exato para abrir as comportas laterais da Umbra e "guardar" com perfeição o veículo dos aliados dentro da nave militar que ele mesmo projetou e conhece como a palma de sua mão.

Depois disso, bastaram apenas alguns segundos para que o veículo tomasse impulso e partisse numa rapidez que quebra até mesmo a barreira do som. O feixe negro que a Umbra se tornou ao retornar ao espaço com o carro dentro de si deixou a mídia, os moradores e os policiais sem resposta, mas uma ótima história para o pequeno Garesiano contar, talvez até mesmo para Z'entrax. E pensar que ambos são de universos 100% diferentes.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Rhys Larren

avatar

Mensagens : 28
Data de inscrição : 18/09/2018

MensagemAssunto: Re: Nebula - Trinity   Dom Set 30, 2018 10:26 pm

Riu quando ouviu a pergunta dele em relação ao que era "aquilo", fechando a porta e colocando o cinto o mais rápido que podia antes de abraçar Cody. Parecia muito mais feliz do que estava em todo o tempo que eles estavam juntos.

Você não vai querer saber, meu amigo. Você não vai querer saber ― Disse para aumentar o impacto, ofegante. Respirou fundo. Se seu pai estivesse vivo ela iria tomar uma surra das grandes, daquelas que deixam marca por uns dias! Mas, ele não estava, então só lhe restava se repreender por ter feito algo daquele tipo e se elogiar pelo seu sucesso.

Olhando pela janela, pôde ver a polícia indo atrás deles. Assoviou em resposta, ainda de óculos de sol mas ainda assim não falando nada, exalando o que quer que fosse mas era muito parecido com felicidade, principalmente quando ela mantinha um sorriso amável no rosto. Abriu a mensagem de seu querido coleguinha, não deixando sequer uma notícia daquelas abalar os seus sentimentos; somente mostrou isso para os outros, principalmente aquele que dirigia.

Você é bom nisso, nunca pensou em ser piloto profissional? ― Brincou quando eles iam entrando na nave, acariciando o Cody como uma mãe faz com seu filho, mas dessa vez não era deboche. Estava verdadeiramente feliz.

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: Nebula - Trinity   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Nebula - Trinity
Voltar ao Topo 
Página 6 de 6Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6
 Tópicos similares
-
» ORPINGTON, Trinity Mabel

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
A Era Cinzenta :: Zona RPG :: Campanhas de confronto-
Ir para: