Um fórum de RPG interpretativo com tema futurista, livre para quem se interessar e que utiliza de um sistema simples para que qualquer jogador possa entender.
 
InícioCalendárioFAQBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se

Compartilhe | 
 

 Gayláxia Rosa

Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4  Seguinte
AutorMensagem
SIDA
Admin
SIDA

Mensagens : 882
Data de inscrição : 29/07/2015

Database
HP:
1/1  (1/1)
EP:
1/1  (1/1)
EXP:
1/1  (1/1)

MensagemAssunto: Re: Gayláxia Rosa   Sex Jan 04, 2019 3:55 pm

— Tchauzinho! — A loira grita conforme elas se afastam, acenando com as mãos de um jeito um pouco vergonhoso para uma mulher de meia idade como ela.

O caminho para as pistas de pouso é realmente curto, como Tanid tinha dito a elas. Ainda assim, caso andassem a passos lentos, demorariam bons minutos para enfim chegar na vaga ocupada por Roni. Ao aproximarem-se do local indicado, elas podem ver uma nave não muito grande estacionada ali. Um Zathriano aguarda do lado de fora desta, aparentemente bastante irritado com a demora, como a garesiana também já tinha avisado. Ele não as nota no primeiro momento.

Mas que merda, as estrelinhas realmente vão continuar demorando assim. E eu já tive que recusar 3 corridas nesse tempo... — Ele reclama em tom mais alto do que o normal sozinho, quando enfim nota a presença das garotas. — Ah, ótimo! Agora entrem logo nessa nave, já estão me fazendo perder metade de um dia de trabalho! — Ele continua gritando, como se aquele fosse realmente seu modo de falar usual, ou tem alguns problemas de audição mesmo.

Ele abre a porta da nave e a adentra sem aguardar que elas façam o mesmo, mas a mantem aberta para que elas o sigam e se acomodem para que eles possam partir. O interior é tão pequeno quanto aparenta de fora, e em um dos bancos, está sentada uma garota. É uma Huun, aparentemente adolescente, que usa vestes especiais para conseguir respirar fora de seu planeta natal. Ainda assim, estas tem um design diferenciado daquelas que são mais comumente vistas por aí, com um ar mais juvenil. Ela está mexendo em seu techonophone quando nota a presença do trio e, diferente do resto dos jovens que costumam encontrar, ela não parece nem reconhecê-las como pessoas importantes, ainda que seus rostos sejam familiares de alguma maneira.

— Hum... Demoraram, hein. Tomara que não demore muito pra chegar. As meninas já estão lá me esperando, e elas vão ficar tão putas se eu me atrasar! E vocês, também estão indo assistir o show? — Ela pergunta não muito interessada, com o olhar fixo no aparelho em suas mãos.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://greyage.forumeiros.com
U-NEE

U-NEE

Mensagens : 15
Data de inscrição : 26/12/2018

Database
HP:
25/25  (25/25)
EP:
8/8  (8/8)
EXP:
1/1  (1/1)

MensagemAssunto: Re: Gayláxia Rosa   Sex Jan 04, 2019 4:07 pm

H-hm, você tem razão. — Decidiu não ponderar muito a respeito daquilo. Passou os olhos por cima do ombro de Ängie, tentando ver se havia algo novo no Ä-phone dela. Depois apressou o passo para acompanhar as duas.

Ao enfim chegar no lugar de encontro, acabou prestando mais atenção que o normal nas roupas da Hunn. Havia visto alguns, mas aquele modelito era no mínimo mais interessante. Com o "também", excluiu a possibilidade de que esta fosse participar efetivamente do show. Aliás, nem haviam lhe informado de quem era o show. Somente que era algo beneficente. De todo modo, deu espaço para as meninas se pronunciarem primeiro.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Amy

Amy

Mensagens : 37
Data de inscrição : 18/12/2018

MensagemAssunto: Re: Gayláxia Rosa   Sex Jan 04, 2019 4:43 pm

Um sorriso amargo surgiu em meu rosto ao avistar o Zathriano. Era só o que me faltava agora. Além de ter que abrir um show, ainda teria que lidar com a merda de um motorista que tava de TPM, como se não fosse suficiente a minha. Lambi os meus lábios, aproveitando o fato de que Uriel já havia entrado e empurrando Angie para dentro.

Olha... — Comecei, encarando o Zathriano com certo desdém, maquiado por um sorriso gentil que escapava tantas coisas que era quase visível. Peguei o meu celular, abrindo na famosa rede social de ratinhos que gostam de falar mal dos outros e mostrando para ele. — Não temos nada contra você, mas eu tenho certeza que meus milhares de seguidores no Twitter não iam gostar de saber que as três idols favoritas deles foram maltratadas enquanto tentavam chegar em um lugar para dar um show pra eles, então... abaixa sua bola, tá?

Dei uma piscadela antes de entrar na nave, guardando o aparelho dentro da minha bolsa de mão e me sentando ao lado de Uriel, a tempo de escutar o que a outra estava falando.

Nossa, seria realmente uma pena se você se atrasasse — Murmurrei ironicamente, meio estressada. Mas só meio.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Ängie

Ängie

Mensagens : 15
Data de inscrição : 29/12/2018

MensagemAssunto: Re: Gayláxia Rosa   Sex Jan 04, 2019 5:24 pm

Ängie só observara aquele absurdo à sua frente, mascando o chiclete retirado dos montes que haviam dentro dos bolsos da jaqueta. O motorista arrogante, Roni. Bem que foram avisadas mesmo, de qualquer forma, mesmo que atrasadas, não era jeito de falar com três idols famosíssimas! Que vergonha! Que cara mais mal-educado, de cara, uma estrela. Se pudesse, seria zero.
Apesar de tudo, o ignorou, apenas entrando na nave como se nada tivesse ocorrido, acomodando-se ao lado de Amy e da garota de uniforme engraçadinho, acenando para a mesma. Suspirou brevemente, em meio a mínimos segundos de silêncio.

Alguém quer chiclete?
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
SIDA
Admin
SIDA

Mensagens : 882
Data de inscrição : 29/07/2015

Database
HP:
1/1  (1/1)
EP:
1/1  (1/1)
EXP:
1/1  (1/1)

MensagemAssunto: Re: Gayláxia Rosa   Sex Jan 04, 2019 6:06 pm

O homem bufa, já sentado no banco à frente do painel de controle. Ele pressiona um botão, que faz com que a porta da nave feche automaticamente, uma vez que todas estão dentro da nave. Chega então o momento de decolar, e ele o faz rapidamente e com facilidade. Mesmo sendo irritado, aparentemente o homem é bom em seu trabalho, ao menos. Antes de seguir viagem, ele olha para as passageiras por cima do ombro por um momento.

Tá, tanto faz. Não sou piloto de estrelinha e não suporto essas frescurinhas. Façam o que quiserem, só coloquem a porra do cinto antes que eu leve uma multa. — Reclama, antes de voltar sua atenção à direção da nave novamente.

A Huun ignora o comentário de Amy, ainda concentrada no technophone, provavelmente mexendo nas redes sociais. Ela acomoda-se melhor no banco e cruza as pernas sobre o mesmo, colocando o cinto meio contra vontade. A garota deixa seu queixo cair com algo que vê na tela de seu aparelho, e um gritinho estridente sai pela garganta da mesma. Certamente, um chilique digno de uma adolescente.

— AAAAAAAAH! VOCÊS VIRAM?! — Ela grita com sua voz particularmente aguda, explodindo de animação. — ALGUNS FÃS VIRAM A CHLOE D CHEGANDO EM MARTE HÁ ALGUNS MINUTOS E PUBLICARAM UM VÍDEO NO TWITTER! NÃO ACREDITO! — Sua respiração é rápida, e ela toma alguns instantes para si para recuperar-se. — E um tal de Queendom vai abrir o show dela. Hum... Nunca ouvi falar.

O trio já pode ter ouvido falar da cantora mencionada. Choe D é uma trap star que estourou recentemente, uma kroyvisiana de cabelos coloridos e estilo bastante peculiar. Ela tem cerca de 19 anos e já se tornou conhecida por toda a galáxia. Vários rumores são espalhados diariamente sobre ela, e não se sabe exatamente se ela tem partes robóticas no corpo ou se é apenas maquiagem, mas nas entrevistas ela nunca se aprofunda no assunto. Apesar de tudo, ela nunca tocou no nome das garotas ou demonstrou conhecê-las, quanto menos as encontrou por aí. Aparentemente, hoje seria a primeira vez.

Chloe D:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://greyage.forumeiros.com
U-NEE

U-NEE

Mensagens : 15
Data de inscrição : 26/12/2018

Database
HP:
25/25  (25/25)
EP:
8/8  (8/8)
EXP:
1/1  (1/1)

MensagemAssunto: Re: Gayláxia Rosa   Sex Jan 04, 2019 6:23 pm

Uriel estava pronta para meditar em meio a viagem, já que não havia tido muito tempo antes, quando o homem avisou sobre o cinto de segurança. Uma de suas orelhas mexeu e ela o colocou, ainda em silêncio. Fechou os olhos, quase pulando o assento depois do chilique da moça. Arqueou uma das sobrancelhas ao retomar a postura.

Estava cada vez mais difícil ter um momento de paz, pelo visto.

Não debutaram ainda. — Era óbvio. Só eram conhecidas separadamente.

Respirou fundo, puxando Amy para perto e acariciando o topo da cabeça dela. Parecia ter receio de que continuassem estressando a amiga. O nome Choe D parecia familiar, mas haviam outras coisas tomando-lhe a atenção agora.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Amy

Amy

Mensagens : 37
Data de inscrição : 18/12/2018

MensagemAssunto: Re: Gayláxia Rosa   Ter Jan 08, 2019 12:17 am

Eu tinha completa noção de que estava parecendo um furacão naquele momento e, por incrível que pareça, começava a me sentir mal por conta daquilo. Claro, continuava emputecida por causa do meu show, mas lentamente aquela raiva ia se tornando uma certa melancolia, que pela primeira vez naquele dia me fez ficar em silêncio.

Como se não bastasse, aquele demônio intergaláctico começou a surtar por causa de alguma coisa que eu sinceramente não estava interessada, mas fui levada a ficar, porque a mulher não calava a desgraça da boca. Estava prestes a mandar ela ficar quieta da pior maneira que eu conseguia, mas fui interrompida por uma carícia inesperada, encarando Uriel por alguns segundos antes de me render ao carinho, me encostando nela.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Ängie

Ängie

Mensagens : 15
Data de inscrição : 29/12/2018

MensagemAssunto: Re: Gayláxia Rosa   Qua Jan 09, 2019 4:50 pm

Suspirou, após ser cruelmente ignorada pelas garotas, e surpreendida por mais uma arrogância daquele motorista. Que cara desagradável.
Balançou a cabeça negativamente, puxando o cinto de segurança para si, antes de lançar um olhar desentendido para a garota que nem sequer olhava em nossas caras. Mal poderia imaginar que as Queendom estavam tão próximas.

— Então tá, né, ninguém quer chiclete... sei. — Pôs um dos que segurava na boca enquanto falava, se acomodando no banco. — É bom que sobra pra mim.

Puxou o Ä-phone do bolso da jaqueta, deslizando o polegar pela tela à procura de algum jogo que poderia lhe distrair durante a viagem que já começara meio estressante.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
SIDA
Admin
SIDA

Mensagens : 882
Data de inscrição : 29/07/2015

Database
HP:
1/1  (1/1)
EP:
1/1  (1/1)
EXP:
1/1  (1/1)

MensagemAssunto: Re: Gayláxia Rosa   Qua Jan 09, 2019 10:33 pm

A viagem é tranquila e durante todo o caminho o motorista permanece quieto e de cara amarrada, como sempre. Felizmente, ele não deixa a desejar em seu trabalho, ainda que não saiba lidar muito bem com os passageiros. A Huun não dá atenção ao comentário de Uriel, uma vez que permanece centrada demais em seu technophone para ligar para qualquer outra coisa.

Em algum tempo eles aterrissam no porto. Quando a adolescente se dá conta, ela já parece estar se corroendo de emoção por estar cada vez mais próxima de sua trap star favorita, digitando fervorosamente em seu celular. Provavelmente está avisando as amigas de que finalmente chegaram. O motorista se vira para elas mais uma vez.

Bom, chegamos. Peçam pra garesiana estranha avaliar positivamente e... ou não, quem liga? — Ele dá de ombros, pressionando um botão no painel da nave para que a porta se abra. — Agora vão logo porque eu não tenho o dia todo! — Seu tom de voz é alto como sempre, com uma leve grosseria não tão implícita.

A adolescente, ao ver a porta sendo aberta, rapidamente se levanta e vai apressadamente na direção da nave.

Tá, tá bom. CHLOE D, AÍ VOU EEEEEEEEU! — Com mais um gritinho, a garota deixa a nave e ruma o local onde o show acontecerá sem nem olhar para trás.

O celular das garotas vibra novamente, diversas vezes seguidas, da mesma forma que sempre acontece. É Tanid, que provavelmente já foi avisada pelo aplicativo que usou para contratar Roni que elas já se encontram na atmosfera do planeta. Chega então a hora de dar as informações finais para que elas cheguem em seu destino, é claro.


"Meninas, fiquei sabendo que chegaram;
O Roni gritou muito?;
Até que foi rápido;
Mas o show começa logo;
Venham correndo;
Vocês precisam se arrumar;
Tô tentando achar as roupas que separei pra vocês;
Odeio essa figurinista;
Cês vão ficar no camarim 10;
Tô aqui esperando vocês;
É rapidinho pra chegar de onde cês tão;
Qualquer coisa perguntem pra alguém aí;
E TRAGAM MINHAS ROUPINHAS PRA EU ME ARRUMAR TAMBÉM!"


Marte escreveu:
Citação :
Marte foi explorado através de várias expedições robóticas por quase um século antes de as primeiras estações de pesquisa tripuladas terem sido colocadas na década de 2080. O primeiro assentamento permanente em Marte foi Lowell City, fundado em 2103 pela Agência Espacial Européia e baseado em Eos Chasma. Em uma década, tanto os EUA quanto a China fundaram assentamentos permanentes também.
Atualmente, cem anos após o início da colonização, a atmosfera vem ainda se modificando. Muitas plantações já são assentadas em estufas e uma relevante parcela da população da Terra já tem lugar em Marte dentro dos globos de suporte de vida.



Habitat 21 - Estação Sandra Feliciano escreveu:
Citação :
Essa estação é a principal região de processamento de recursos e assentamento de civis em Marte e surgiu a partir da vigésima primeira tentativa de colonizar o planeta. Seu nome foi dado a partir da astronauta que tornou tudo possível: uma brasileira chamada Sandra Feliciano.
Dividido em dois grandes territórios - o destinado aos recursos e um a moradias - essa capital é o centro mais visitado do planeta principalmente por espaçonaves de exportação que levam seus recursos para os outros planetas.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://greyage.forumeiros.com
U-NEE

U-NEE

Mensagens : 15
Data de inscrição : 26/12/2018

Database
HP:
25/25  (25/25)
EP:
8/8  (8/8)
EXP:
1/1  (1/1)

MensagemAssunto: Re: Gayláxia Rosa   Qua Jan 09, 2019 10:53 pm

Surpreendentemente, dormiu ali mesmo enquanto meditava e escorada na amiga. Ou seja, foi um desastre. Acabou acordando com a gritaria do motorista e, meio zonza ainda, acabou gritando também.

OPA PODE DEIXAR. — Ou não. Nem sabia exatamente o que estava falando direito, já que a frase dele havia entrado parcialmente nos seus sonhos... Muito loucos. Dava pra ver que o motorista gritão não era motorista de celebridade mesmo, nem tinha uns docinhos na nave pros passageiros irem degustando.

Com os olhos semicerrados acabou olhando o technophone.

Tanid não me pediu roupas. Eu deveria ficar feliz ou triste? — Olhou para as garotas, começando a caminhar e bocejando.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Amy

Amy

Mensagens : 37
Data de inscrição : 18/12/2018

MensagemAssunto: Re: Gayláxia Rosa   Sex Jan 11, 2019 9:36 pm

Dei um sorriso cruel na direção do motorista, o rosto dizia tudo. Claro que eu ia dar uma boa avaliação. Se bem que eu também não queria falar com Tanid. Dane-se! Tanto faz. Tanto faz tudo. Cruzei os braços, deixando a nave junto a Uriel, puxando Angie pelo braço e minha mala enquanto pegava o meu technophone em meu bolso, lendo as mensagens de Tanid ao mesmo tempo que colocava os meus óculos de sol — mesmo que não tivesse necessidade, e ai de quem falasse.

Então, menines — Pousei as mãos na cintura, ignorando as mensagens da garesiana insuportável destruidora de shows. — Acho que é melhor a gente ir logo, sim? Vamos fazer o melhor show de abertura do mundo.

Bati duas palminhas, começando a andar ansiosa na direção do lugar onde as celebridades do show se encontravam.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Ängie

Ängie

Mensagens : 15
Data de inscrição : 29/12/2018

MensagemAssunto: Re: Gayláxia Rosa   Sab Jan 12, 2019 3:17 am

Não tivera nem tempo para abrir os olhos quando percebera que Amy a arrastava para dentro do local destinado, finalmente, depois daquela viagem estranha.
O lado bom de tudo, é que ainda havia o show, e como nunca foi diferente, iriam brilhar naquele palco, para não perder o costume das Queendom.
Apenas caminhava, guiada pela louca da Amy acenando para todos que estavam por perto, com um sorriso meio desajeitado nos lábios, enquanto deslizava a mão livre pelo cabelo julgando estar desajeitado, e certamente fora retribuida.

Vamos, vamos, temos que chegar logo, não é? A gente que vai abrir isso aqui.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
SIDA
Admin
SIDA

Mensagens : 882
Data de inscrição : 29/07/2015

Database
HP:
1/1  (1/1)
EP:
1/1  (1/1)
EXP:
1/1  (1/1)

MensagemAssunto: Re: Gayláxia Rosa   Sab Jan 12, 2019 9:50 pm

Elas não tardam a chegar no centro da Estação Sandra Feliciano visto a sua proximidade do porto. Por sorte, os funcionários que cuidam do desembarque e liberam as pessoas com identificação parecem reconhecê-las e nem verificam suas bagagens, apenas as observam com admiração e zelam pela segurança das artistas. Além disso, o caminho é bastante intuitivo e conta com várias placas tecnológicas apontando na direção da casa de shows. Com a aproximação do trio, um segurança ao reconhecer seus rostos se dirige até elas.

— Vocês são as Queendom, não? Por favor, me sigam senhoritas. — E então aponta para uma porta lateral, até onde ele segue e espera para que seja seguido. O homem abre a porta ao chegar lá, apontando para que elas passem. — Por aqui vocês chegarão direto nos camarins, é só seguir o corredor e virar a direita. O show começa em 1 hora, então se preparem.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://greyage.forumeiros.com
U-NEE

U-NEE

Mensagens : 15
Data de inscrição : 26/12/2018

Database
HP:
25/25  (25/25)
EP:
8/8  (8/8)
EXP:
1/1  (1/1)

MensagemAssunto: Re: Gayláxia Rosa   Dom Jan 13, 2019 5:52 pm

Obrigada! — Uriel levantou o rosto por trás das meninas, uma vez que se encontrava basicamente escondida atrás delas. Não tinha muito o que fazer, então, dirigiu-se em direção ao camarim.

Esperava encontrar Tanid por lá.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Amy

Amy

Mensagens : 37
Data de inscrição : 18/12/2018

MensagemAssunto: Re: Gayláxia Rosa   Sab Jan 19, 2019 4:03 pm

Como sempre, Amy sorriu para todos que encontrava no caminho — mesmo que não tenha dito nada —, indo na direção do camarim juntamente as suas amigas.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Ängie

Ängie

Mensagens : 15
Data de inscrição : 29/12/2018

MensagemAssunto: Re: Gayláxia Rosa   Dom Jan 20, 2019 12:45 am

— Obrigada, senhor. — Ängie abriu um sorriso de canto de forma gentil, acenando para os habitantes do local e após isso, seguindo diretamente pelo corredor indicado pelo segurança, ainda guiada por Amy até que chegassem finalmente ao camarim.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
SIDA
Admin
SIDA

Mensagens : 882
Data de inscrição : 29/07/2015

Database
HP:
1/1  (1/1)
EP:
1/1  (1/1)
EXP:
1/1  (1/1)

MensagemAssunto: Re: Gayláxia Rosa   Dom Jan 20, 2019 1:53 am

A fileira de camarins é enorme, provavelmente por conta do tamanho dos eventos que vez ou outra ocorrem ali. Aparentemente o festival mal está pra começar e a platéia está cada vez mais cheia para ver a enorme quantidade de artistas famosos que vão se apresentar ao longo dos três dias nos shows beneficentes. O corredor dos camarins está quase tão agitado quanto dentro da arena, com funcionários andando pra lá e pra cá, carregando roupas e mimos quaisquer para levar aos músicos.

O camarim número dez, indicado por Tanid como onde elas ficariam, é avistado por elas após algum tempo andando em meio àquela confusão pré-show. Ao lado deste, uma garota de estatura baixa e cabelos multicoloridos está parada na frente do camarim número 9, batendo na porta com certa insistência. Ao notar a aproximação das garotas ela vira-se e revela um rosto jovem com alguns piercings e tatuagens espalhadas pelo corpo. Elas podem reconhecê-la assim, é a Chloe D, para quem abririam o show.

Mas que merda, por que você tá demorando tanto? — Ela reclama, num tom de voz mais alto que o normal para que seja ouvida mesmo através da porta. — Ia te chamar pra ir beber alguma coisa antes do meu show, mas caralho, eu tô aqui esperando faz tempo e você tá pouco se fodendo!

A trap star as encara brevemente com estranheza, sem reconhecê-las realmente. Ela não parece pensar muito a respeito, realmente incomodada por seja lá quem estiver no camarim número nove não está respondendo a seus chamados. A garota fecha a cara e assopra uma das mechas de seus cabelos médios que cai na frente de seus olhos.

E vocês, o que querem aqui? Não é possível que deixaram fãs entrarem nos camarins antes do show de novo, não suporto mais isso. — Ela começa, quase para si mesma, mas para pela primeira vez para observá-las direito, logo seus olhos estacionam em Uriel e ali permanecem por algum tempo, como se a analisasse dos pés à cabeça. — E você é...? — Questiona para a mestiça, fuzilando-a com os olhos, como se a testasse, mas já aparenta reconhecê-la de algum lugar.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://greyage.forumeiros.com
U-NEE

U-NEE

Mensagens : 15
Data de inscrição : 26/12/2018

Database
HP:
25/25  (25/25)
EP:
8/8  (8/8)
EXP:
1/1  (1/1)

MensagemAssunto: Re: Gayláxia Rosa   Dom Jan 20, 2019 2:20 am

"Grossa". Não pôde deixar de pensar isso enquanto observava a cena com a cara mais neutra do mundo. Ou ao menos, forçava-se a, as orelhas abaixadas e apontando para à frente entregavam parcialmente seus pensamentos.

Arqueou uma das sobrancelhas, encarando o lugar pronta para entrar, sem mais olhar para a trap star que agora falava sozinha. Privacidade ás vezes era bom, né? Só não esperava que falassem com alguma delas. Por instinto moveu as orelhas antes de virar e ver se era mesmo consigo. Desta vez, prestando real atenção na mulher.

Ela também parecia estranhamente familiar. Não, não era pelo fato de ser uma artista. Parecia algo mais pessoal.

Eu sou U-nee, do Queendom. Prazer em conhecê-la, Chloe D. — Acabou sorrindo, formal, como sempre.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Amy

Amy

Mensagens : 37
Data de inscrição : 18/12/2018

MensagemAssunto: Re: Gayláxia Rosa   Dom Jan 20, 2019 2:58 am

Meus olhos viajaram por todo o lugar, a procura do número 9 em alguma porta enquanto tentava não me distrair e passar direto por ela; eu já fiz isso várias vezes e é péssimo, acredite. Quase não reconheci a porta do camarim por ter uma doida de cabelo curto batendo nela e gritando alguma coisa que eu me neguei a entender o que era, estressada pelo modo apressado dela de falar. Eu hein, parecia uma galinha cacarejando o tempo todo e não calava a boca. Espero que morra.

Encarei o rosto da moça enquanto ela falava, um sorriso de escárnio total assumindo minhas feições. Como ela não me conhecia, talvez parecesse ser até... gentil. Mal sabe ela que na verdade, se eu tivesse uma única oportunidade, tava arrancando os piercings dela um por um, do meu próprio jeito, e depois enfiando a cabeça dela dentro da porra de uma privada e dando descarga até aquela tinta falsa sair sozinha.
Maaas, como eu não podia fazer isso no meu ambiente de trabalho, apenas observei em silêncio enquanto Uriel se apresentava para a titia esquentadinha. Como ela era muito pequena (algo que na Terra conhecemos como "toco de amarra jegue"), eu tinha que olhá-la de cima, deixando toda a minha superioridade escapar enquanto estendia a mão pra ela assim que Uriel terminou de se apresentar, querendo poupar a minha coleguinha.

Desculpa, nós nos atrasamos? — Perguntei com toda a minha falsa inocência, olhando-a de cima a baixo. Precisei de todo o meu auto-controle pra deixar minha mão próxima a ela e não esmagar ela no rosto da mocinha, ainda com a mão estendida. — Você é a estilista que contrataram? Não que eu veja algum problema nisso, adorei suas roupas. É... diferente. Oh! Que falta de educação a minha, nem nos apresentei devidamente. Nós somos as Queendom. Eu sou Amy, essa é U-nee e aquela logo ali a BadBunny. Poderia deixar a gente entrar no nosso camarim, por favor?
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Ängie

Ängie

Mensagens : 15
Data de inscrição : 29/12/2018

MensagemAssunto: Re: Gayláxia Rosa   Qua Jan 23, 2019 5:11 pm

As três desviavam dos passos agitados dos funcionários e artistas que passavam pelo local, — de se esperar, já que seria um evento popular — era tanta correria que não conseguia sequer saber onde se situava o camarim que iriam ficar, porém, continuavam andando e seus olhos se atentavam agora à imagem da garota de cabelos chamativos, não era a tal de Chloe D? Sim! A que abriria o show.
Seus passos cesaram e as sobrancelhas arquearam enquanto a analisava, de cima para baixo. Por que tão rude? Parece que todo mundo tirou o dia pra se estressar. Sabia que Amy não iria deixar barato, como esperado, talvez U-Nee sim.

Somos as Queendom's. Já ouvi falar sobre você, Chloe... D... não é? — Assentiu com a cabeça, antes de puxar Amy para o camarim, e acenar para Chloe. — Temos coisas para fazer. Foi um prazer, tchau tchau, amore. Perdão a pressa.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
SIDA
Admin
SIDA

Mensagens : 882
Data de inscrição : 29/07/2015

Database
HP:
1/1  (1/1)
EP:
1/1  (1/1)
EXP:
1/1  (1/1)

MensagemAssunto: Re: Gayláxia Rosa   Qua Jan 23, 2019 11:39 pm

Os olhos da garota se estreitam com as respostas, tornando-se mais frios e afiados. Um sorriso sádico surge em seu rosto e este aumenta com o tempo, principalmente por conta da acidez de Amy. Ela deixa que seu rosto tombe um pouco para o lado e seus dedos finos tocam sua bochecha e ali permanecem por algum tempo, dançando pela pele de seu rosto jovem e impecável. Seu olhar se mantem em Uriel por algum tempo, como se ignorasse a presença das outras.

Queendom, huh? — Ela parece pensativa por algum tempo, como se vasculhasse sua memória em busca de onde já ouviu esse nome. A educação direcionada a si não recebe atenção alguma. — Hum... São vocês que vão abrir meu show, certo? Tinha ouvido falar no nome, mas não fazia ideia de quem caralhos vocês eram. — Seu olhar então é desviado para Amy ao ser chamada de "a estilista contratada", e a mede dos pés a cabeça, fuzilando-a. — Não sei qual o seu camarim, querida, mas este aqui certamente não é...

A fala da kroyvisiana é interrompida pela súbita abertura da porta ao seu lado, do camarim onde antes ela gritava em busca de alguma atenção. De lá sai um homem humano, moreno e bem arrumado, na faixa dos vinte e poucos anos. Ele boceja, preguiçoso, e ajeita a camisa que veste enquanto traga uma vez mais seu cigarro eletrônico, tentando compreender a situação. Entretanto, quase engasga com a fumaça quando seus olhos cruzam com os da mestiça ali presente.

— Droga, Chloe. Acabei pegando no sono, e... B-Bast? — Ele gagueja, mas assim que nota que o fez se esforça para se recompor. — Você por aqui... E abrindo shows, hein? E vocês devem ser as Queendom. Fiquei sabendo que o show de vocês foi cancelado, é uma pena. Você costumava ficar gata com aquelas roup... — Interrompe a si mesmo quando se lembra de tudo que aconteceu, e provavelmente da presença da garota furiosa consigo ao seu lado. — Bom, acho melhor entrarmos. Logo os shows vão começar e todos precisaremos estar prontos. Vem, Chloe.


Chloe D aperta o braço do homem com certa força e alterna seu olhar entre ele e U-NEE diversas vezes, fuzilando ambos com os olhos. Mas quando o homem que Uriel conhece como Zion a puxa pela cintura para dentro do camarim onde estava anteriormente e fecha a porta atrás de si, a menina cede e se deixa levar, lançando um último olhar provocador na direção da "concorrente".

Zion:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://greyage.forumeiros.com
U-NEE

U-NEE

Mensagens : 15
Data de inscrição : 26/12/2018

Database
HP:
25/25  (25/25)
EP:
8/8  (8/8)
EXP:
1/1  (1/1)

MensagemAssunto: Re: Gayláxia Rosa   Qui Jan 24, 2019 1:04 am

Era provável que Ängie deixasse passar, por ser a "razão" do grupo. Mas por outro lado... Odiaria começar um barraco em meio a um show beneficente depois de toda a merda que aconteceu com as pessoas e tal, sobretudo com a "anfitriã", então, puxou Amy levemente pela manga da blusa como se a chamasse para ir embora, parando gradativamente a medida que a mulher de cabelos coloridos falava. Não conseguia entender o porquê de tanta grosseria dessa tal de Chloe, talvez fosse mimada mesmo? E ela encarava demais...

Poderia ser...?

Oh. — O som saia de seus lábios como se estivesse momentaneamente surpresa, entretanto, as colegas saberiam ser falsa. Foi sínica mesmo. Piscou para Chloe. — Perdão, anjo. Eu não sei o que ouviu por aí, mas eu não sou chegada em mulheres. — E o resto da frase saiu em um tom mais natural enquanto cobria os lábios com uma das mãos. Esperava confiante para ouvir uma próxima resposta, como se tivesse começado a se divertir, um sorrisinho de canto começava a surgir até descobrir de quem era o camarim ao lado.

[...]

Três segundos. Quatro. Quinze. Piscou os olhos algumas vezes. Aí lembrou-se que devia pensar muito bem no que deveria fazer. Dizer. Tudo. Aquele homem poderia acabar com as três ali mesmo, se conseguisse um bom motivo. Bom, precisava ser gentil.

Oe, Marc, manera no fast-food!

Ninguém teria provas de que ela chamou Chloe de porcaria então sorriu e acenou até as duas figuras sumirem de seu campo de visão.

Ninguém mexe com minhas amigas e sai ileso. Porém, eu estou me sentindo particularmente virtuosa hoje. — Limpou a garganta — Oookay! Agora eu quero ver essa platéia dançar! Vibrar! Gritar! Queendom deverá ter a MELHOR abertura! Uma TÃO BOA que esquecerão o resto do show!

Seu discurso era tão determinado e inspirador quanto o de alguém que tem diplomacia nível 2. qq

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Amy

Amy

Mensagens : 37
Data de inscrição : 18/12/2018

MensagemAssunto: Re: Gayláxia Rosa   Qui Jan 24, 2019 1:36 am

O sorrisinho irritante permanecia nos lábios de Amy, que se deixou ser puxada pelas duas amigas porque sabia que, se continuassem daquele jeito, iria pular na cara da garotinha abusada daqui a alguns bons segundos. Foi andando com as suas amigas quando um vestígio de surpresa passou pelos seus olhos quando ela viu o moço sair do camarim, estreitando os olhos na direção dele por alguns momentos antes de, simultaneamente, encarar Uriel. Havia algo de errado acontecendo bem debaixo de seu nariz, e não podia deixar de querer saber o que era.

Mas, não era importante... ao menos não naquele momento.
Encarou Uriel e o seu estranho momento Winx, curiosa. Estreitou os olhos na direção dela, achando engraçado quantas vezes havia feito aquilo naquele dia.

Mas Uri~ — A voz manhosa de Amy já denunciava que o que ela diria ou faria não seria lá muito bom. — O que você tem com aquele bonitão de lá de trás, hm? Pensei ter ouvido ele te elogiar. Tem alguma coisa que você queira contar pra gente?
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Ängie

Ängie

Mensagens : 15
Data de inscrição : 29/12/2018

MensagemAssunto: Re: Gayláxia Rosa   Qui Jan 24, 2019 9:48 am

Ängie adentrou o camarim perplexa e de lábios semi-abertos depois de tudo que ouviu sair da boca do homem. Que se engasgou legal, e ela também, com aquela fumaça toda. De resto, apenas ignorou a troca de olhar entre as garotas enquanto as puxavam. Seu olhar semicerrado agora, se direcionava à uma Uriel como um "Seeeei, hum."
Se acomodou numa das três cadeiras viradas para os espelhos, pegando um píncel para blush, deslizando-o suavemente pelas bochechas.
Tem razão, Amy. — Sua cadeira se voltou totalmente para U-Nee, a expressão que fizera foi um "Tô de olho", seguido de uma risada baixa. — O que quer nos contar...?
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
U-NEE

U-NEE

Mensagens : 15
Data de inscrição : 26/12/2018

Database
HP:
25/25  (25/25)
EP:
8/8  (8/8)
EXP:
1/1  (1/1)

MensagemAssunto: Re: Gayláxia Rosa   Qui Jan 24, 2019 5:04 pm

Todo mundo se engasgava com a fumaça, e ela, Uriel, se engasgava com as palavras de Amy.

... B-bonitão? — Já no camarim, começava a mexer nas roupas. — Ah. O Zion. — Retornava ao natural, embora fosse possível ver um ou dois sinais de raiva em sua respiração ou o jeito de suas mãos tremiam. Seja como for, agora que não havia mais Chloe D na sua frente para provocar, deixou os apelidos de lado e retornou a usar o nome artístico da forma mais formal possível. Era quase se não o conhecesse. ... Talvez não o conhecesse mesmo.

Ele foi um colega de trabalho, antes de eu começar carreira solo. Eu gravei umas faixas pra ele e ele me gravou traumas de relacionamentos. — Deu de ombros, mexendo no cabide de roupas. Passou algumas na frente de Ängie, como se estivesse testando nela. Depois virou-se para o espelho, pegou uns óculos que estavam por cima e avaliou-os. — Eu prometo que conto melhor a história depois, mas ela é sem graça. E isso faz muito tempo também.

Olhou a hora de novo e começou a se arrumar mais rápido para ter algum tempo livre antes do show.

Mais importante... Vocês acham que aquele ataque foi obra da reconquista...? — Poderia parecer louca em questionar algo assim quando os culpados pareciam tão óbvios mas Uriel viu, desde pequena, o pai se relacionar em um ambiente de cobras. Logo, não duvidava de nada.

"Maaanaaaaaaa,
Saudades. Onde tu tá?
Meu show foi cancelado, vim parar num show beneficente.
Quase rolou barraco, tu perdeu."

A mensagem era direcionada ao amigo, "All".
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: Gayláxia Rosa   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Gayláxia Rosa
Voltar ao Topo 
Página 2 de 4Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4  Seguinte
 Tópicos similares
-
» A Cidade Imperial - A Estrada dos Tijolos Amarelos (Crônica Oficial)
» Em busca da rosa perdida- OP para Louise

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
A Era Cinzenta :: Zona RPG :: Campanhas pela Aliança-
Ir para: