Um fórum de RPG interpretativo com tema futurista, livre para quem se interessar e que utiliza de um sistema simples para que qualquer jogador possa entender.
 
InícioCalendárioFAQBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se

Compartilhe | 
 

 Honra em sangue.

Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5  Seguinte
AutorMensagem
Heylel

avatar

Mensagens : 128
Data de inscrição : 18/11/2018

Database
HP:
33/33  (33/33)
EP:
11/11  (11/11)
EXP:
550/600  (550/600)

MensagemAssunto: Re: Honra em sangue.   Sex Jan 11, 2019 1:32 am

*Dando ouvidos ao garoto, apenas o deixou ir descansar, ele merecia depois de tanto esforço e agora com as informações que tinha, poderia transmitir tudo para Mora, só que antes, claro, precisava acionar um contato de confiança para verificar se não havia nenhuma coisa oculta naqueles arquivos que pudesse prejudicar o esquema por mais que a manopla de Miyano não estava conectada a nenhum servidor da Aliança, ao menos não mais*

-Permissão concedida, pode entrar, a porta já está aberta inclusive. *Apenas havia respondido o menino com a cabeça positivamente, bem, agora mais do que nunca estavam perto de saberem mais nomes de possíveis donos daquela insignia prateada. A espera de Ellora, Heylel sentava em sua cadeira frente o painel de controle ao sair do quarto de seu "afilhado" olhando para seu Familiar que sentiu que talvez pudesse atrapalhar o encontro, então saiu indo pro quarto que normalmente pertencia a Melroa.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Ellora Denali

avatar

Mensagens : 20
Data de inscrição : 09/01/2019

Database
HP:
22/22  (22/22)
EP:
12/12  (12/12)
EXP:
1/1  (1/1)

MensagemAssunto: Re: Honra em sangue.   Sex Jan 11, 2019 1:44 am

- Certo.. até daqui a pouco, desligando...

*Ela sorria e logo o tele comunicador era desativado, com a mestiça se levantando e se espreguiçando, observando pela janela da nave conforme iam se aproximando.
Assim que pousavam, Ellora era informada de que era seguro descer e quando as portas se abriam, uma espécie de plataforma era ativada, ligando uma nave a outra. Saindo do veículo, Ellora atravessava aquela conexão improvisada e rapidamente chegava na outra nave, olhando em volta para ver se não havia sido seguida ou observada naquele breve momento de transferência de um veículo a outro.
Avançando, logo localizava onde Heylel estava a esperando, sentado, se aproximando do mesmo e o cumprimentando, mantendo a voz tranquila embora ainda tivesse algumas notas inseguras na voz, já que fazia tempo que não o via, e no fundo ela tinha alguns problemas a superar em relação à aparência que possuía, mesmo sabendo que Heylel assim como Syga haviam a aceitado.*

- Olá novamente Heylel.. sua mãe disse que para ativar a mensagem, precisa colocar seu nome verdadeiro.

*Não querendo falhar na missão, Ellora virava a palma da mão direita para cima e um pequeno compartimento se abria, revelando um chip minúsculo e retangular que ela tratava de entregar a ele.*
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Heylel

avatar

Mensagens : 128
Data de inscrição : 18/11/2018

Database
HP:
33/33  (33/33)
EP:
11/11  (11/11)
EXP:
550/600  (550/600)

MensagemAssunto: Re: Honra em sangue.   Sex Jan 11, 2019 2:00 am

*Sentado ali, o albino voltou seu olhar para a mestiça sem oferecer para ela muitos gestos amigaveis, não por desconsidera-la e sim por ser seu jeito mesmo, ela sabia que ele era na dele e não fazia o tipo de sorrir, dar a mão e etc, na realidade eram atitudes bem raras vindas dele que se levantou, cumprimentou a mulher a sua frente que o oferecia um chip o dizendo a senha, bem, realmente esperava que Syga não tivesse morrido e aquela fosse sua ultima mensagem*

-Você ficou bem assim, como se sente usando trajes mais de época? Nada contra o visual mistiimeriano, mas acredito que se cobrir um pouco mais eleva um pouco mais a beleza de qualquer um. *Por mais que o comentário soasse estranho, era notável que Heylel falava aquilo com uma forte naturalidade deixando claro que não estava flertando e sim fazendo um comentário sincero que veio a mente, sem duvida alguma aquele rapaz continua denso como sempre, não notando que seus ditos podiam ser mau interpretados por mais que quem os recebesse fosse um amigo até que de longa data*

-Vejamos o que tem aqui, cruzemos os dedos. *Realmente não queria que aquela mensagem fosse uma despedida de sua mãe. Ao inserir o chip em sua manopla e digitar a senha correta, o Kroyvisiano teve acesso a uma carta digital que o dizia poucas coisas na realidade, podia se resumir que ele agora iria herdar o Arcano de sua genitora sendo ele então o capitão do time dela ao qual havia sido dissolvido, assim sendo, Heylel teria que refazer o time do zero reunindo novos membros e dando a eles novos Arcanos e chegando nessas conclusões o rebelde percebia o quão séria estava a situação atual*

-Ellora, muito obrigado... Bem, como capitão desse time acho que tenho que fazer minha parte, já temos um Hacker, um Diplomata, um Atirador e uma Auxiliar, falta então um Peso-pesado e um Furtivo, o peso-pesado eu infelizmente não conheço, mas o furtivo...
*Olhou para sua manopla e clicou em um contato especifico, a ultima conversa com ele fazia uns bons meses, quase 1 ano, será que poderia mesmo contar com aquilo? Qualquer um mais normal provavelmente nem o responderia, mas decidiu tentar por ser necessário, aquilo seria de grande ajuda em suas missões a partir dali*

-Espero que ela atenda... *Respirou pesadamente deixando então o numero ir chamando, no processo não olhava para a mestiça por motivos obvios, vai que a pessoa do outro lado atendia e ele estivesse olhando para qualquer coisa que não fosse a tela, aquilo seria no minimo estranho*
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Ellora Denali

avatar

Mensagens : 20
Data de inscrição : 09/01/2019

Database
HP:
22/22  (22/22)
EP:
12/12  (12/12)
EXP:
1/1  (1/1)

MensagemAssunto: Re: Honra em sangue.   Sex Jan 11, 2019 2:17 am

- Ahn.. obrigada... na verdade, isso até que foi um elogio legal..

*Ela observava enquanto Heylel conferia o que Syga havia colocado no chip, até que ouvia o comentário e desviava um pouco o olhar, refletindo sobre as palavras dele e não escondendo que o elogio tinha a deixado até que animada, mesmo que se fosse outra pessoa talvez não tivesse recebido muito bem as palavras de Heylel.
A verdade é que com elogios Ellora ainda estava se acostumando, então sempre que recebia algum tipo de aprovação ou era elogiada, para ela as palavras eram bem-vindas, embora fosse nítido de que a Cyber não soubesse bem como reagir a isso, então na maioria das vezes agradecia e sentia que tinha que explicar algo para a pessoa, como fazia naquele momento.*

- Acho que tentar me encaixar com os Mistiimerianos também não deu certo, então.. bom, me senti melhor assim.

*Percebendo que agora Heylel se comunicava com outra pessoa, Ellora se calava e apenas ficava esperando, se sentindo mais tranquila de ter conseguido chegar até ele e lhe entregar a mensagem de Syga, torcendo para que a capitã estivesse bem onde quer que estivesse agora, murmurando.*

- O importante é que consegui te entregar a mensagem...
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Nelai

avatar

Mensagens : 11
Data de inscrição : 09/01/2019

Database
HP:
21/21  (21/21)
EP:
1/5  (1/5)
EXP:
1/1  (1/1)

MensagemAssunto: Re: Honra em sangue.   Sex Jan 11, 2019 2:57 am

Após seu suposto resgate do planeta natal, Nelai praticamente mudou seus padrões de vida. Claro, ainda continuava fazendo o de sempre. Sua profissão secundária não era das melhores, porém lhe garantia o suficiente para fugir de planeta em planeta sem deixar muitos rastros. Era assim que vivia desde que se tornou membro da Reconquista, e graças à Heylel tinha mais oportunidades de fazer aquilo que estava aos poucos se especializando, uma assassina furtiva e eficaz. Por mais que tentasse, fugir de suas raízes se tornava uma opção cada vez mais distante. Dinheiro sempre foi um pouco de problema e seu corpo era a melhor ferramenta que tinha em mãos. Ainda que fosse uma prostituta cara, era difícil encontrar clientes que pagassem o que pedia. O tempo de um ano mudava muito uma pessoa, e com Nelai não foi diferente, procurando mais trabalhos na área em prol da Reconquista do que satisfazendo os prazeres mundanos de criaturas ricas e abusadas. Mas nem sempre era como sonhava, e sucumbia à necessidade de sobreviver do que apenas auxiliar os outros por uma causa que concordava e seguia em seu silêncio. Não era fácil ser uma Kaarteoniana ciborgue. Por mais que conseguisse clientes, muitos tinham receio de sua má-fama como trapaceira e todo o tipo de preconceito que vinha incrustado com seu nascimento acidental. Talvez por isso tivesse escolhido seguir os passos da mãe com um "emprego" pouco respeitável, ainda que a Reconquista estivesse lhe trazendo bons frutos pouco a pouco.

Seu dispositivo anunciava uma nova chamada. Havia acabado um serviço com um cliente que tomava um banho e fingia que nada havia acontecido. Olhou quem era e até se surpreendeu ao reconhecer de quem se tratava. Já fazia tanto tempo, como alguém do jeito dele ainda lembraria de alguém tão decadente como ela? Levantou da cama e buscou seus trajes pelo chão do cômodo, vestindo-se meio de qualquer jeito e arrumando os cabelos.

H-Heylel!? Nossa... — Não pôde evitar de soltar um sorriso.

Pela visualização, era notório que ela estava andando de um lado a outro de um local com pouca iluminação, e uma voz masculina era escutada ao fundo. Ela virou o rosto rapidamente e se despedia da voz masculina, sentando numa cama com os lençóis bagunçados. Enquanto falava, puxou um espelho e retocou a maquiagem pesada, passando um batom escuro nos lábios.

Desculpe, se eu não for educada com os clientes eles não costumam me procurar a segunda vez. — Pigarreou, deixando aquele sorriso adorável se transformar numa expressão séria de poucos amigos. — Bom, diga Heylel. Deve haver um ótimo motivo para ter lembrado de mim numa hora tão... oportuna. O que foi? Conhecendo você, quem é a cabeça que você não está conseguindo arrancar do corpo?

Cruzava as pernas, e apoiava o cotovelo sobre o joelho na espera da maior desculpa esfarrapada que ouviria naquela noite. As sobrancelhas erguidas lhe davam um ar debochado, encarando com afinco a figura de cabelos brancos que via do outro lado.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Heylel

avatar

Mensagens : 128
Data de inscrição : 18/11/2018

Database
HP:
33/33  (33/33)
EP:
11/11  (11/11)
EXP:
550/600  (550/600)

MensagemAssunto: Re: Honra em sangue.   Sex Jan 11, 2019 9:00 am

*Por estar um tanto quanto nervoso, acabou pegando um cigarro do bolso e levando a boca o acendendo com sua energia mistica, e por não saber se Ellora se incomodaria com o cheiro doce fumo de ao qual era diferençado dado o modelo e época em que estão, ele ficou um pouco distante, assim aquele odor não seria tão forte, e caso a mestiça observasse melhor, notaria que a fumaça normalmente branca era rosada, demonstrando realmente se tratar de algo fora do comum*

-Aquela roupa mostrava bem mais do seu corpo, mas o traje atual ficou muito bom, como eu disse, nada contra, mas as roupas sempre dão um ar melhor na minha opinião, e sim, ainda bem que conseguiu, isso foi muito importante, falarei melhor quando o outro membro estiver aqui, se é que ela vai atender e.... De nada. *Mal esperou mais e a ligação foi atendida, algo inesperado, já fazia tanto tempo que imaginou que nem mesmo seu contato estava mais na agenda daquela mulher que sempre estava ocupada de alguma forma, logo, ficou alguns segundos em silencio tirando o cigarro da boca deixando a fumaça rosada escapar, aquilo simplesmente o tranquilizava dos pés a cabeça*

-Eu mesmo Nel, já faz um bom tempo mesmo? E eu sei bem como é.
*Respondeu o primeiro comentário sobre ser bem educada com a clientela para que a mesma voltasse, é o que sempre dizem, a boa educação e a gentileza sempre garantem certa confiança e consequentemente retorno do fregues, algo básico para qualquer vendedor por mais que no caso dela o objeto de venda fosse si mesma, sem julgamento, Heylel na verdade nunca se importou com isso e provavelmente esse é um dos porquês de uma dupla tão distinta ser tão intima*

-Sempre me impressiona o quão bem você me conhece, sempre esperta, sempre precisa, por isso gosto de você. *Batia de leve os dedos no fumo para que a parte que já não queimava mais dele caísse em cinzas no chão, só que diferente do costume aquele resíduo se dissolvia no próprio ar sem sujar o ambiente*

-Um excêntrico médico da Aliança chamado Renard Queenston, codinome Doutor Q. *Não iria se aprofundar mais naquele assunto expondo mais sobre a história por trás daquilo junto a fotos e mais alguns dados já que ainda não tinha certeza se ela seguiria o dando ouvidos, afinal, ele não demonstrou nenhum tipo de emoção de falta ou coisa do gênero, o que era normal vindo dele, só que não seria anormal uma mulher que lida com um homem que nem ao menos da uma desculpa do porque simplesmente sumiu em um belo dia e nunca mais a ligou, nem mesmo uma mandou uma mensagem sequer, ficar zangada ou chateada por mais que Nelia soubesse que aquele era o jeito de Heylel, que tal tinha seus motivos e com certeza os diria a ela se a mesma perguntasse pessoalmente, claro*

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Ellora Denali

avatar

Mensagens : 20
Data de inscrição : 09/01/2019

Database
HP:
22/22  (22/22)
EP:
12/12  (12/12)
EXP:
1/1  (1/1)

MensagemAssunto: Re: Honra em sangue.   Sex Jan 11, 2019 12:00 pm

- No meu tempo livre eu usava roupas mais leves, mas o traje ajuda mais nas missões..

*Ela não sabia muito bem como devia agir agora perto de Heylel, já fazendo um tempo em que haviam feito parte da mesma equipe, com ela continuando a ser daquele jeito mais reservado e tranquilo não demonstrando ter se afetado ou se incomodar quando o cigarro era aceso.
No entanto, ao ouvir um pouco da conversa, Ellora logo parecia sem jeito e pigarreava dando alguns passos para trás e murmurando.*

- Ah.. desculpe.. Eu vou ahn..

*Apesar de adorar ficar perto de Mia e Korum principalmente por geralmente eles serem a companhia que ela tinha antes de ir para o outro planeta com o pai, Ellora havia sido ensinada desde cedo que as vezes as pessoas gostavam de privacidade em suas conversas. E na verdade vivendo com os Mistiimerianos, isso também era imposto a ela, de vez em quando de uma maneira mais bruta e rígida do que outras, mesmo quando ela não sabia que tinha interrompido ou estava interrompendo alguma coisa.
Se retraindo um pouco ao achar que na certa Heylel fosse preferir uns minutos a sós com quem Ellora agora pensava se tratar da parceira dele, ela sorria de uma maneira a deixar claro que se desculpava por estar ouvindo ainda, e se virava de costas se afastando um pouco mais, olhando em volta tentando encontrar algum outro cômodo a qual pudesse ir.
Ela geralmente achava bonito quando os pais se elogiavam ou quando antes de se afastar, ela ouvia outros parceiros se elogiarem e se darem bem daquela maneira que Heylel aparentemente se dava com a outra pessoa, com Ellora se perguntando o motivo de estarem separados. Será que eram como Mia e Korum e por isso precisavam ficar longe um do outro?
Suspirando ao pensar em outros que estivessem passando pela mesma situação, ela encontrava uma passagem para outro cômodo sabe se lá qual fosse, na intenção de aguardar ali, se sentando no chão na posição de lótus e permanecendo em silêncio e se sentindo até mais tranquila de ter conseguido manter a discrição e ter dado privacidade a Heylel.*
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Nelai

avatar

Mensagens : 11
Data de inscrição : 09/01/2019

Database
HP:
21/21  (21/21)
EP:
1/5  (1/5)
EXP:
1/1  (1/1)

MensagemAssunto: Re: Honra em sangue.   Sex Jan 11, 2019 12:38 pm

Deve saber mesmo... — Respondeu com certa ironia, sem nem pensar direito para soltar as palavras ásperas.

Por mais que sentisse falta, e ainda que tivesse uma dívida de vida com o rapaz, Nelai não se fez da boa moça a qual geralmente fazia. Havia um certo rancor em relação à Heylel por ter sido simplesmente largada às traças. Era uma mulher de coração gelado que dificilmente deixava passar qualquer destrato que acontecesse consigo, e ali não seria muito diferente. Até certo ponto compreendia que o estilo de vida de ambos era muito diferente, até mesmo seus respectivos modos de batalha e de ganhar a vida; mas nada disso justificava a sensação de abandono que ele havia deixado em sua vida. Talvez muita coisa tivesse sido diferente se ambos estivessem viajando juntos até então. Ponderou consigo se o passado deveria ser deixado de lado enquanto o ouvia falar.

Gosta? Ah, que fofo… Vou fingir que não está dizendo palavras doces apenas para me convencer a te ajudar. Afinal, você já deve imaginar que eu vou. — Mais uma resposta ácida, agora de pé no cômodo. — Hm… Um doutor da Aliança, isso parece deveras interessante. Estou dentro, onde eu te encontro?

Não só a curiosidade fora atiçada, como também era uma oportunidade de fazer algum dinheiro, sem contar as vantagens de se viajar com outras pessoas. Lembrou-se de como fugiu de seu planeta e como se uniu aos rebeldes, como se sentiu invencível ao poder abrir as próprias asas. Uma sensação que não durou muito e a dura realidade lhe esmurrou a cara mostrando que nada era fácil como ela pensou um dia. Passava a juntar suas coisas largadas pelo quarto e as jogou dentro de uma bolsa de bom tamanho, pousando a alça sobre o ombro enquanto saía dali. Não seria interessante ter que pagar pela hora do quarto quando não estava fazendo bom uso dele. Naquele instante em especial, toda a sonoridade do cenário mudava. O silêncio era ocupado por vozes de gemidos e uma música lenta e sensual ao fundo; a pouca iluminação dava lugar à luzes avermelhadas e risadas de pessoas que pareciam bêbadas ou até mesmo… ocupadas. A expressão de Nelai continuava a mesma, séria e de quem esperava um destino para poder continuar seu rumo ao encontro do velho amigo.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Heylel

avatar

Mensagens : 128
Data de inscrição : 18/11/2018

Database
HP:
33/33  (33/33)
EP:
11/11  (11/11)
EXP:
550/600  (550/600)

MensagemAssunto: Re: Honra em sangue.   Sex Jan 11, 2019 1:45 pm

*Aguardando a resposta de Nelai, percebia que ela estava mesmo ligeiramente chateada com suas ações, e não atoa e por isso não tirava a razão da mesma apenas deixando as coisas como estava já que não era seu perfil pedir desculpas ou coisas do gênero, era realmente um pouco dificil de lidar com Heylel que olhou para Ellora ao ouvi-la se desculpar. Ergueu o cenho sem entender, mas como tinha que se concentrar na conversa deixou para lá e se manteve focado no que fazia, de volta os olhos naquela que estava na ligação*

-Sei que está chateada e não tiro sua razão, mas você sabe que não sou desse tipo, além do que, para te agradar eu sei que não seriam apenas com palavras, iria precisar de algo a mais que já sabemos muito bem. *Apesar da frase estranha, não houve conotação sexual da parte do albino como sempre, o que deixava em aberto o que ele queria dizer provavelmente ficando só como uma referencia interna entre os dois mesmo*

-A história é um tanto longa, contarei melhor quando estiver aqui em Tuntau, muitas coisas aconteceram. *Ignorava como de costume os ruídos ao fundo proveniente do cenário alheio. Pensou em se desculpar com Nelai naquele momento, só que achou melhor faze-lo pessoalmente, sem contar que todo esse clima e ladainha não era de agrado de nenhum dos dois, logo, valia a pena esperar*

-Mas que sons são esses? Ei boss, quem é que ta ai e onde diabos você ta? Não ta no puteiro não né? Você não pode ir nele sem mim!*Não era lá muito comum, mas até mesmo um dos homens mais temidos do Universo toma um susto de vez em quando, principalmente em momentos onde seu Familiar simplesmente interceptava uma de suas chamadas sem qualquer aviso prévio*

-Os sons não são de onde estou e sim de onde ela está, a proposito, Nel, esse é o Cody, meu Familiar. *A chamada agora estava em três onde todos ali se viam em telas dividas. O androide todo feliz ficava acenando para a mulher e se aproximava da tela para ve-la melhor*

-Oi! Eu sou o C-01, mas pode me chamar de Cody! Ei, espera um pouco, achei que Nel fosse nome de homem! Como assim você conhece uma mulher linda dessas? Quando ia me contar?!... É mulher mesmo né? *Apesar de quem sabe ela não ser uma perita tecnológica, até mesmo ela saberia que Inteligencias Artificiais como aquela são conectadas aos apetrechos de seus donos, logo, não era surpresa alguma Cody simplesmente brotar em uma ligação de Heylel, a unica surpresa mesmo ficava no fato de ter sido súbito, sem quaisquer avisos prévios*

-Ela é uma velha amiga, e sim, é uma mulher e posso garantir isso, não se preocupe com isso.
*Apesar do susto, o Kroyvisiano seguia ali falando como se nada estivesse acontecendo, algo normal, era difícil ele se irritar com coisas desse tipo ou mudar sua postura, então apesar de seu robô auxiliar estar sendo bem inconveniente, não tomou posturas quanto a isso, afinal, era bem do feitio daquela maquina ser daquele jeito, era o que a tornava tão especial*

-Mulher mesmo então? E que mulherão da porra hein, to vendo só o rosto, mas oh Nel, ta de parabéns viu? Ei... Espera, como assim você pode garantir que ela é mulher mesmo? Ah Boss seu danadinho! Você tem que contar como foi, como se conheceram e tudo mais! Agora entendi porque você não deu trela para aquele treco chamado Melroa, até eu ia empacar foda se já tivesse uma princesa dessas no esquema. *O ciborgue levou o cigarro a boca e fechou os olhos, sentia uma ligeira dor de cabeça com todo o falatório de seu parceiro sintético que estava falando tudo aquilo na frente da mulher como se ela já fosse uma conhecida dele a muito tempo... Suspirou deixando a fumaça rosada sair, não havia muito o que fazer sobre aquilo*

-Você se conectou a minha manopla para que mesmo, Cody? *Agora foi a vez da maquina levar um susto, sim, uma maquina, um ser que deveria seguir programações e nada além disso havia realizado uma ação espontânea, feito que o pessoal ali, leigo em tecnologia podia não achar nada demais, só que para quem conhecia e até trabalhava com Inteligencias Artificiais, aquele ato de Cody era deveras impressionante e desafiador as leis e normas da robótica*

-Ah é! Não, desculpa Boss! É que eu me distrai... Hehe, bem, eu vim relatar a situação da missão agora que tive um tempinho, resumindo! Ta tudo uma merda, o hospital ta um caos, só que parece que o Crash Bandicoot ta dando um jeito na situação junto um grupo de cirurgiões, a chance de dar bosta é grande, só que graças a isso ele vai ficar ainda mais cansado, vai ficar fácil captura-lo, só que agora até a puta que pariu está te caçando aqui em Gradopolis, você está quase sendo o Jesse James da atualidade então vai ser meio foda você voltar pra cá, o que faremos? Preciso de alguém aqui para me buscar e esse alguém não pode ser tu que ta com mira de Aliado até no rabo. *Nesse momento Heylel voltou seu olhar para Nelai e voltou para quase que na mesma sequencia Cody, a resposta era nítida para si então apenas voltou a fechar os olhos, tragou novamente o fumo voltando a expulsar a fumaça rosada de seu peito*

-Não se preocupem, eu tenho um plano. *Voltou a abrir seus olhos que de vermelhos tomaram um tom amarelo brilhante, parecia que as iris haviam se acendido dado aquele brilho peculiar que só surgia quando o Kroyvisiano sentia fortes emoções. O cigarro retornou a boca, ao que tudo indicava ele estava próximo do fim*
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Nelai

avatar

Mensagens : 11
Data de inscrição : 09/01/2019

Database
HP:
21/21  (21/21)
EP:
1/5  (1/5)
EXP:
1/1  (1/1)

MensagemAssunto: Re: Honra em sangue.   Sex Jan 11, 2019 3:29 pm

Conversamos sobre sentimentos depois, Heylel. Agora o nosso papo é sobre negócios. — Cortou qualquer tipo de continuação que poderia dar acerca do assunto que os dois ainda tinham com pendência. — Tuntau? Hm… acho que consigo uma carona por aqui. No máximo eu pago com um serviço rápido e... — Olhou o horário no visor do dispositivo, meneando a cabeça.

Antes que pudesse dar procedência à conversa, escutou uma segunda voz invadir a chamada entre os dois e, quase que instintivamente, fechou a cara e vestiu os óculos escuros de lentes rosa neon para disfarçar um pouco sua aparência. Tanto para o intruso quanto para as pessoas que passavam na rua após sair do motel. Paralelo à conversa, usava outro dispositivo para buscar passagens espaciais de onde estava para Tuntau. Soltou um resmungo pelo preço que estavam cobrando para aquele fim de mundo onde seu amigo estava.

Não sabia que você tinha bichinhos de estimação, Hey. — Dizia naquele tom sarcástico e maldoso, mas abaixava levemente os óculos para encarar o androide. — Oi, gatinho. Cody? Muuuuuuuuuuito prazer, eu sou a Nel. Mas eu posso ser o que você quiser que eu seja. — Deixou uma risadinha provocante escapar.

Enquanto andava pela rua, buscava uma forma mais barata de sair dali para Tuntau. Não era tão fácil assim conseguir uma nave e cair fora, até porque não tinha tanto dinheiro assim para sair esbanjando. — Sim, uma velha amiga dele. Daquelas que você não deveria esquecer, sabe? Mas é assim mesmo.  — Respondia aos dois na chamada enquanto, paralelo a isso, conseguiu uma maneira de ir ao encontro de Heylel. Nos diversos anúncios, encontrou alguém disposto a levá-la por um preço… bem, o preço que ela normalmente cobraria por uma hora de serviço. Era melhor do que nada, afinal de contas. Olhava a foto do dito cujo e por um momento fez cara de nojo, mas era o que tinha para a ocasião.

Hahah! Obrigada, Cody. Você é uma gracinha, quem sabe eu não te faço um cafuné em outra ocasião. De graça, viu?. Aproveita e anota meu número para o seu boss não esquecer de mim de novo. — Sua voz já era mais bem humorada, especialmente porque alfinetava o amigo com suas palavras fofas. — Bom, foi calorosa a nossa conversa mas e eu imagino que seja horrível se despedir de mim, mas agora eu preciso fazer um trabalho de uma hora para conseguir chegar em Tuntau e rever um amigo ingrato. Beijinhos, meus amores! ♡

Mandava um beijo breve pela imagem do dispositivo e desligava a ligação, sem muito se importar em como Heylel faria para buscar seu andróide de estimação no tipo de lugar onde ele estava sendo procurado até no menor bueiro que houvesse. Aquilo, enquanto o rapaz não dissesse, não era assunto seu até que chegasse para encontrá-lo. Chamou um táxi e rumou para seu encontro pouco agradável.

~ Algumas horas depois. ~

Estava na nave de um homem barrigudo e meio asqueroso, sentada num dos bancos enquanto ajeitava os óculos escuros e a saia colada às coxas grossas. Levariam mais alguns minutos para chegar e, por mais que o dono da nave tentasse puxar assunto, Nelai preferia retocar a maquiagem enquanto ouvia qualquer música nos fones de ouvido, numa tentativa de esquecer a situação desagradável que havia passado nas últimas horas. Assim que ele aterrissava, ela quase num pulo, levantava do banco e se livrava daquela presença desagradável. No máximo acenou de longe e desceu, passando a cobrir o rosto com um pano grosso para evitar respirar muito daqueles metais pesados que impregnava a atmosfera. Puxou o dispositivo e iniciou uma chamada para Heylel novamente, esperando que ele atendesse. Assim que o fizesse:

Cheguei na única estação que tem nessa porcaria de planeta e é bom que você venha pelo menos me buscar. Lugarzinho de merda que foi escolher se esconder, viu? — Dizia aquilo quase num sussurro, procurando se manter nas sombras que a construção em si fazia, evitando ao máximo chamar mais atenção do que geralmente fazia. Seu nanosuit já não era tão transparente, tomava uma cor quase preta de forma que parecia fazer parte das roupas que ela vestia, imitando mais uma figura totalmente preta com os cabelos de um rosa mais escuro.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Heylel

avatar

Mensagens : 128
Data de inscrição : 18/11/2018

Database
HP:
33/33  (33/33)
EP:
11/11  (11/11)
EXP:
550/600  (550/600)

MensagemAssunto: Re: Honra em sangue.   Sex Jan 11, 2019 4:11 pm

*Heylel ouvia as respostas de Nelai sem muito questionar, claro que cada alfinetada daquela doia até certo ponto, mas nada que ele não estivesse merecendo embora por outro lado Cody estivesse se divertindo muito com aquilo, afinal, FINALMENTE seu mestre havia encontrado uma pessoa bem humorada ou que pelo menos não queria mata-los na porrada a qualquer momento, enfim, ENFIM, um aliado realmente saudável mentalmente e aparentemente estável*

-Bichinho de estimação não! Ai você diminui minha masculinidade. *Ao que parecia a conversa não tinha mais nada a ver com o albino, então ele retirou a manopla a deixando sobre o painel de controle aproveitando para jogar o cigarro fora, este que se desintegrou totalmente no ar desaparecendo de uma vez, aquele material realmente era muito bom para esse tipo de coisa*

-Irei anotar sim, não se preocupe! E posso tirar uma foto? Se eu fazer um poster seu e colocar no quarto dele será impossível que ele a esqueça de novo! *O Kroyvisiano queria falar que não esqueceu de ninguém, que tinha seus motivos e tudo mais, só que deixou para lá e apenas se focou em observar sua coxa que havia levado um tiro enquanto sentado na cadeira, assim seguia ouvindo a conversa. Ao notar que seus Ultra Genes já haviam restaurado aquele ferimento, apenas emitiu um ruido bem discreto de satisfação, precisa mesmo tomar mais cuidado em próximas vezes*

-Cody, siga com a observação. *O androide acenou positivamente com a cabeça deixando escapar um "sim senhor", em seguida o rapaz se levantou de onde estava e voltou a colocar sua manopla onde estava seguindo caminhando até onde Ellora estava, a chamada já havia sido desligada então não havia problema*

-Nossa ultima aliada ainda vai demorar um pouco para chegar, você deve estar cansada da viagem, então se quiser comer algo, tomar um banho ou coisas do tipo, basta acionar a ENE, ela é a Inteligencia Artificial da nave e estará pronta para responder todas suas duvidas, estou indo tomar banho, até daqui a pouco. *Depois dos ditos ele simplesmente saiu, sim, sem nada perguntar, sem mais nada fazer, direto ao ponto e sem muitas firulas. Fez o que tinha que fazer sem se dar conta que agora não era apenas "ele e Melroa" na nave, então tal como ela que ficava praticamente nua dentro da nave, ele seguia quase a mesma vibe vestindo roupas bem leves como calça e camisa que cobria praticamente só as laterais do corpo deixando o centro e braços expostos dando certo destaque ao esquerdo que por algum motivo em especial tinha mais tatuagens que o resto do corpo que era ligeiramente marcado pelos desenhos negros tribalistas, um forte sinal do povo Mistiimeriano ao qual Ellora iria reconhecer não por isso, e sim devido aqueles traços serem específicos de um homem em particular, o mestre Pirion*

-E então, como está? Tudo bem? *Questionou a mestiça ainda com a toalha sobre os ombros por mais que já tivesse tomado banho já fazia um bom tempo. Estranhamente o braço direito do albino começou a emitir uma luz peculiar chamando atenção dele que virou o antebraço para ver a ligação, e assim com base em nanotecnologia de seu traje que ficava abaixo de sua pele a manopla se formou o permitindo ver com devida clareza*

-Estou a caminho, estarei ai em menos de 10 minutos. *Encerrou a chamada tendo apenas a manopla vestida. Voltou sua atenção pra Zathriana, por mais que fosse meio "folgado" de sua parte, não tinha mais ninguém com quem pudesse contar dentro daquela nave*

-Poderia me fazer dois favores? C-06 precisa de uma nave para voltar para casa, como vamos ser agora da mesma tripulação poderia emprestar a sua para ele? E eu preciso que alguém cuide dessa nave por causa das crianças, pode fazer isso por mim enquanto vou buscar a Nelai? *C-06 já era conhecido de Ellora, pelo menos em partes, ele era um dos três Familiares da mulher ao qual ficava em casa cuidando de tudo enquanto a patroa estava fora, logo, atualmente a casa deles está vazia pela ausência do mesmo*
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
SIDA
Admin
avatar

Mensagens : 474
Data de inscrição : 29/07/2015

Database
HP:
1/1  (1/1)
EP:
1/1  (1/1)
EXP:
1/1  (1/1)

MensagemAssunto: Re: Honra em sangue.   Sex Jan 11, 2019 4:33 pm

Subitamente, uma pequena explosão é ouvida na nave de Heylel - mais especificamente vinda da parte traseira dessa onde ficam os propulsores que permitem a nave levantar voo. Nem perto da nave e nem em lugar algum do largo porto é visível alguém que possa tê-los sabotado, mas agora uma fumaça negra paira sobre o veículo.

Okros ao redor voltam-se para a direção de onde veio a explosão e alguns até se aproximam para ver o que aconteceu, mas nenhum deles tenta se comunicar.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://greyage.forumeiros.com
Ellora Denali

avatar

Mensagens : 20
Data de inscrição : 09/01/2019

Database
HP:
22/22  (22/22)
EP:
12/12  (12/12)
EXP:
1/1  (1/1)

MensagemAssunto: Re: Honra em sangue.   Sex Jan 11, 2019 4:39 pm

*Ellora se encontrava sentada enquanto esperava, olhando um ponto qualquer da nave até que via Heylel se aproximando, logo se levantando e fazendo um aceno positivo com a cabeça, respondendo com o tom de voz despreocupado.*

- Oh, fico feliz, creio que esteja ansioso para rever tua companheira. Meu pai sempre fica animado quando o dia de ver minha mãe vai chegando..
Ah nossa..

*Ela corava um pouco e desviava o olhar, se interrompendo a tempo de ouvir as instruções sobre ENE e sorrindo meio sem graça, tornando a dizer antes que ele se retirasse.*

- Desculpa, não quis me intrometer.. ahn.. obrigada Heylel, te vejo em breve então.. acho...

*Ela logo se virava e saía novamente da nave, voltando até o veículo providenciado por Syga, entrando ali e pegando uma mochila que trouxera com tudo que precisaria, retornando rapidamente e em pouco tempo já tinha conseguido se acostumar com como se comunicar com ENE, aproveitando aquele momento que tinha para se banhar e descansar um pouco como Heylel havia sugerido.
Agora preferindo usar uma vestimenta mais leve própria dos Mistiimerianos, se tratando de uma espécie de vestido de tecido fino que deixava os ombros e os braços à mostra, ela retornava outra vez e ao encontrar Heylel, não podia deixar de reparar nas tatuagens e sorria as indicando com um gesto da destra.*

- Acho que estava precisando de um banho, mas está tudo bem. Hm.. elas são parecidas com as que o Pirion tem. Eu vi quando ele conversava com meu pai...

*Ela normalmente não se sentia muito à vontade usando roupas mais leves, principalmente na presença de outros que sempre faziam questão de apontar a cor diferenciada da pele dela, por esse motivo mordia o lábio e ia se afastando novamente, parando apenas quando ouvia os pedidos de Heylel.
Havia acabado de recolocar o traje que geralmente preferia usar em casos de ter que se defender, quando ouvia a explosão e balançava a cabeça negativamente, levando a mão até a face e pensando:
"Acho que o problema vai ser por aqui mesmo..."
Logo tratava de ir na direção do barulho e da fumaça, utilizando seus olhos para que pudesse ver a distância e talvez localizar o que ou quem estivesse fazendo aquilo, ou se teria dado algum problema no funcionamento da nave.*

- É claro, gosto do C-06 e como a nave foi providenciada por sua mãe, posso afirmar que ele logo estará em casa sem problemas. E pode ir tranquilo, prometo não colocar fogo na nave enquanto estiver fora..

*Ela não continha o tom leve e de brincadeira na voz, as vezes deixando o lado mais solto aflorar, inclusive se sentia que não levaria uma resposta agressiva em troca, tornando a sorrir para Heylel antes de recomeçar a caminhar, na intenção de vestir o traje por cima daquela roupa e dizendo alegremente.*

- Boa sorte com sua parceira Heylel, espero que ela esteja bem!

*Ela dizia isso porque sabia que naquele momento, todo cuidado era pouco e assim como Korum costumava se preocupar com Mia, querendo a todo momento saber se ela estava bem ou se tinha se machucado de alguma forma, Ellora imaginava que Heylel devia sentir o mesmo e quis demonstrar o maior apoio que podia, além de querer deixar claro que agora ele podia confiar nela.*
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Heylel

avatar

Mensagens : 128
Data de inscrição : 18/11/2018

Database
HP:
33/33  (33/33)
EP:
11/11  (11/11)
EXP:
550/600  (550/600)

MensagemAssunto: Re: Honra em sangue.   Sex Jan 11, 2019 5:02 pm

*Heylel nada disse sobre Nelai por não ter associado "companheira" a "namorada", então deixou daquela forma sem corrigir ou nada do tipo já que de fato a considerava sua parceira, pena que não era no sentido que Ellora estava pensando. Ao receber o comentário sobre suas tatuagens, o albino tomou expressão de interesse, então mais alguém havia conhecido seu mestre? Então era verdade e não apenas delírios de um velho louco, Pirion realmente havia sido de uma boa gama de pessoas*

-Então você conhece o Mestre Pirion? Interessante, foi ele que as desenhou em mim, eu sou seu discípulo, seu pai também é? *Cruzou os braços e sorriu de forma bem discreta, quase mal dava para notar. Com as confirmações, o albino deu um breve riso, aquela Zathriana realmente tinha um bom senso de humor*

-Muito bem, estou confiando em você viu? E obrigado, vou precisar e eu também espero, o ar daqui é bem ruim de respirar. *Logo que o som da explosão veio, o rebelde seguiu junto a sua aliada até lá sem mudar de roupa. Ao notar o dano na nave ele olhou adiante para verificar se havia alguém e supostamente ninguém havia se prontificado*

-Tsc, não acredito que vão me fazer deixar a Nel esperando. *O sangue aquecia pela raiva crescente fazendo as tatuagens negras começarem a adquirir tom de amarelo brilhante muito semelhante ao dos olhos, só que por enquanto com intensidade menor, Ellora sabia que aquilo era pura reação de um poder mistico latente*

-Melhor ligar para avisar, você conseguiu achar algo, Ellora?
*Ele mesmo tentou encontrar por si só usando sua visão biônica para enxergar mais longe que uma pessoa normal para assim quem sabe poder localizar alguma nave inimiga já que quando chegou conferiu tudo e sabia o tipo das naves que estavam por ali, assim sendo, bastaria encontrar alguma diferente naqueles arredores. Deixou a manopla ligada para fazer a ligação para Nelai*
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Ale'ek

avatar

Mensagens : 59
Data de inscrição : 18/12/2018

Database
HP:
29/29  (29/29)
EP:
7/7  (7/7)
EXP:
430/600  (430/600)

MensagemAssunto: Re: Honra em sangue.   Sex Jan 11, 2019 5:25 pm

Sinceramente não queria ouvir nada do que aquela garota falava, seus olhos apenas se abriram quando falaram para saltar da nave, o que o homem não tardou a fazer, a mão direita segurava o guarda-chuva em sua base e no momento correto ele saltou para fora da nave, pousando com certo estilo flexionando os joelhos rápido para enfim se jogar para o lado oposto a qual eles estariam. Ao que abriu o guarda-chuva, tentou se esconder da vista dos que estavam ali, a distância não era das menores, mas o homem inicialmente caminhava pela lateral, contando que a visão periférica dos que estavam na nave não fosse das melhores. 

- "Você de novo..." - Riu sozinho com o guarda-chuva negro apoiado em seu ombro para que eles não o vissem, pelo menos não o rosto, pelo menos não a pessoa que conhecia seu rosto, nome e todo o resto graças ao capacete que estava usando no dia. 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Nelai

avatar

Mensagens : 11
Data de inscrição : 09/01/2019

Database
HP:
21/21  (21/21)
EP:
1/5  (1/5)
EXP:
1/1  (1/1)

MensagemAssunto: Re: Honra em sangue.   Sex Jan 11, 2019 5:36 pm

Já fazia alguns bons minutos que estava lá plantada na estação, começando a bater o pé de inquietação. Tentou respirou pesadamente, mas tossiu logo em seguida. Maldito planeta, não podia nem ficar irritada naquela pocilga largada por todos! Xingou baixinho, passando a prestar atenção em seus arredores. Ficar muito tempo para no mesmo lugar poderia ser um problema, e começou a caminhar por onde havia sombra. Chegou a escutar o barulho de uma explosão e até se prontificou a olhar na mesma direção, mas pela distância não ousou sair do "conforto" de sua posição. Não inicialmente.

Maldito trambiqueiro. Eu devia ter ficado no outro planeta... — Resmungou para si enquanto passava por um outro que estivesse por ali. Eis que um estalo lhe veio na cabeça. Heylel disse que estava sendo procurado, e se aquilo fosse...? — Mas é um filho da puta mesmo...

Resmungou novamente, passando a tomar outro percurso. Continuava se esgueirando pelas poucas sombras que havia por ali, procurando uma forma de se aproximar da nave que havia explodido, ao que parecia. Aproveitava a sombra do tumulto causado e dos Okros que se reuniam por ali para ter alguma proximidade possível enquanto evitava a luz. Cogitou fazer mais uma chamada para Heylel, mas talvez não fosse a melhor das ideias naquele instante. Observando de longe, pensava numa segunda maneira de se aproximar sem ser notada.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Ellora Denali

avatar

Mensagens : 20
Data de inscrição : 09/01/2019

Database
HP:
22/22  (22/22)
EP:
12/12  (12/12)
EXP:
1/1  (1/1)

MensagemAssunto: Re: Honra em sangue.   Sex Jan 11, 2019 6:28 pm

- Na verdade meu pai estava acho que cansado da forma que.. ahn.. me tratavam.. e seu mestre ajudou ele oferecendo uma oportunidade pra isso finalmente mudar, entre outras coisas...

*A última parte era dita em voz baixa, já que algumas coisas Korum havia deixado ocultas da filha, não contando tudo que costumava conversar com o mestre de Heylel, o que as vezes fazia Ellora se perguntar o que mais o pai estaria escondendo. No entanto, ela preferia confiar no Zathriano como sempre fizera, assim como a mãe e balançando a cabeça discretamente, tirava aqueles pensamentos da mente.
Antes que pudesse falar mais alguma coisa, ela notava e sentia aquela mudança em Heylel e o fitava calmamente, logo se aproximando e pousando a mão de leve no ombro do aliado, respondendo com a voz tranquila.*

- Se acalme Heylel, sei o quanto deve estar preocupado. Meu pai ficava assim também quando minha mãe corria perigo ou o esperava e ele se atrasava, mas o importante agora é não deixar a raiva tomar conta.. isso pode interferir no momento das ações.

*Com isso ela tornava a se afastar e voltava a olhar em volta e na direção da explosão, não baixando a guarda e novamente utilizando de seus olhos para tentar localizar qualquer coisa ou pessoa que antes não tivesse conseguido notar, suspirando e ficando com uma expressão pensativa, achando tudo aquilo muito estranho e temendo que pudessem acabar sofrendo algum tipo de emboscada como já tinha ocorrido uma vez com ela, refletindo um pouco sobre aquilo e tornando a dizer, dessa vez com um tom mais preocupado na voz.*

- Dependendo do que acontecer aqui, talvez sua esposa.. ou namorada esteja mais segura longe Heylel... oh! Acho que vi algo...

*Ela parava mirando a lateral e ajustava melhor suas lentes para ter certeza do que estava conseguindo ver, voltando a dizer em voz baixa mas o suficiente para que Heylel a escutasse, tendo que admitir que estava um pouco confusa.*

- Parece um homem com um guarda-chuva preto...
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Heylel

avatar

Mensagens : 128
Data de inscrição : 18/11/2018

Database
HP:
33/33  (33/33)
EP:
11/11  (11/11)
EXP:
550/600  (550/600)

MensagemAssunto: Re: Honra em sangue.   Sex Jan 11, 2019 8:12 pm

*Ouviu o que ela tinha a dizer sobre a relação do pai dela e seu mestre, só que não chegou a responder por pensar que talvez Ellora tenha sofrido abusos dos quais não pretende ir muito a fundo, ao menos foi o que pensou de primeira dado o tom que ela usou para falar daquela situação. Ao perceber que Nelai não atendia, apenas suspirou pesadamente e deu um soco na nave com sua mão direita, fez barulho, mas não causou dano algum*

-...? *Ao ter o ombro tocado ele encarou a aliada da mesma forma, apesar das palavras confortantes a unica coisa que o acalmaria de verdade seria no minimo quebrar a coluna de quem havia feito aquilo em dois, até mesmo pensou em puxar um Okro para ali e então descontar um pouco de sua frustração, todavia, eles eram inocentes, tinha que guardar tudo para o filho da puta que fez aquilo*

-Eu sei que pode, mas no meu caso é pra melhor, faz meu estilo. *Lutar puto, um baita estilo dahora de luta do qual Pirion e Syga chegaram a conclusão de ser um perigo para toda uma sociedade e Llyani era a prova mais bruta disso, se é que Heylel não seria pior do que ela, logo, focou seus esforços mais em ser atirador do que em ser um mistico... Ainda bem*

-Minha o que?! *Já estava pilhado por causa daquele ataque, então sua indignação com a fala de Ellora foi bem mais evidente do que deveria e apesar de tanta braveza, o momento acabou saindo mais engraçado do que de fato tenso*

-Você está falando da Nelai? Não, espera, seguinte.... Espera, onde?! *Seu desejo de bater em alguém era maior do que o de explicar para a Zathriana de que não era bem o que ela estava pensando, chegou no ponto de sua energia aumentar mais escapando de seu corpo como uma aura irregular dourada*

-Atire nele! Sua flecha vai me guiar! *Dito e feito ele foi pra cima cegamente indo na direção onde a mulher estava olhando mesmo sem ter suma certeza, assim sendo, de fato seria o tiro dela com seu arco que iria mostra-lo melhor para onde deveria ir de fato e por isso não foi tão rápido, apenas executou um salto forte que o lançou num voo extremamente raso onde qualquer pequeno detalhe o faria encostar no chão novamente*
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Ale'ek

avatar

Mensagens : 59
Data de inscrição : 18/12/2018

Database
HP:
29/29  (29/29)
EP:
7/7  (7/7)
EXP:
430/600  (430/600)

MensagemAssunto: Re: Honra em sangue.   Sex Jan 11, 2019 9:34 pm

O primeiro passo, não chamar atenção, já foi falho; Era incrível como a capacidade da aliança de não conseguir hackear veículos tão tecnológicos e sim explodi-los ainda lhe parecia bárbaro e ultrapassado. A explosão conseguiu chamar atenção dos próximos e os longes começavam a se acumular para ver aquilo, algo que poderia ajudar na ocultação. 

- "Eu não deveria ser notado, mas meu time é muito bom... Puta que pariu, custa esperar eu descer pra depois explodir? Estou cercado de idiotas!" - Sua visão era extremamente aguçada, e em nenhum momento tirou os olhos do alvo e quando notou que a mulher que não conhecia simplesmente notou sua presença em meio a tantas pessoas e a explosão, poderia suspeitar que ela era metade Garesiana pra ser tão inteligente, não conseguia pensar em outro motivo lógico pra que alguém reparasse tão rápido.

- "Certo, vou ter que me misturar" - Pensou ao passar ao lado de algumas pessoas que estavam caminhando para olhar aquilo, em uma espécie de tropeço o loiro acabou deixando seu guarda-chuva, a única coisa que estaria chamando atenção de cima, deixou caído sobre algumas pessoas que de tão grandes poderiam nem reparar. - "Só ela me notou? Certo, altura dela não é das melhores e sua visão parece ser aguçada, tenho que fazer algo" - Se aproximava dos seres mais altos, os joelhos do homem começavam a doer por, lentamente, se abaixar para se esconder entre os tais. 

- "Ok, plano b?" - Pensou enquanto continuava em movimento, notou que Haylel atacou o guarda-chuva e acabou acertando apenas um grupo que estava tentando ver melhor. - "Por pouco..." - Pegou o tecnophone feminino que estava no bolso de seu sobretudo e então mandou uma mensagem - Agora seria uma bora hora pra uma ajuda rápida e me provar que posso confiar em vocês para devolver isso.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
SIDA
Admin
avatar

Mensagens : 474
Data de inscrição : 29/07/2015

Database
HP:
1/1  (1/1)
EP:
1/1  (1/1)
EXP:
1/1  (1/1)

MensagemAssunto: Re: Honra em sangue.   Sab Jan 12, 2019 12:37 am

Alguns poucos instantes se passam e todos ali presentes podem ouvir um barulho alto ressoar em todo o hangar. Ao procurarem por sua origem, encontrarão uma sirene de baixa tecnologia que pisca em vermelho, posicionada logo no topo da plataforma de pouso. Seja lá o que for, é assustador o suficiente para assustar todos os nativos que, sem hesitar, correm para qualquer esconderijo que encontram.

Um elevador gasto chega com um rangido alto na plataforma e dele saem quatro Okros de porte alto, bem mais vigorosos do que os transeuntes antes presentes. Além disso eles trajam armaduras tecnológicas que não condizem com o padrão de Tuntau.

Quo ulo cho Gutaro, umja uryuom klocomso yuc meg uraequoja em eal voreboja krumog. Ura cho yumbujolc nacg usequ choyul husoc lyutfg mequ! — Esbraveja um dos nativos enquanto aponta sua arma para aqueles presentes.

Os Okros, que não parecem nem um pouco dispostos a conversar, caminham pela plataforma com suas armas em mãos e já sem a trava de segurança;

Spoiler:
 

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://greyage.forumeiros.com
Nelai

avatar

Mensagens : 11
Data de inscrição : 09/01/2019

Database
HP:
21/21  (21/21)
EP:
1/5  (1/5)
EXP:
1/1  (1/1)

MensagemAssunto: Re: Honra em sangue.   Sab Jan 12, 2019 1:02 am

Estava se aproximando um pouco mais da nave quando a multidão começou a se espalhar à medida que que o barulho ecoava ali e uma sirene iluminava a plataforma de pouso. Foi rápida, correndo por entre os Okros antes que fosse atropelada e se escondia nas sombras de uma outra nave, não muito longe da que foi explodida anteriormente. Não compreendia nem mesmo um "A" que aqueles brutamontes falavam, mas certamente achou bem estranho a forma como eles possuíam armaduras muito mais refinadas do que qualquer outro por ali. Manteve seu silêncio aproveitando que não havia sido notada, e desligou o próprio tecnophone para não ter sua localização descoberta. Até conseguiu ver Heylel, mas não ousou sair de seu ponto enquanto aqueles quatro Okros estivessem ali. A coisa parecia ficar bem feia para o lado do Trambiqueiro, como ela gostava de chamar o velho amigo. Abaixou-se um pouco para que, de fato, não passasse de uma espécie de mancha ou qualquer coisa que é difícil de enxergar no escuro. Mas manteve a atenção no que aconteceria ali para caso Heylel precisasse de ajuda com reforços. Enquanto observava, balançava a cabeça negativamente. "Mas você precisava mesmo chamar toda essa atenção, hein Hey?" pensava consigo.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Miyano

avatar

Mensagens : 55
Data de inscrição : 17/11/2018

Database
HP:
20/20  (20/20)
EP:
8/8  (8/8)
EXP:
200/300  (200/300)

MensagemAssunto: Re: Honra em sangue.   Sab Jan 12, 2019 1:13 am

Miya havia cochilado antes mesmo de Heylel deixar o quarto, demonstrando o quanto a criança estava em seu limite físico e psicológico. Mesmo exausta, ainda tinha um sono leve depois de viver por tantos anos em alerta caso algo inesperado acontecesse, então acordou no primeiro instante de tremor. Sua reação imediata foi se levantar da cama e checar o estado da nave, imediatamente recolhendo suas coisas e buscando por alguém "de confiança", se juntando a C-06 enquanto aguardava instruções, ainda tentando se despertar para ficar mais atento.

A sonolência de Miya só pareceu sumir quando percebeu a arma apontada em sua direção, tentando focar seus sentidos nas palavras do nativo, demorando um pouco para se dar conta de que ele estava discursando em outra língua.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Ellora Denali

avatar

Mensagens : 20
Data de inscrição : 09/01/2019

Database
HP:
22/22  (22/22)
EP:
12/12  (12/12)
EXP:
1/1  (1/1)

MensagemAssunto: Re: Honra em sangue.   Sab Jan 12, 2019 1:54 am

- Ah.. desculpa, você ainda não se casou? É.. se for ver por esse lado, hm.. acho que me enganei, vocês devem estar naquele estágio de noivado ou namoro mesmo.. mas já devem ter passado daquele momento em que o pessoal só se diverte né? É tão bonitinho como se preocupa em não se atrasar!

*Ellora até sorria um pouco com o aparente desconforto de Heylel, parando para pensar que talvez o aliado fosse daqueles que não se sentem muito à vontade falando da sua vida pessoal e íntima, e que realmente ela tivesse passado dos limites naquela hora.
Ellora não tinha muita experiências com interações sociais, já que na maioria das vezes tinha que tomar cuidado com o que dizia ou fazia, e os grupos normalmente a deixavam de lado principalmente nas conversas e nas atividades que faziam. Por esse motivo, de vez em quando ela costumava expressar sua opinião ou falar o que pensava perto de Dalen e Zaret, depois de Syga também, já que tinha ficado animada por finalmente ter pessoas que a ouviam e se interessavam, fora os pais é claro.*

- Desculpa Heylel, não devia ter comentado tanto da sua vida pessoal, mas não se preocupe, logo vocês estarão juntos e.. ei! Espera! Ele sumiu...

*A mestiça se apressava em dizer e tinha que admitir que de fato, aquele estranho.. se é que era um homem mesmo, tinha uma velocidade e uma habilidade de se ocultar dignas de admiração. Já que pela primeira vez até mesmo as lentes de Ellora haviam sido dribladas, com ela mordendo o lábio meio confusa agora, mas continuando a procurar o estranho, mirando em todos os lados e seres com uma expressão desconfiada e atenta.*

- Não posso usar minhas flechas sem saber exatamente no que estou mirando, nessas horas é melhor não desperdiçar munição...

*Ela dava alguns passos para trás ao ouvir aquela sirene, olhando Heylel de um modo interrogativo quando se deparavam com aqueles 4 armários usando armaduras que ela não conseguia identificar, ouvindo um deles falando e logo fazendo uma cara de:
“Será que estão xingando a gente?”
Permanecia em silêncio achando melhor deixar o capitão dar o primeiro sinal do que fariam agora, suspirando e se perguntando se mais uma vez estariam em algum tipo de armadilha, torcendo para que dessa vez acabasse diferente do que havia passado antes e claro, tendo um pensamento rápido e involuntário ao ver aquelas armas:
“Ai.. na cara não! É uma das coisas que eu realmente gosto em mim!”.*
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Heylel

avatar

Mensagens : 128
Data de inscrição : 18/11/2018

Database
HP:
33/33  (33/33)
EP:
11/11  (11/11)
EXP:
550/600  (550/600)

MensagemAssunto: Re: Honra em sangue.   Sab Jan 12, 2019 12:18 pm

*Freou os pés no solo e olhou para os lados em busca do alvo ao qual acabou não achando, eram muitos ali e realmente estavam atrapalhando, até mesmo pensou em atirar pra cima para assustar aqueles nativos, só que talvez não fosse tão boa ideia já que do jeito que o povo ali era ignorante era capaz de acharem que ele havia sido responsável pela explosão EM SUA PRÓPRIA NAVE, ali era quase Jannu pelo visto. Caçando o culpado ouviu novamente Ellora e olhou para ela mantendo a expressão séria, afinal, estava PUTO, não só por não ter o alvo de vista, mas por não ter um comando seguido que poderia ter ajudado nisso*

-O que? Não, não é nada disso, eu e a Nelai... *Um alarme então foi soado fazendo Heylel dar um suspiro pesado, bem, ao que tudo parecia haviam Aliados ali e eles haviam o reconhecido, nada de anormal, afinal, aquele era mesmo um lugar para onde eles normalmente iam buscar escravos Okros e etc, só não imaginou que seria tão rápido. Respirou fundo decidindo se acalmar fazendo sua energia diminuir externamente para se manter apenas no interno para que assim seus movimentos fossem mais precisos embora perdessem uma boa parcela da força*

-Esquece isso Ellora, Cody, que merda esses caras estão falando? *O comunicador então se formou sobre a orelha do albino o permitindo então apenas ouvir Cody que falava atrás da programação e não as vias de fato por estar em outro lugar onde não podia falar abertamente. Assim ficou esperando estando mais a frente que todos os outros, se os quatro quisessem fazer algo teriam que passar por cima dele*

-Espera, só um momentinho Boss.... Ahn.... Consegui! *A I.A falava através do aparelho apenas para o albino ouvir, esse que contava novamente com a nanotecnologia de seu traje para então ir se cobrindo todo com a veste já preparado para uma possível luta com exceção do rosto que seguia exposto. O modulador de voz que normalmente usava para a fala com o traje se tornar mais Intimidadora agora era usada para traduzir o que ele mesmo falaria para os Okros estando então no dialeto deles*

-Muito bem, fez um ótimo trabalho, agora siga traduzindo meus ditos e me conte o que eles falaram. *Apenas um "Yes Boss" foi escutado pelo Kroyvisiano que manteve suas mãos amostra em sinal possivel de rendição para mostrar aos seus quem sabe inimigos de que não estava armado, ao menos por enquanto, iria esperar o Cody o dizer o que raios havia sido dito para si*
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
SIDA
Admin
avatar

Mensagens : 474
Data de inscrição : 29/07/2015

Database
HP:
1/1  (1/1)
EP:
1/1  (1/1)
EXP:
1/1  (1/1)

MensagemAssunto: Re: Honra em sangue.   Sab Jan 12, 2019 2:13 pm

Okro escreveu:

Abram espaço para a Gutaro, a união de guerreiros do povo contra a exploração alienígena de nossa terra. Estrangeiros só ameaçam nosso povo e devem ser mortos em nome de Tuntau, e os nossos irmãos que os defenderem deverão sofrer do mesmo destino!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://greyage.forumeiros.com
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: Honra em sangue.   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Honra em sangue.
Voltar ao Topo 
Página 2 de 5Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5  Seguinte
 Tópicos similares
-
» O Meio-Sangue Filho de dois deuses
» A vida de um meio sangue.
» Culto de Sangue - Entre a Serpente e a Estrela (Crônica Oficial)
» Selva de Sangue
» Eu sou uma Meio-Sangue!

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
A Era Cinzenta :: Zona RPG :: Campanhas de confronto-
Ir para: