Um fórum de RPG interpretativo com tema futurista, livre para quem se interessar e que utiliza de um sistema simples para que qualquer jogador possa entender.
 
InícioCalendárioFAQBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se

Compartilhe | 
 

 Honra em sangue.

Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1 ... 11 ... 18, 19, 20
AutorMensagem
SIDA
Admin
SIDA

Mensagens : 882
Data de inscrição : 29/07/2015

Database
HP:
1/1  (1/1)
EP:
1/1  (1/1)
EXP:
1/1  (1/1)

MensagemAssunto: Re: Honra em sangue.   Ter Mar 05, 2019 9:01 pm

Tu não podes lutar com base no que eu lhe ensinei. — Ela quebra o momento enquanto volta a aproximar-se de Heylel. — Torna-te suave, fraco. Este é o maior defeito do meu povo; não temos a garra de um guerreiro e sim a plenitude de um monge. O trabalho que fazemos aqui não é pra monges.

Ela cicatriza a ferida no antebraço mais uma vez usando o misticismo. A esse ponto, porém, já parece bastante cansada por tanto tempo mantendo a técnica de seu pergaminho.

Usa o que lhe dei como um artifício e não como um estilo. Aos poucos, aprenda a usar o seu próprio e desenvolverá tua capacidade. Takumi também precisou de minha ajuda para se tornar o que é, mas sua frieza e precisão não vieram de mim. Assim como ele, tu precisas montar a própria personalidade de acordo com o que aprendes.

Aos poucos, o ambiente esbranquiçado se deforma e a gruta ao redor se revela. O ciborgue ainda está sentado diante de Sacerdotisa e, ao julgar pela posição dos outros ao redor, poucos segundos se passaram. Como prometido, o Zathriano raivoso aguarda recostado numa estalactite próxima.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://greyage.forumeiros.com
Heylel

Heylel

Mensagens : 268
Data de inscrição : 18/11/2018

Database
HP:
8/37  (8/37)
EP:
4/13  (4/13)
EXP:
550/600  (550/600)

MensagemAssunto: Re: Honra em sangue.   Ter Mar 05, 2019 9:17 pm

*Voltou o olhar para a mulher se mantendo daquela mesma forma, pois afinal, era certa paz e calma que o faltavam para ser um bom guerreiro então seria isso que iria exercitar. Sorriu dócil para sua atual mestra por mais que ela fosse provisória, ou talvez não, ainda haveria mais oportunidades para abrir ainda mais seus pergaminhos e ter acesso a mais novas técnicas como aquela que acabou de aprender*

-Mesmo monges são capazes de serem lutadores hábeis da batalha contra o mal sendo muitas vezes mais capazes do que qualquer guerreiro, os "Verdadeiros" são um exemplo disso. *Refletiu sobre Bastião que em tese seria seu eu perfeito caso completasse devidamente seu treinamento de mente, corpo e espirito... Ou será que não? Talvez seu resultado final fosse bem diferente daquele, ainda mais levando em conta que diferente do espadachim, ele tem pessoas com quem se importa e quem sabe poderia até ter um futuro consigo bem mais estreito*

-Você precisa descansar bem e cuidar desse braço, pretendo ve-la mais vezes quando eu estiver pronto para liberar mais das escritas de meus pergaminhos, muito obrigado.
*Fez uma reverencia amistosa para a mulher e logo despertou naquele lugar e imediatamente olhou para baixo vendo suas mãos apoiadas sobre as pernas, estava ali, sentado confortavelmente como se estivesse meditando todo esse tempo. Em seu bracelete haviam mensagens não lidas de Cody e Ellora, só que dessa vez ele não leu de imediato e sim olhou para a mistica como se buscasse alguma aprovação dela sobre fazer isso*
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
SIDA
Admin
SIDA

Mensagens : 882
Data de inscrição : 29/07/2015

Database
HP:
1/1  (1/1)
EP:
1/1  (1/1)
EXP:
1/1  (1/1)

MensagemAssunto: Re: Honra em sangue.   Ter Mar 05, 2019 9:42 pm

Sacerdotisa assente positivamente mas, antes que possa dizer qualquer coisa, é interrompida por Centurião. Este percebe que o processo acabou e parece desequilibrado.

Acabou a terapia? Ótimo, ele é meu agora. — Ele diz num olhar raivoso pelo tempo que precisou esperar. — A não ser que queira ir embora já.

A Mistiimeriana nada pode fazer. Além de ser completamente submissa a todos, não há hierarquia na Datsu. É quase como se a aura pacífica que ela emana fosse anulada pelo jeito agressivo e impaciente de Centurião.

Vamos, tá na hora de uma conversa de verdade entre dois homens, ali no arsenal. — Ele aponta para uma região isolada e mal-iluminada da caverna. — Ou vai fugir como um covarde?
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://greyage.forumeiros.com
Heylel

Heylel

Mensagens : 268
Data de inscrição : 18/11/2018

Database
HP:
8/37  (8/37)
EP:
4/13  (4/13)
EXP:
550/600  (550/600)

MensagemAssunto: Re: Honra em sangue.   Ter Mar 05, 2019 9:56 pm

*Ainda sentado, ele encara Centurião sem esboçar muita coisa além da mesma seriedade que adquiriu no treinamento com a sacerdotisa que consumiu boa parte de suas inseguranças. Levantou-se tranquilamente chegando até mesmo a se espreguiçar um pouco, era como se tivesse passado um bom tempo dormindo*

-Não me provoque, vamos. *Após o dito rispido, iria aguardar o Zathriano para que assim ambos seguissem até o dito Arsenal. Cogitou derrubar o outro ali mesmo, só que pensou que isso poderia assustar as demais pessoas que pareciam não serem acostumadas com a violência, assim sendo, tinha que se manter prudente, pensar mais em seus aliados que estão ao redor em vez de só agir por impulso causando uma comoção desnecessária*
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Ariete

Ariete

Mensagens : 170
Data de inscrição : 19/08/2018

MensagemAssunto: Re: Honra em sangue.   Qua Mar 06, 2019 1:33 pm

Centurião é totalmente diferente da Mistiimeriana com quem Heylel acabara de interagir. Seu corpo é robusto e truculento, certamente ultrapassando os dois metros de altura. Além disso, os músculos inchados e veias saltadas denunciam que aquilo não é puramente biológico.

O arsenal é uma bifurcação pequena na gruta onde ficam guardadas algumas poucas armas de tecnologia Zathriana e com boa qualidade. Quando enfim chega ao lugar e providencia alguma luz para iluminá-lo, Centurião vira-se novamente para o ciborgue. Em seu peito, ostenta um símbolo de sua raça e diversas estrelas, indicando que tem uma posição alta no exército dos reptilianos.

Já vi que você pode sentar no divã mágico, mas quero ver se esse seu corpo frágil consegue fazer alguma coisa. — Ele ergue um par de braços em guarda enquanto mantém o outro cruzado. — Se eu tiver que usar mais do que dois braços, você ganha um presente. Caso contrário, me dá o rifle que têm aí. O que me diz?
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Heylel

Heylel

Mensagens : 268
Data de inscrição : 18/11/2018

Database
HP:
8/37  (8/37)
EP:
4/13  (4/13)
EXP:
550/600  (550/600)

MensagemAssunto: Re: Honra em sangue.   Qua Mar 06, 2019 2:13 pm

*Acompanhando o grandalhão, Heylel colocava seu elmo que começava a se desfragmentar expondo seu rosto sendo notável que em seu peito aparecia um nítido sinal branco que lembrava a letra A provavelmente fazendo referencia a seu novo nome. Usando seu bom e velho traje negro, enquanto caminhava o albino ajeita suas luvas e observa bem sua prótese e pergaminhos por mais que estivessem inativos no momento*

-Pela sua postura, devo assumir que isso é um desafio para uma luta?
*Moveu o pescoço o estalando e depois fez os mesmos com os dedos destros já que os canhotos eram sintéticos por mais que imitem o aspecto orgânico*

-Esse rifle não é qualquer arma, pertenceu a um líder que tive que abater com minha equipe, ele vai ser fundamental em minhas missões futuras então no minimo, preciso receber algo de valor igual ou superior, senão não valeria a pena gastar tempo aqui. "-Sem contar que Ellora e Cody me mandaram mensagem, será que aconteceu algo?" *Pensou a frase dentro das aspas. Por segundos ele olhou para seu bracelete vendo aquelas duas mensagens paradas a espera de sua resposta, chegou a ficar ligeiramente preocupado com a dupla por não saber o que diabos eles tinham lhe mandado*
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Cody 01

Cody 01

Mensagens : 75
Data de inscrição : 14/12/2018

Database
HP:
21/21  (21/21)
EP:
5/5  (5/5)
EXP:
1/1  (1/1)

MensagemAssunto: Re: Honra em sangue.   Qua Mar 06, 2019 2:55 pm

*Esperando dentro da nave, Cody olhava o relógio percebendo o tempo passar cada vez mais devagar provavelmente por estar esperando parado. Sentou-se no chão com os joelhos na altura do rosto e ao sentir seu sistema agir percebeu que havia recebido uma mensagem de Bhailin ao qual abriu o mais rápido que pode para não sinalizar Heylel e incomoda-lo*

-Nossa, eu muito caguei para aquele Bandicoot mentiroso, mas vejamos o que o mestre gostaria, talvez ele queira ir pra Gradopolis atrás do tal do Burnes mesmo sendo mega perigoso. *Mandou então uma mensagem para o Kroyvisiano contrariando o que ele mesmo havia pensado anteriormente sobre atrapalhar ou não e depois voltou seu foco para responder a oficial*

"-Olá senhorita Bhailin, aqui é o Cody! Lamento dize-la que meu mestre não possui mais interesse algum naquele farsante, espero que a entrevista tenha te servido de lição para saber que o tempo todo eu dizia a verdade enquanto ele não.-Audio de voz de Renard Queenston anexado a mensagem-

Conteúdo: E bem, quem está querendo levar o crédito não sou eu, você que dispôs a dizer isso sendo que em momento algum eu mencionei "Levar crédito"... - Então tirou a mão debaixo da cabeça para contar nos dedos. - Além de Mentir, Julgar, Subjugar, Militar e não ter conhecimento filosófico para difamar Soren, Você... - Apontou para Cody. - Tem conhecimento de psicologia além do padrão para uma unidade como a sua, então, o ego está em você, pois, desde o começo eu nunca quis os holofotes, muito menos fama, se não, você não estaria me vendo neste hospital...

"-Ele alega isso e na entrevista fez parecer que fez tudo sozinho sem mencionar que o tratamento do Pax-12 foi cedido por mim graças a meu mestre, bem, espero que tenha sorte em sua missão pessoal e que o salafrário consiga seus objetivos com a fama construída em cima da solução dada por mim, todavia, meu mestre possui um colega de longa data, o agente Burnes que atualmente se encontra aposentado e por isso meu mestre deixou seu pequeno afilhado com ele, se conseguir ceder o endereço dele para nós para que meu mestre possa ir buscar o pequeno já que agora está com o tempo livre eu posso acompanha-la até a casa do farsante sem problema algum!"
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Ariete

Ariete

Mensagens : 170
Data de inscrição : 19/08/2018

MensagemAssunto: Re: Honra em sangue.   Qua Mar 06, 2019 3:52 pm

Não, idiota, é um convite para um exame de próstata. — Ele estrala os dedos enquanto permanece com o outro par de braços cruzado. — Óbvio que é uma luta, imbecil.

O tom de Centurião é repressivo e firme como de um sargento que dirige-se a seu pelotão. Talvez Heylel ainda não conheça essa sensação por não ter feito parte de um exército formal, mas muitos pode até se sentir certa nostalgia ao ser tratados daquela maneira. O olhar de um superior que externamente duvida de suas capacidades, mas por dentro quer vê-lo forte e superando aquele desafio.

Ah, tem uma regra especial; eu não vou te atacar, mas vou revidar a cada golpe bloqueado ou evitado. E pela ignorância, vai pagar quarenta flexões antes da luta. Pode começar a dança assim que acabar o exercício.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Heylel

Heylel

Mensagens : 268
Data de inscrição : 18/11/2018

Database
HP:
8/37  (8/37)
EP:
4/13  (4/13)
EXP:
550/600  (550/600)

MensagemAssunto: Re: Honra em sangue.   Qua Mar 06, 2019 5:00 pm

*Realmente o Kroyvisiano nunca havia sido treinado como um militar de fato, porém, aquele comportamento de Centurião o trazia sim alguma nostalgia... Aquelas ações lembravam muito o "treino espartano" que teve de sua mãe e por isso ele fechava ainda mais a cara sentindo que estava perdendo tempo enquanto ela e o resto de sua tripulação estavam por ai perdidos*

-Não me lembro de haver uma hierarquia na Datsu, pode se orgulhar de suas patentes do exercito Zathriano, devem ser devidamente merecidas e respeito isso, mas... *Enfim tomou postura de luta se preparando para avançar contra o atual inimigo tendo um plano em mente e dessa vez era só isso, não conseguia pensar em outro caso esse falhasse, ao menos achava que não*

-Eu não faço parte dele, então terá que me forçar a seguir essas ordens! *Num rápido salto o rapaz foi contra seu adversário executando um soco destro com toda sua força que não era pouca, mas obviamente não era o bastante para causar muito dano no alvo e isso fazia parte do esquema. Após o golpe direito o esquerdo vinha e esse que graças a prótese iria atingir com muito mais força fazendo o maior ir para trás ficando próximo da parede, só que não a ponto de encostar nela*
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
SIDA
Admin
SIDA

Mensagens : 882
Data de inscrição : 29/07/2015

Database
HP:
1/1  (1/1)
EP:
1/1  (1/1)
EXP:
1/1  (1/1)

MensagemAssunto: Re: Honra em sangue.   Qua Mar 06, 2019 5:39 pm

Bhailin escreveu:
Desculpe, Cody, mas vocês dois não foram completamente sinceros. Nem comigo, nem um com o outro, então fico num impasse. Sabemos que foi difícil para o doutor Renard ter tantas vidas em suas mãos, e é claro que você foi de grande ajuda e nos trouxe a cura, mas ele não estava muito bem psicologicamente e isso era perceptível. Depois disso, ele foi apenas mais pressionado pela imprensa, inclusive.
E você, bom, não sei como, mas mentiu para mim sobre o ataque à Gradopolis. Fiz o que eu disse que faria e investiguei a respeito, e as provas não vão ao seu favor, como o vídeo transmitido por essa tal de Datsu. Não sei por qual motivo você mentiu, mas ainda assim, quis te dar mais uma chance para me ajudar com Renard.
Eu poderia arrumar o endereço, mas não conheço Burnes e isso seria um pouco difícil. Sou de um posto muito inferior e muito mais jovem, então nunca pudemos conhecer realmente, mas conheço seu nome. Não seria mais fácil para seu mestre conseguir o endereço?
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://greyage.forumeiros.com
Ariete

Ariete

Mensagens : 170
Data de inscrição : 19/08/2018

MensagemAssunto: Re: Honra em sangue.   Qua Mar 06, 2019 6:47 pm

Um sorriso singelo se abre no rosto de Centurião. O prazer da batalha parece agradá-lo tanto quanto a falta de obediência do ciborgue que enfrenta. Talvez ele tenha genes Haytok ou simplesmente goste de uma boa briga.

Nem tudo é hierarquia. Algumas pessoas simplesmente precisam ser respeitadas.  — Responde enquanto segura cada punho do ciborgue com uma mão. — Estamos lutando exatamente para determinar se você é digno de respeito.

Aproveitando da proximidade, ele tenta desferir uma joelhada no abdômen do oponente. Como prometido, revidaria o ataque bloqueado.

Você com essa sua postura de fodão. Acha que já passou por coisas ruins? Você me parece um garotinho mimado![/quote]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Heylel

Heylel

Mensagens : 268
Data de inscrição : 18/11/2018

Database
HP:
8/37  (8/37)
EP:
4/13  (4/13)
EXP:
550/600  (550/600)

MensagemAssunto: Re: Honra em sangue.   Qua Mar 06, 2019 8:59 pm

*Ao desferir o soco canhoto, além de mais fraco ele ainda foi mais lento sendo então segurado com facilidade pelo Zathriano que sorria enquanto falava consigo, bem, aparentemente ele não era o unico que tinha um certo gosto pelo combate. Apesar daquele ser seu membro de carne e osso, buscou não demonstrar dor conforme seu punho era apertado*

-Achei que todos vocês resolviam com discursos e só partiam pra ação se necessário, mas pelo visto me enganei, tanto você quanto a Sacerdotisa são adeptos da batalha em prol de algo maior... Eu gostei. *Recebeu a joelhada sem revidar e quase mal sair do lugar para em seguida aplicar o golpe canhoto que foi com tudo acertando o peito do inimigo com devida força o fazendo ir para trás como planejado. Devido se tratar da prótese, talvez faltasse um pouco do ar ao atingido, mas só por breves segundos que logo passavam*

-Sim, você tem um pouco de razão, afinal, por mais que eu fuja do meu passado eu sempre serei um príncipe bastardo, afinal, querendo ou não, sou filho de um nobre com uma plebeia. *Sacou então sua arma de fogo ao qual parecia se desmontar para se anexar a seu braço mecânico formando uma arma só que parecia muito um canhão que absorvia luz para carregar-se*

-Deve ser por isso que pareço dessa forma, mas me esforço para mudar isso, afinal, eu tinha tudo, dinheiro, criados, mansões, mas preferi abdicar tudo isso para lutar pelo meu povo... *O som peculiar ecoava conforme o armamento ia se energizando cada vez mais emitindo seu brilho azul claro que iluminava mais aquele ambiente em especifico que aparentemente iria pelos ares quando ele disparasse*

-Para lutar por nós, rebeldes!*Depois do dito saltou para a esquerda e disparou a esfera de luz cujo tamanho brilho ofuscava parte da visão do Zathriano que enxergava um forte clarão indo em sua direção. Na sequencia o albino deu um novo salto para o meio e depois para frente pronto para aplicar um novo murro em seu atual adversário frente a frente, este que só perceberia a orbe menor e menos brilhante a sua direita quando a direita já estivesse bem colada, assim, ele ficava cercado pelos 4 lados, 4 porque atrás dele estava a parede onde caso fosse para trás daria contra ela sendo acertado pelos 3 golpes ao mesmo tempo*

"-É agora!"*Na mente, Heylel já conseguia visualizar o Centurião segurando primeiro o golpe que vinha da esquerda por ser maior e mais chamativo ficando com uma das mãos livres para impedir o soco, todavia, a segunda orbe o forçaria a usar a outra mão restante ficando apenas as extras para impedi-lo de acertar o golpe que viria no meio*
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Cody 01

Cody 01

Mensagens : 75
Data de inscrição : 14/12/2018

Database
HP:
21/21  (21/21)
EP:
5/5  (5/5)
EXP:
1/1  (1/1)

MensagemAssunto: Re: Honra em sangue.   Qua Mar 06, 2019 9:18 pm

*Cody havia visto o video da Datsu logo que ele foi lançado junto a Melroa e Heylel, feito esse que causou a primeira discussão mais estreita daquele casal, realmente ideias podem dividir pessoas, tornar amigos em inimigos e amor em ódio, só que bem, esse não era o momento mais ideal para se filosofar. Lendo a mensagem, se não tivesse olhos sintéticos realmente estaria os revirando agora*

Spoiler:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Ariete

Ariete

Mensagens : 170
Data de inscrição : 19/08/2018

MensagemAssunto: Re: Honra em sangue.   Qua Mar 06, 2019 9:40 pm

O plano de Heylel funciona. Os ataque simultâneo cerca Centurião que, sem muita estratégia, vê-se cercado e obrigado a descruzar o segundo par de braços para amparar o ataque lateral. Com estes, porém, ele consegue habilmente proteger-se de todos os golpes.

Com a força empregada para bloquear o novo golpe, a mão do reptiliano força a orgânica de seu oponente ao ponto de quebrar um dedo ou dois. Seus lábios secos abrem-se em um sorriso não sádico mas sim orgulhoso.

Sua luta é nobre, mas essa sua carinha de bebê ainda precisa de umas cicatrizes. — Ele diz enquanto força a mão de Heylel com sua própria. — Você precisa conhecer dor de verdade e entender o que são perdas. Soube que você teve sua primeira dor emocional recentemente, mas tá na hora de conhecer um pouco do sofrimento físico.

Com o par de braços livres, o Zathriano inicia uma sequência de golpes rápidos na altura do abdômen de seu oponente. Ainda que seu desafio tenha sido concluído, sua lição ainda está em aberto.

Moleques como você acham que o que fazemos aqui é brincadeira. Sem conhecer o sofrimento, caem em si só quando tomar uma facada no bucho. Não têm o que é necessário para ir na linha de frente! Estou errado, garoto?!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Heylel

Heylel

Mensagens : 268
Data de inscrição : 18/11/2018

Database
HP:
8/37  (8/37)
EP:
4/13  (4/13)
EXP:
550/600  (550/600)

MensagemAssunto: Re: Honra em sangue.   Qua Mar 06, 2019 10:26 pm

*Como previsto, para se proteger de tudo ele teria que usar todas suas mãos e isso fez o albino abrir um sorriso torto, quase que forçado não por falsidade e sim por causa da dor que tinha quando seus dedos eram quebrados daquela forma tão lenta e bruta, chegava a suar frio para conter o grito que queria dar com tamanha aflição*

-Geralmente eu evito que machuquem meu rosto, dica da minha madrinha. *Começou a sentir as pernas irem perdendo a força conforme seu punho esmagado ia sendo forçado para trás. Não pode evitar, o sorriso começou a se alargar e o suor ficava mais evidente*

-Sofrimento físico? *Antes que pudesse argumentar sobre aquilo levou o primeiro soco na barriga que o fez abrir a boca deixando parte da saliva escapar. Abaixou a cabeça no processo e logo vinham outros golpes que o fizeram tontear por alguns segundos ficando com a visão até mesmo embaçada*

-...! *O NA do Kroyvisiano pareceu ativer-se por momento o revestindo com uma aura azul . Os braços mesmo que um fosse uma protese emitia o brilho dos pergaminhos e num hábil movimento Heylel segurou o um dos punhos do Centurião com força tremenda*

-Não, não está... Quando enfrentei Rhast, eu achei que seria invencível, que minha motivação em proteger Miyano, Ellora e salvar Nelai bastava para eu vence-lo, mas no momento em que a luz dos meus olhos se apagou e aquela lança atravessou meu estomago, tudo que eu senti foi medo e desespero de não conseguir, então tudo veio a baixo, eu fui ao chão e senão fosse uma desconhecida me ajudar provavelmente dali eu não teria me erguido.*Os dedos metálicos iam quebrando os de carne e osso com o aperto firme. Os olhos do albino emitiam o brilho escalarte de suas iris acessadas pelo seu poder mistico emergente, até mesmo sua voz tomava um tom mais espectral*

-Por isso o sofrimento é necessário para o aprendizado, ele rende mais poder, eu preciso de mais poder, para libertar, para salvar! Eu preciso de mais poder! *A ultima vez que seu NA se ativou daquela forma foi contra Llyani e tal como houve contra a mestiça a energia do Rebelde simplesmente estourava lançando ambos para trás e causando um breve tremor naquela gruta*
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
SIDA
Admin
SIDA

Mensagens : 882
Data de inscrição : 29/07/2015

Database
HP:
1/1  (1/1)
EP:
1/1  (1/1)
EXP:
1/1  (1/1)

MensagemAssunto: Re: Honra em sangue.   Qui Mar 07, 2019 3:03 pm

A explosão causada pelo Na do ciborgue lança o Zathriano alguns metros adentro da gruta, fazendo com que afunde na parede em alguns centímetros. Ainda assim, ele não parece ferido.

Está bom por hoje. — Ele diz com um sorriso estampado. — Descansar, soldado.

Por fim, usa os dois pares de braços para livrar-se das rochas cinzentas e passa ao lado de Heylel, rumando o interior do arsenal. Além da respiração um pouco ofegante, tudo parece bem.

Ainda precisa de uma chacoalhada nessa sua cabeça, mas não sou eu quem vai dar. Espero que você sobreviva a ela, moleque. — Ele fala em um tom rígido, mas seu semblante é confiante. — Lembre-se que você usou armas, poderzinhos e todo tipo de viadisse que pode. Da próxima vez, espero que venha com alguma dignidade e aceite uma disputa de homem a homem, punho a punho.

Com um rápido comando, ele abre uma caixa tecnológica. Dela saem duas pistolas muito bem projetadas e ornamentadas.

Eu sou o armeiro desse lugar e líder do exército que estamos montando. Andamos observando você, e me pediram que fizesse isso. São suas, e espero que não terminem no chão do lado desse seu corpinho fraco.

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://greyage.forumeiros.com
Heylel

Heylel

Mensagens : 268
Data de inscrição : 18/11/2018

Database
HP:
8/37  (8/37)
EP:
4/13  (4/13)
EXP:
550/600  (550/600)

MensagemAssunto: Re: Honra em sangue.   Qui Mar 07, 2019 3:26 pm

*Caído no chão após ser jogado alguns metros pela sua própria explosão de energia, Heylel estava totalmente desnorteado e sentindo fortes dores no corpo todo. O uso do NA de forma incorreta e totalmente irresponsável quase fez seu corpo literalmente ir pelos ares, só Deus sabe o como o albino segue inteiro... Ou quase*

-Cof cof cof, argh! *Tossindo com pesar ele se ajoelhava no chão e vomitava sangue seguindo com a tosse que ia cessando aos poucos. Levou a mão ao peito e começou a tentar controlar a própria respiração*

-Amém... *Respondeu ao Zathriano que anunciava que agora eles tinham que descansar. Ouvindo aquele assunto de lutar mano-a-mano sem uso de poderes e demais regalias, o albino ficou pensativo sobre, afinal, esse tipo de luta pertence aos Verdadeiros Ascendidos, coisa que ele está longe de ser embora seja uma ambição*

-E como e com quem eu treino para ficar mais forte e mais resistente? Eu sou apenas rápido... *Comentou se levantando devagar devido a dificuldade, seu corpo realmente estava bastante rígido, seus musculos estavam dando a sensação de oscilação como se estivessem pulsando e vez ou outra um efeito elétrico que sinalizava a sobrecarga surgia. A aura e marcas tal como os olhos haviam parado de brilhar*

-Exercito que estão montando? Pelo visto vamos mesmo para a guerra... *Limpou abaixo da boca que estava sujo de seu próprio sangue usando as costas da mão. Deu alguns passos a frente olhando aquelas armas com devido fascínio, realmente elas eram belíssimas*

-Eu nunca vi esse tipo de trabalho... Nunca tive patente suficiente para ter acesso ao arsenal dos cavaleiros então sempre usei os recursos padrões da Reconquista com exceção do meu braço e armadura, então... Não sei o que dizer além de agradecer a oportunidade, muito obrigado. *Curvou em uma tipica reverencia a alguém que agora de fato ele considerava seu superior por mais que não houvesse hierarquia na Datsu. Pegou então as armas e ficou as observando demonstrando que de fato estava apaixonado por elas embora também ficasse aquela duvida em seu semblante... Qual será o estrago que essas gracinhas fazem?*
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Bhailin

Bhailin

Mensagens : 6
Data de inscrição : 07/02/2019

MensagemAssunto: Re: Honra em sangue.   Qui Mar 07, 2019 4:28 pm

A mensagem demora alguns minutos para chegar, provavelmente significando que a mulher passou algum tempo ponderando sobre o assunto.

Bhailin escreveu:
Acredito que não seja uma questão de raça, Cody. Simplesmente não é fácil engolir que alguém tão importante e íntegro como o embaixador Soren e sua família estejam conspirando contra a Aliança de alguma forma. Pior ainda, montar todo esse teatro e ainda machucar inocentes já seria ir longe demais apenas para espalhar os mechas deles pela galáxia e lucrar muito com isso. De qualquer maneira, entendo que você é um androide e analisa os fatos apenas. Mas acredito que pensar assim seja um erro.

Eu provavelmente devo demorar um bom tempo para conseguir o endereço, mas talvez seja mais simples para seu mestre, já que ele é amigo próximo de Burnes. De qualquer maneira, aguardo uma resposta.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Ariete

Ariete

Mensagens : 170
Data de inscrição : 19/08/2018

MensagemAssunto: Re: Honra em sangue.   Qui Mar 07, 2019 6:55 pm

— São pistolas de cano duplo. — Explica, por mais que seja óbvio. — Uma sozinha não faz muito mas se souber usar as duas juntas, vai causar um estrago.

Ele agora concentra-se em um painel de HUD que está preso à parede do arsenal. Nele, algumas dezenas de nomes são exigbidas.

— Se fosse por mim, já teria acontecido uma guerra. Starcaller gosta de ser cauteloso e quer a qualquer visto poupar as pessoas que vivem aqui de sofrimento. Meu exército é pequeno mas está pronto para o momento em que ele decidir usá-lo. Mas o que diabos ainda faz aqui, soldado?! Eu disse "descansar"!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Heylel

Heylel

Mensagens : 268
Data de inscrição : 18/11/2018

Database
HP:
8/37  (8/37)
EP:
4/13  (4/13)
EXP:
550/600  (550/600)

MensagemAssunto: Re: Honra em sangue.   Qui Mar 07, 2019 10:29 pm

*Seguia observando as armas, ele ouvia o que Centurião dizia começando a pensar em como as usaria, afinal, nunca de fato lutou com duas armas em punho, seria a primeira vez e isso o deixava bastante animado. Sem que pudesse ter tempo de resposta, apenas colocou as armas nos coldres formados pela nanotecnologia, bateu continência, disse um "Sim senhor" e voltou rumo sua nave onde poderia fazer o que fora ordenado, descansar*
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Cody 01

Cody 01

Mensagens : 75
Data de inscrição : 14/12/2018

Database
HP:
21/21  (21/21)
EP:
5/5  (5/5)
EXP:
1/1  (1/1)

MensagemAssunto: Re: Honra em sangue.   Sex Mar 08, 2019 8:50 pm

*Ao chegar na nave onde poderia ter seu descanso merecido, Heylel encontraria Cody acompanhado de outro androide muito similar a ele, e não a toa, ambos eram irmãos tal como todos os "humanodroides" feitos pela Silver Enterprise, negocio cujo seu padrinho Z'entrax é dono. Ao avistar o mestre enfim retornando embora bastante debilitado, o robo correu para se aproximar dele*

-Boss! *Ao chegar perto o bastante ele parou a corrida e ficou o olhando dos pés a cabeça, parecia que havia tomado a maior surra de sua vida embora tivesse voltado com uma arma nova além do rifle que já carregava em suas costas anexado a bandoleira*

-Você ta legal?... De onde tirou essas armas? Você parece péssimo! Meu deus...
*Ainda um pouco ofegante pelo o que havia passado, Alcatraz voltava seu olhar para aquele outro que estava ali estranhando sua presença por mais que ele não fosse um inimigo, obviamente*

-Ah, aquele ali? Ele é um dos meus caçulinhas, o Big Boss pediu para ele vir aqui para nós ajudar, parece que a partir de agora vamos contar com a ajuda dele para fazermos upgrades em nossas coisas, só que bem, não existe almoço gratis não é mesmo!? Então mesmo ele sendo nosso aliado ele vai pedir uma quantia de Créditos, mas veja o lado positivo, acho que a partir de agora nossas missões vão render Créditos que podemos usar para pagar pelos serviços do Cody 47! *A maquina parecia ser de fato algum viajante, até mesmo tinha consigo um bastão de madeira usado normalmente para caminhadas. Ele estava ao lado do que parecia ser uma mesa cirurgica embora o item para se ficar fosse uma cadeira e não uma cama*

-Seja muito bem vindo mestre Alcatraz, hoje eu venho traze-lo uma oferta especial com custo reduzido por cortesia do mestre Profeta, ele deseja a você boas vindas a Datsu e espera sinceramente que você goste do presente, por favor, vou pedir para que sente-se aqui e aguarde, pode até dormir se preferir, isso vai mesmo demorar um tempo. *O Kroyvisiano apenas acenou positivamente com a cabeça e seguiu para sentar-se onde fora indicado tendo então seu braço de protese pego e colocado sobre uma espécie de suporte ao lado de uma mesa de instrumentos. Cody bateu continência e seguiu para pilotar a nave até Vumihe Boik, durante a viagem o presente seria entregue a seu mestre já sabendo que provavelmente ele gostaria bastante*
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: Honra em sangue.   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Honra em sangue.
Voltar ao Topo 
Página 20 de 20Ir à página : Anterior  1 ... 11 ... 18, 19, 20
 Tópicos similares
-
» O Meio-Sangue Filho de dois deuses
» A vida de um meio sangue.
» Culto de Sangue - Entre a Serpente e a Estrela (Crônica Oficial)
» Selva de Sangue
» A linha de Sangue.

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
A Era Cinzenta :: Zona RPG :: Campanhas de confronto-
Ir para: