Um fórum de RPG interpretativo com tema futurista, livre para quem se interessar e que utiliza de um sistema simples para que qualquer jogador possa entender.
 
InícioCalendárioFAQBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se

Compartilhe | 
 

 Gayláxia Rosa

Ir em baixo 
Ir à página : 1, 2, 3, 4  Seguinte
AutorMensagem
SIDA
Admin
SIDA

Mensagens : 882
Data de inscrição : 29/07/2015

Database
HP:
1/1  (1/1)
EP:
1/1  (1/1)
EXP:
1/1  (1/1)

MensagemAssunto: Gayláxia Rosa   Ter Dez 18, 2018 10:02 pm

Mais um dia, mais um hotel. Desta vez, Kate está de volta à Kasna, sua terra natal. Já é começo de noite, e ela está em uma suíte de um hotel 5 estrelas. Este, conta com uma organização perfeita, com uma cama espaçosa e os lençóis mais bonitos e de melhor qualidade. A parede é na verdade feita de um vidro especial, para que ninguém de fora possa ver o que acontece ali, mas que ela ainda possa aproveitar a paisagem da enorme metrópole.

Sentada em uma cadeira, na frente de uma penteadeira, ela aguarda. Faltam apenas algumas horas para o show desta noite, mas a equipe que deveria produzi-la simplesmente não parece chegar nunca. O que ela sabe que é particularmente estranho, já que o evento estava agendado há alguns meses, assim como todos os preparativos já haviam sido minuciosamente tratados. E então, seu technophone vibra na mesa à sua frente, indicando que uma mensagem foi recebida. É de sua empresária, como ela já podia esperar.

"Amy, querida.
Sinto muito, mas devido ao ataque à Aliança na noite anterior, seu show de hoje teve que ser cancelado. As pessoas começaram a pedir reembolso dos ingressos pelos mais diversos motivos, mas todos ligados ao ataque de alguma forma. Não estava mais compensando, então fomos obrigados a fazer isso, desculpe.

Beijos,
Por favor, tente não tomar café."

Como parte da Aliança, ela já havia ouvido falar muito sobre o ataque, tendo assistido tudo ao vivo na tv. Os jornais, o pronunciamento do conselho e até o vídeo onde o tal Starcaller havia assumido a culpa pela Reconquista.


Última edição por SIDA em Sab Fev 02, 2019 8:47 pm, editado 2 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://greyage.forumeiros.com
Amy

Amy

Mensagens : 37
Data de inscrição : 18/12/2018

MensagemAssunto: Re: Gayláxia Rosa   Ter Dez 18, 2018 10:55 pm

Viado, isso não vai chegar logo não?
Essa era a única coisa que passava pela minha cabeça. Era dia de show e eu tinha arranjado um jeito de ficar ainda mais desocupada, se é que isso era possível; não conseguia mexer na internet porque sabia que se eu sequer chegasse perto do meu celular, começaria a ligar para o meu empresário para saber o diabo do motivo da demora.

Primeiro, eu gostaria de deixar claro que não tô nervosa. Só pra passar o tempo, comecei a mudar as coisas do quarto de lugar, sem conseguir apreciar a maciez das toalhas de banho ou o tecido lisinho da seda dos meus pijamas. Até mesmo mexi nas minhas pelúcias! Eu não mexo nas minhas pelúcias. Só quando tô nervosa. O que eu logicamente não tava. Onde já se viu?! Logo eu, Amy, a idol universalmente famosa e conhecida por ser uma das pessoas mais talentosas de todas as galáxias, além de ter esse rostinho de bebê? É lógico que não sou eu que tô falando, claro. Mas... será que acham isso mesmo? Ai, não começa, Kate.

Sentei na minha penteadeira, começando a encarar o meu reflexo. Não devia ter acontecido nada demais... ou ao menos era isso que eu esperava. Passei a língua nos meus lábios ao notar que eles tinham ressecado, respirando fundo. Aquilo não devia estar acontecendo! Era pra tudo acontecer perfeitamente, mas a hora no celular me dizia que estavam todos atrasados. Por que isso tem que acontecer comigo?

Tudo bem, Amy. Não aconteceu nada dem- — Fui interrompida pelo barulho do meu próprio technophone, pegando tão rápido que quase derrubei ele no chão. Na verdade, eu nem lembrava que ele tava ali. Enfim! Não é esse o foco de agora. Foco, Amy. Li rapidamente a mensagem com os olhos, abrindo um sorriso amargo ao terminar de ler. Era melhor não ter lido. Em algum lugar na minha cabeça uma Amy 2 concordou muito comigo e tá brava, mas a Amy 3 quer chorar. Não chore, Amy 3. Controle-se.

Não demorou para eu levar meus dedos furiosos ao botão de áudio, controlando-me para não destruir todo o quarto. — Escuta... tá tudo bem por aí? Você tem certeza que não dá? É que a gente tá planejando faz tanto tempo... — E pensei duas vezes, cancelando o áudio e começando um novo. — Você não pagou muita coisa? Vai jogar nosso dinheiro no lixo.Não, isso também não...Toma cuidado. — E enviei, escorregando na cadeira. Eu devia estar a cara da frustração no momento.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
SIDA
Admin
SIDA

Mensagens : 882
Data de inscrição : 29/07/2015

Database
HP:
1/1  (1/1)
EP:
1/1  (1/1)
EXP:
1/1  (1/1)

MensagemAssunto: Re: Gayláxia Rosa   Qua Dez 19, 2018 6:18 pm

O local fica silencioso por alguns instantes, o que é incomum para Amy. Sempre com assédio dos fãs e barulhos eventuais de pessoas malucas declarando amor por ela do lado de fora, que descobriram seu endereço sabe-se lá como. A fanbase da estrela está realmente descontrolada, mas não nessa noite.

Após o ataque, todos tem um parente que sofreu ou perdeu algo, e por isso poucos têm tempo para idolatrar uma musa. Pela primeira vez em muito tempo, Amy está com a inbox de suas redes sociais parada e com seu nome fora dos trending topics. Vez ou outra, na realidade, seu username é mencionado acompanhado de críticas por não ter se posicionado ou promovido caridade com as vítimas do ataque, como outras celebridades interesseiras já fizeram.

"Meu bem, por favor, seja paciente;
As pessoas agora estão preocupadas com outras coisas, só é uma pena que aconteça bem no auge da sua carreira;
Mas você é linda e gostosa, ninguém vai te esquecer;
Eu acho;
Arrasou com aquele look no último festival;
Sei que foi do nada, tava passando aqui no meu feed;
AAAAAAAAAAI QUE REGATA LINDA ME EMPRESTA;
Miga desculpa tenho que gerenciar o show beneficente em Marte;
Tem muito artista top convidado;
Ah, você não foi convidada rs;
Tem problema não gata, se quiser te arranjo um lugar;
Pode abrir pra alguém;
Vai ser um jeito legal de fazer as pessoas lembrarem de você;
Mas só se me arranjar aquela regata;
Não vou mandar beijo porque não faz sentido. Vocês aliens são todos estranhos;
Beijo é o contato direto de um órgão do sistema digestivo com a pele;
Ou pior, com outro órgão do sistema digestivo;
Que nojo!"


A empresária de Amy é Tanid, uma garesiana pra lá de esquisita. Embora seja uma das poucas dessa raça no ramo do entretenimento, ela conserva traços marcantes da personalidade garesiana, como seu garbo, os pensamentos rápidos e muitas vezes desconexos e o jeito extremamente irritante de digitar. Apesar disso, ela têm os melhores contatos e gerencia os melhores eventos.



Última edição por SIDA em Qui Dez 27, 2018 5:47 am, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://greyage.forumeiros.com
Amy

Amy

Mensagens : 37
Data de inscrição : 18/12/2018

MensagemAssunto: Re: Gayláxia Rosa   Qua Dez 19, 2018 7:09 pm

Experimentei pegar o meu celular mais uma vez, tentando sair daquela bad vibe que eu havia me metido. Navegando pelas redes sociais, notei que pela primeira vez em muito tempo as pessoas não estavam falando de mim em tudo que é lugar; como podem esses traidores fazer isso comigo? Até mesmo a minha fanbase no Twitter estava silenciosa, a não ser por uma mera publicação que tentava me defender de alguma coisa. Me inclinei na cadeira que eu estava sentada pra prestar mais atenção no que estava escrito, lendo como sempre com a mesma rapidez que eu fazia qualquer outra coisa que me tomava a atenção. Enfim. Minha fanbase tentava se defender de algumas pessoas — que eu inclusive me lembrava de estar jogando hate em mim fazia um tempinho — que falavam mal de mim por não ter me posicionado por alguma coisa, que aparentemente era importante. Alguma coisa sobre prestar condolências... ué. Procurando por mais coisa no Twitter, pude ver que tinha acontecido um atentado em algum lugar. Geente, as pessoas ainda fazem essas coisas hoje em dia? Sério mesmo? Eu não mereço um negócio desses. Infelizmente, muitas pessoas morreram... uhum... mas não tem nenhuma notícia de animalzinho! Por que ligaram tanto? Enfim. Viado, é sério mesmo que meu show foi cancelado por causa disso? Me vi irritada quando comecei a pensar demais naquilo, arremessando meu celular em cima da mesa mais uma vez.

A animação voltou a mim quando ouvi meu celular vibrar mais uma vez, pegando-o tão rápido quanto havia o largado — e sem quase derrubar dessa vez. E, novamente, o destino fez uma com a minha cara. A raiva ia subindo conforme eu ia lendo o que aquela vagabunda do caralho tinha dito, uma risada irônica saindo do fundo da minha garganta, carregada de raiva e mais alguns sentimentos que eu prefiro não divulgar, porque se eu o fizesse, com certeza iria presa.

Como assim? Abrir um show pra alguém? Quem ela pensa que eu sou? — Total incredulidade era a única coisa que dava para captar de minhas palavras. E daí que eu tava falando sozinha? Precisava extravasar. — Quem essa vagabunda pensa que eu sou? — E me levantei de súbito, começando a andar de um lado para o outro com a conversa aberta, querendo arremessar o aparelho no chão. — Quer saber? Vai se foder. Eu vou arrumar outra empresária. Mas ela é a melhor. Mas não dá pra ficar com ela. Mas... FICA QUIETA, KATE. SE ACALMA! — Me joguei na cama com a maior força que eu conseguia, querendo me machucar. Mas, era tão macia... isso me irritava. Como pode a droga de uma cama ser tão macia? Esmurrei o colchão com toda a minha força, arremessando um dos travesseiros de penas de algum animal que eu não sabia do outro lado do quarto. Peguei o outro e o abracei, enfiando minha cara nele e gritando, dando o famoso chilique.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
SIDA
Admin
SIDA

Mensagens : 882
Data de inscrição : 29/07/2015

Database
HP:
1/1  (1/1)
EP:
1/1  (1/1)
EXP:
1/1  (1/1)

MensagemAssunto: Re: Gayláxia Rosa   Qua Dez 19, 2018 11:51 pm

Mais uma vez, Amy se vê sozinha. No seu quarto, cheio de posters dela mesma e presentes de fãs alucinados, a única coisa que realmente se destaca é a forte chuva do lado de fora. Sua carreira estava deslanchando, e sua presença era requisitada em todo tipo de evento. Tudo isso até o dia anterior.

Seu tecnophone ainda está ali, esperando uma resposta assim como sua empresária. Ao mesmo tempo, um mundo que está se tornando cada vez mais caótico se revela. São nos momentos mais difíceis que as pessoas precisam se provar.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://greyage.forumeiros.com
Amy

Amy

Mensagens : 37
Data de inscrição : 18/12/2018

MensagemAssunto: Re: Gayláxia Rosa   Dom Dez 23, 2018 2:26 pm

Mas... talvez não seja tão culpa dela assim...
Afastei lentamente o travesseiro do meu rosto quando terminei de gritar — inclusive agradeci mentalmente pelo fato do som ser abafado no quarto — e lambi os lábios mais uma vez, encolhida na cama. Agora somente abraçava o objeto fofinho, pensando sobre o que faria agora. Seria ruim pra minha carreira se eu ficasse parada, não? E talvez fosse uma boa surpresa eu aparecer lá. Sem perceber, eu já estava esgueirando a minha mão pela cama para pegar o meu technophone, que ainda estava aberto na conversa da senhorita minha empresária, e digitando uma nova mensagem.

"Tudo bem, manda alguém me buscar. E eu empresto a regata, não se preocupe~ Vou pro aeroporto, beijinhos"


Foi a resposta que dei. E sim, os beijinhos foram de propósito. Me levantei preguiçosamente da cama, desistindo de relutar de qualquer forma; eu ficaria bem. Mesmo abrindo um show. Tudo bem, Amy. Tudo bem. Amy 3, não chore. Peguei a minha mala mais uma vez — que por algum milagre ainda estava perfeitamente arrumada — e coloquei a regata que ela tinha mencionado, juntamente a algumas roupas que eu usaria por lá. Precisaria que ela mandasse mensagem para toda a minha equipe, mas acho que a Tanid não é tão burra. Ou é. Enfim! Peguei meu óculos de sol e coloquei no rosto, rumo a saída do quarto.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
SIDA
Admin
SIDA

Mensagens : 882
Data de inscrição : 29/07/2015

Database
HP:
1/1  (1/1)
EP:
1/1  (1/1)
EXP:
1/1  (1/1)

MensagemAssunto: Re: Gayláxia Rosa   Ter Dez 25, 2018 8:26 pm

"FAN-TÁS-TI-CO;
Eu vou te mandar uma nave;
Vai ser difícil arranjar uma boa porque tá tudo um caos;
Você vai ter que conhecer o Roni;
O Roni é estranho;
Hihi;
Meu bem ele tá indo aí agora mas tá ZANGADÍSSIMO;
Ah e eu tive que pedir no pool porque tá foda;
Mas você é guerreira;
Kroyvisiana de respeito;
Posta um stories que seus fãs vão ficar loucos de saber que você usa o pool;
Gente como a gente, sabe?;
NÃO ESQUECE DA MINHA ROUPINHA!"


Os grandes corredores do hotel onde Kate está são luxuosos e bem decorados, e o melhor é que a estrela não pagou por absolutamente nada. Como é de costume que artistas famosos postem suas localizações nas redes sociais, nada é melhor para o hotel do que uma divulgação gratuita de uma revelação ascendente como Amy, que é apenas mais uma das hóspedes universalmente conhecidas que já se hospedou naquele lugar.

— Ahn... g-gostaria de algo, s-senhorita Amy? — Diz um empregado do hotel que anda pelos corredores carregando uma bandeja. Ao julgar pelo seu nervosismo e seu queixo caído, é claramente um fã. — S-Seria um prazer realizar qualquer desejo seu.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://greyage.forumeiros.com
U-NEE

U-NEE

Mensagens : 15
Data de inscrição : 26/12/2018

Database
HP:
25/25  (25/25)
EP:
8/8  (8/8)
EXP:
1/1  (1/1)

MensagemAssunto: Re: Gayláxia Rosa   Qui Dez 27, 2018 3:05 am

O dia anterior tinha sido uma droga. Assim como tantos outros havia planejado um dia relaxante de compras antes de um show. O grupo ainda não havia sido oficialmente anunciado(embora houvessem especulações) e aquela era uma ótima oportunidade para isso. Entretanto, devido aos ataques os quais eu também havia sido vítima por estar no dito lugar(e com o péssimo hábito de não avisar ninguém), não somente tinha sido um problema horrendo conseguir sair inteira, ajudar gente que eu nem conhecia a sair inteira, mais aquelas multidão de fotógrafos e repórteres depois.

Se eu não fosse tão religiosa, teria jogado minha bolsa em um deles.

Naturalmente, eu tinha sido informada do cancelamento do show. Custou uma dose EXTRA de força para não ficar extremamente irritada, mas o horror de café que eu tomei antes de vir aqui ajudou. Eu ainda carregava dois daqueles copos enormes. Ainda estava quente. Conhecendo Amy eu sabia que a essa hora ela devia estar emputecida da vida.

Eu não pude deixar de sorrir ao ver o fã dela. No entanto, era um sorriso mais cansado, diferente do habitual.

Yo. — Cumprimentei-os enquanto passava pelo lado dele. Ele parecia um bobão. E era muito fácil ler a mente dele através das expressões faciais.

Posso falar com você, Kay?

Esperaria ficarmos a sós, ao menos. Mas parecia que ela ia sair agora.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Amy

Amy

Mensagens : 37
Data de inscrição : 18/12/2018

MensagemAssunto: Re: Gayláxia Rosa   Sab Dez 29, 2018 1:16 pm

Eu ia avançando no corredor e lendo as mensagens no meu celular, me assustando brevemente quando escutei alguém falando o meu nome. Era um rapaz, pelo uniforme devia trabalhar no hotel. Coitadinho~ Parecia tão nervoso que eu até esqueci dos meus estresses por um momento, levantando o óculos pra sorrir pra ele, querendo tranquiliza-lo de alguma forma.

Oi! Nossa, você me pegou numa hora ruim. Eu tava até indo embora agora — Meu sorriso se tornou triste. Eu adoraria muito dar atenção a aquele jovem, mas infelizmente, o dever me chamava. Pousei as mãos na cintura, encarando-o. — Mas, se eu voltar, faço questão de vir atrás de ti. Qual é seu nome mesmo?

Fiz questão de trata-lo bem, independentemente dos acontecimentos. Será que quem visse de fora acharia estranho uma superstar famosa como eu dar atenção ao meu maravilhoso fã que havia aparecido de não sei onde? Mais uma vez, uma aparição repentina me atrapalhou no que eu ia fazer, mas dessa vez eu conhecia a voz. Suspirei de alívio ao ver a cabeleira branca que tanto me confortava, me aproximando da minha companheira de grupo e a dando um meio abraço, entrelaçando nossos braços.

Desculpa, a gente tá meio atrasada. Até outro dia! — Acenei para o jovem trabalhador, começando a puxar Uriel pelo corredor, na direção do elevador. — Mulher, tu não tem noção. Acho que tu já sabe que nosso show foi cancelado, mas a nossa empresária arrumou uma apresentação em Marte, pra não passar em branco. Ela é uma vaca, mas ao menos deu outra oportunidade.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Ängie

Ängie

Mensagens : 15
Data de inscrição : 29/12/2018

MensagemAssunto: Re: Gayláxia Rosa   Sab Dez 29, 2018 3:14 pm

Ängie deslizava a ponta dos dedos levemente sujos de Doritos pela tela do Ä-phone enquanto aguardava prontamente as outras garotas no térreo, distraída com o Doritos e os tweets. Sim, ela sempre apelidava seus aparelhos com algum nome esquisitamente adorável ou que envolvia seu nome, de cara, uma pequena bolinha de notificação surgiu repentinamente no canto superior da tela. Era a empresária! E empolgadamente abriu um sorriso nos lábios sujos de um pózinho laranja, quase saltitou na expectativa de mais notícias sobre o show. Mas ao abrir a mensagem, era totalmente o contrário do que esperava.
O show... cancelado? Mas a gente tava tão... tão empolgada com ele! E agora? Amy vai ficar furiosa, ou já está. E Kitty, não...
Seu sorriso se desfizera na hora. Ela sabia o quanto era importante o show e lamentava o quanto tiveram gastado e investido com os preparativos. Mas com todo aquele caos recente, havia uma justificativa. Pessoas sofreram com tamanha violência dos rebeldes.
Song, o seu robôzinho que tinha até redes sociais, a enviou uma mensagem que provocou um alívio imediato no momento.

"Ängie, fiquei sabendo que o show foi cancelado... você estava tão feliz com ele, eu sei, mas não se preocupe, certo? Tudo vai ocorrer bem! Você e suas amigas ainda terão muitos! E eu estou aqui e quero ver um sorriso nesse rostinho sempre, vocês arrasam garotas!

x.o.x.o,
Song."


— Ah, Song... eu não podia ter uma companheira-robô melhor do que você!
Sei que nunca terei.


Guardou o Ä-phone no bolso da jaqueta, desejando um descanso daquelas telas cheias de e-mails, ligações não atendidas desde... semanas atrás. Enfim, aproveitava o pouco tempo que tinha comendo e bebendo na poltrona extremamente coooonfoortáaaveeel, com o boné caindo sobre os olhos sonolentos e a franja.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
SIDA
Admin
SIDA

Mensagens : 882
Data de inscrição : 29/07/2015

Database
HP:
1/1  (1/1)
EP:
1/1  (1/1)
EXP:
1/1  (1/1)

MensagemAssunto: Re: Gayláxia Rosa   Sab Dez 29, 2018 6:42 pm

O garoto permanece imóvel, piscando várias vezes seguidas como se estivesse se perguntando se aquilo estava mesmo acontecendo. Sabia que Amy estava hospedada ali, mas jamais imaginaria encontrá-la, e ainda logo depois de um dia tão cansativo de trabalho. Ainda assim, a beleza da idol parece hipnotizá-lo. 

Ele fica ainda mais sem graça com a notícia de que ela já está indo embora. Nem poderia servir algo pra ela, nem criar coragem para pedir um autógrafo, uma foto, qualquer coisa. O bom tratamento, entretanto, faz com que ele se alegre um pouco também.

— C-claro, sem problemas s-se-senhorita. A última coisa que desejo é atrapalhá-la. — Ele responde, acanhado, desviando o olhar para o chão. — M-muito obrigado, i-isso me deixa muito feliz. M-meu nome é Daksh...

A frase é interrompida pelo fã quando U-NEE subitamente aparece ao lado deles e se dirige aos mesmos normalmente. O queixo do pobre garoto cai, embasbacado com tudo aquilo. Permanece paralisado por algum tempo, e quando finalmente se dá conta elas já estão indo embora. Ele sente que mal consegue respirar, e o rosto do menino torna-se cada vez mais vermelho.

— C-certo, s-senhoritas. E-eu... Soumuito fãde vocês... E-evocêsãoaindamaislindaspessoalmente! — Ele dispara as palavras, emocionado com tais presenças em seu tão singelo trabalho.



Daksh:
 


Última edição por SIDA em Sab Dez 29, 2018 7:55 pm, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://greyage.forumeiros.com
SIDA
Admin
SIDA

Mensagens : 882
Data de inscrição : 29/07/2015

Database
HP:
1/1  (1/1)
EP:
1/1  (1/1)
EXP:
1/1  (1/1)

MensagemAssunto: Re: Gayláxia Rosa   Sab Dez 29, 2018 7:28 pm

Ängie pode sentir seu Ä-phone vibrar e emitir um bipe no bolso de sua jaqueta alguns instantes depois de ela já começar a cair no sono pouco a pouco. Logo em seguida do primeiro bipe, vários outros começam a ser emitidos pelo aparelho, como se fossem disparos. Disparos de notificações, é claro. Pela quantidade de mensagens recebidas, algo muito sério teria que estar acontecendo, ou é sua empresária mesmo. Como o show já foi cancelado, só poderia ser a segunda opção, é claro.


"Querida, o show foi cancelado;
Desculpa;
Imagino que a Amy já tenha avisado você;
É que tá difícil aqui, viu;
Queria ter avisado antes;
Não fica magoada, amo todas vocês;
E suas roupas lindas, claro;
Mas a retardada da figurinista perdeu metade das roupas;
Sobrou tudo pra eu tentar resolver;
Não a figurinista do show de vocês;
A de um show muito top aqui em Marte;
Tem vários artistas confirmados;
Vocês não foram convidadas;
Mas uma empresária linda aqui deu um jeitinho;
Então acho que ela merece um presente;
Me empresta aquela saia maravilhosa que você tava usando nessa penúltima foto do seu insta?;
Vai combinar com a regata que a Amy vai me emprestar;
Cê tem que ver, é linda;
E ela também disse que vocês vão abrir um show;
Vai dar um up na carreira de vocês;
Não se preocupa;
O Roni tá indo buscar ela;
Posso mandar alguém pra te buscar também;
Mas vai ter que ser pool;
Tá foda;
Mas manda a saia, tô merecendo."
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://greyage.forumeiros.com
Ängie

Ängie

Mensagens : 15
Data de inscrição : 29/12/2018

MensagemAssunto: Re: Gayláxia Rosa   Sab Dez 29, 2018 8:40 pm

Estava quase caindo naquele belo sono com o conforto do couro da poltrona que afundava a cada vez que se movimentava, era tão boa... poderia até comprar uma para si mesma.
Como se já não bastasse, seu Ä-phone emitia o "bipe" das notificações continuamente e vibrava como nunca, assustando-a, quase derrubara o pacote de Doritos no chão. Iria ser uma tragédia. Doritos são sagrados.
Seria Song novamente? Sua robô tinha esse hábito de mandar mensagens umas atrás das outras, e na maioria das vezes eram um flood de imagens de animais fofos que costumavam trocar uma com a outra. Retirou o Ä-phone rapidamente da jaqueta, abrindo a mensagem. A empresária! Qual seria a notícia de agora? Esperava que fosse uma boa, ao menos. Até deu um longo suspiro antes de ler.
E no fim, era uma notícia boa.
Graças ao Deus dos Doritos e dos refrigerantes. Tenho a fé. — Disse para si mesma, em um tom baixo, antes de responder a mensagem.

"Poxa, Tanid.
Obrigada por isso, foi realmente chato esse cancelamento.
Amy deve ter explodido o quarto dela, coitada. E Kitty também deve ter ficado irritada.
Mas tô confiando, hein? Espero que você continue nos dando força. Eu empresto a saia, mas não usa muito não tá?
Não pode repetir muito, né?
Você merece. Beijinhos.
<3"

Após a mensagem, pôs o celular no braço da poltrona, ajeitando a postura desajeitada. Não podia ser vista naquele estado.
Retirou o pequeno espelho do bolso, ajeitando as mechas rebeldes do cabelo.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
U-NEE

U-NEE

Mensagens : 15
Data de inscrição : 26/12/2018

Database
HP:
25/25  (25/25)
EP:
8/8  (8/8)
EXP:
1/1  (1/1)

MensagemAssunto: Re: Gayláxia Rosa   Seg Dez 31, 2018 5:20 pm

Uriel ainda não havia se acostumado com a empresária nova. Mas deveria admitir que ela era mais competente que Allen em certos aspectos, mesmo sendo pra lá de esquisita.

Mesmo? Eu não recebi mensagem nenhuma. Na verdade, eu tinha vindo para r--oi?— Falava mais baixo que o usual enquanto passava um dos copos de café para Kate e silenciava-se ao escutar as palavras do fã.

Uriel olhou Kate novamente, para ver a reação dela e acabou falando a primeira coisa que lhe passou pela cabeça.

Você é um fofo! Obrigada!

As palavras sinceras foram ditas enquanto afastava-se, junto a amiga. Uriel sabia que não poderia parar de andar, uma vez que cumprimento de horários é quase uma obrigação quando se tem um pai Iormashiano.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Amy

Amy

Mensagens : 37
Data de inscrição : 18/12/2018

MensagemAssunto: Re: Gayláxia Rosa   Seg Dez 31, 2018 5:39 pm

Valeu — Peguei o copo de café com a mão que não puxava Uriel impacientemente, tomando um longo gole. Soltei o ar pela boca quando senti o líquido quente descer pela minha garganta direto; agora que eu estava longe do rapaz, parecia 5x mais irritada. E eu estava. Pra mim não fazia sentido que Tanid simplesmente jogasse meses de arrumações e treinamento pra ter um show que fosse ao menos decente por uma abertura de show, de todo jeito. Não seria melhor se ela simplesmente adiasse a droga do show? — Ah, vai dizer que ela não te avisou? Nosso show foi cancelado pelo ataque em Gradópolis e nós vamos agora abrir pra algum cantor aleatório, e essa vai ser a estreia do nosso grupo.

Não poupei ironia e desdém ao contar o acontecido para a companheira, impacientemente apertando o botão do térreo ao entrar no elevador. Tomei outro longo gole de café, tentando esfriar um pouco os meus pensamentos antes que eu comprasse uma nave só pra derrubar a casa daquela filha de uma prostituta intergalática. Olhei para Uriel, curiosa.

E tu? Tava onde? — Lancei a pergunta no ar, voltando a olhar pra frente. — Sumiu do nada sem avisar pra onde ia de novo. Quase que a retardada morre. Ah, falando nisso, a outra tá esperando a gente lá embaixo.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
U-NEE

U-NEE

Mensagens : 15
Data de inscrição : 26/12/2018

Database
HP:
25/25  (25/25)
EP:
8/8  (8/8)
EXP:
1/1  (1/1)

MensagemAssunto: Re: Gayláxia Rosa   Seg Dez 31, 2018 5:55 pm

Eu olhei em volta. Por sorte o elevador estava vazio, então eu podia falar.

MAS QUE FILHA DE MIL PUTAS — Aquele foi o gatilho. Respirei. Por algum momento fazia sentido SÓ EU não receber mensagens. Eu demorava pra estourar, mas ás vezes fazia alguns barracos. Velhos hábitos não morrem fácil. Bom, eu sabia do cancelamento, mas eu não sabia que o que ela tinha arrumado era... — ALADAS...!— Tomei um gole do meu café. Eu tinha feito muito bem em trazer dois.

Um pouco mais calma, retornei a conversa.

Eu estava em Grandópolis, — Tomei outro gole, maior dessa vez. Me senti tonta só de lembrar de toda aquela cena problemática. Ao ouvir que Ängie quase morreu, não pude deixar de me sentir mal. — ajudei a evacuar, os soldados pareciam meio devagar.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Amy

Amy

Mensagens : 37
Data de inscrição : 18/12/2018

MensagemAssunto: Re: Gayláxia Rosa   Seg Dez 31, 2018 6:05 pm

Pois é — Disse em resposta ao grito dela, agora mais melancólica. Um sorriso frustrado tomou as minhas feições, tornando a cena ainda mais incrível, afinal era muito inédito que alguém mudasse de sentimentos tão rápido, principalmente eu que tava completamente emputecida. Bom, fazer o que, né?

Ela teve minha atenção assim que mencionou o nome Gradópolis. Me encostei na parede do elevador, me desgrudando dela.

Como tá por lá, Uri? Ouvi dizer que a situação ficou foda. — Dei outro gole no meu café, chacoalhando o copo plástico para constatar que já estava acabando. Eu sentia os efeitos da bebida se apossando dos meus sentidos pouco a pouco, a mente a mil; havia sido por isso que Tanid havia me dito para não tomar o líquido, uma vez que eu me tornava completamente pirada quando o fazia. — Fico feliz que cê tenha voltado bem, na real.

Meus fãs estavam jogando hate em mim por não ter me posicionado — Murmurrei, me tornando meio melancólica. Era sempre assim: eu nunca ligava na hora, somente depois que pensava direito sobre os acontecimentos. — Mas eu tava a mil com tudo isso, sabe? O que eles querem que eu faça? Não posso lidar com essa merda toda sozinha.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
U-NEE

U-NEE

Mensagens : 15
Data de inscrição : 26/12/2018

Database
HP:
25/25  (25/25)
EP:
8/8  (8/8)
EXP:
1/1  (1/1)

MensagemAssunto: Re: Gayláxia Rosa   Ter Jan 01, 2019 2:28 pm

Subitamente, parecia que tínhamos invertido agora e quando percebi, eu estava sorrindo de novo. Meio triste, mas sorrindo. Era algo inédito. Mesmo.

Foi... — Levei minha mão até a boca, fechando-a. Lembrar daquela cena toda me deixava desconfortável. — Horrível. Eu não esperava que terroristas tivessem a audácia de atacar num dia daquele e o fato de ter tanta gente envolvida nessa rixa idiota não me deixou nem a oportunidade de ficar irritada... — Pausei. — ... Até agora. Obrigada, Kay. — Dei-lhe um tapinha nos ombros, embora minha vontade fosse de abraçar as duas - Ängie e Kate -.

Depois, voltei a conferir o aparelho, eu não tinha visto os posts. Não tinha tido tempo, realmente. Ajudar quem estava correndo risco naquele exato momento, durante o ataque, era mais importante do que olhar redes sociais. Eu checaria o que os posts falavam depois e pensaria em algo.

Eu poderia ter dito o que eles queriam que ela fizesse também mas esse não é o tipo de coisa que uma conversa de elevador pode resolver. No mais, ficaríamos ainda mais sentimentais aqui e... Não. Nope.

Tudo bem, não precisa mais lidar com nada sozinha. Ok? — Mantive um tom seguro no que eu estava falando e assim que o elevador abria a porta, eu puxava-a pelo braço em direção a Ängie.

Falar em Ängie, estranho eu não tê-la visto quando eu subi. Ela estava se escondendo?
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Amy

Amy

Mensagens : 37
Data de inscrição : 18/12/2018

MensagemAssunto: Re: Gayláxia Rosa   Ter Jan 01, 2019 4:12 pm

Obrigada.

Não pude falar muito — afinal as portas do inferno haviam sido abertas —, mas eu tinha certeza que ela sabia o quão aquilo era importante pra mim. Me deixei ser puxada na direção da Ängie, que eu inclusive nem sabia onde tava, presa em pensamentos. Na verdade, aquilo só durou até alguns segundos depois, porque eu acabei decidindo que nenhuma daquela merda valia a pena. Pra que se preocupar se vai todo mundo morrer?

Ängie! — Gritei, me aproximando dela e tomando o último gole do café. Arremessei o copo com uma destreza que nem eu sabia de onde tinha vindo no lixeiro mais próximo, pegando o Doritos dela logo em seguida. — Se você ficar comendo essas porcarias vai engordar. Deixa que eu como pra você. — Enquanto eu falava, eu tirava um punhado do salgadinho e enfiava na boca.

Encarei Uriel, movendo a cabeça na direção da outra querendo que ela limpasse minha barra e contasse os acontecimentos pra garota. Sabe como é, né? Estrela não pode comer e falar ao mesmo tempo.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Ängie

Ängie

Mensagens : 15
Data de inscrição : 29/12/2018

MensagemAssunto: Re: Gayláxia Rosa   Ter Jan 01, 2019 4:46 pm

Finalmente, era só o que podia pensar no momento em que as garotas vinham em sua direção juntas.
Um sorriso imediato surgiu em seus lábios, levantando da poltrona de súbito, enquanto via seu sagrado Doritos ser devorado por Amy, era A Amy, então não dera importância.

— Ai meu deus. Amy, você tá bem? E você, Kitty? — Dissera, enquanto apalpava as bochechas de ambas, como uma mãe preocupada, talvez fosse exagero. Talvez, talvez. — Nem acredito que nosso show foi cancelado... e alguns de nossos fãs nem tiveram tanta empatia. Foi difícil, né. O que a gente pode fazer? Também fomos afetadas. Mas venham cá!

Puxou-as para um abraço um tanto apertado, quase esmagador, mas de fato que precisava daquilo. E sabiam como Ängie era.

— Vocês demoram, hein! Pelo amor, viu... se não fosse os meus refrigerantes e isso ai que você tá se acabando de comer, eu morreria de tédio. — Dramatizava, enquanto fazia um biquinho esquisito, com as mãos apoiadas na cintura. — Vamos, hoje é dia de brilhar, cadê nosso carrão, migas?

Enviado pelo Topic'it
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
U-NEE

U-NEE

Mensagens : 15
Data de inscrição : 26/12/2018

Database
HP:
25/25  (25/25)
EP:
8/8  (8/8)
EXP:
1/1  (1/1)

MensagemAssunto: Re: Gayláxia Rosa   Qua Jan 02, 2019 2:01 am

Eu estou bem. Estou melhor agora. — E olhei para Kate devorando os salgadinhos. Parece que eram mágicos. Acabei fazendo uma cara emburrada ao ter a bochecha apalpada, mas o simples fato de eu não ter me afastado ou reclamado a respeito indicava que eu apreciava o gesto de afeição. Ou no mínimo, o respeitava.

Nem me fala, ainda não abri as redes. Vou esperar para me pronunciar sobre isso mais tarde. — O "lá" ao me referir as redes sociais poderia soar estranho para quem não sabia que eu estava no local do incidente.

Dei um tapinha nas costas de Ängie, a princípio. Mas logo cedi a aquele abraço coletivo sem medir força, assim como ela. Havia um sorriso mais aliviado que os anteriores no meu rosto.

Desculpa, desculpa. Agora vamos? Pegará realmente mal se nos atrasarmos. Eu explico a história no transporte ma-- — E então me ocorreu algo. — Mas vocês que estavam nas redes, não viram nada a respeito...? Nenhuma foto minha por aí?

Minha reação era de surpresa. Se fosse verdade que as fotos tiradas de mim no local não tinham vazado ainda, talvez eu devesse agradecer por ter mais uns momentos de "paz".
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
SIDA
Admin
SIDA

Mensagens : 882
Data de inscrição : 29/07/2015

Database
HP:
1/1  (1/1)
EP:
1/1  (1/1)
EXP:
1/1  (1/1)

MensagemAssunto: Re: Gayláxia Rosa   Qua Jan 02, 2019 4:41 pm

Próximo a onde elas conversam, está o balcão da recepção do hotel. Dali surge uma loira de meia idade, que apoia seu corpo no mesmo para aproximar-se das garotas, e talvez também tentar entender sobre o que elas falam. A mulher limpa a garganta, buscando chamar a atenção das estrelas.

━ E então garotas, já estão indo embora? ━ Ela questiona, interessada. ━ Ouvi dizer que vocês vão abrir o show beneficente em Marte. Ah, isso vai ser incrível! Infelizmente vou estar trabalhando, mas juro que vou ver a transmissão aqui do hotel! ━ Exclama, animadíssima com tudo aquilo.

Simultaneamente, as três podem sentir seus devidos technophones vibrarem várias vezes seguidas. São múltiplas mensagens de Tanid, o que já estava tardando demais a acontecer, visto que o horário das garotas torna-se cada vez mais apertado.

"Meninas, o Roni chegou;
Vão logo porque ele tá puto;
Ele disse que parou no hangar A-121;
É pertinho daí;
Tomem cuidado;
A quantidade de decibéis que ele emite por segundo é inacreditável;
Maior do que a dos microfones de vocês;
E preciso de vocês inteiras pro show;
Tô esperando aqui em Marte;
Cheguem logo com as minhas roupinhas;
Antes que a incompetente da figurinista me enlouqueça."
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://greyage.forumeiros.com
U-NEE

U-NEE

Mensagens : 15
Data de inscrição : 26/12/2018

Database
HP:
25/25  (25/25)
EP:
8/8  (8/8)
EXP:
1/1  (1/1)

MensagemAssunto: Re: Gayláxia Rosa   Qua Jan 02, 2019 4:56 pm

Limpei a garganta, procurando sair daquele momento emocional e acenei para a senhora com um sorriso.

É uma pena que não possa ir. Mas obrigada! ━ Esse tipo de frase era algo que saia da minha boca quase por automático, quase sempre, quando eu estava fora de ação - ou seja, fora de minhas rimas -.

Achei que meu technophone estava quebrado, não é normal ele vibrar tanto assim.
Ou não era, Tanid tinha uma personalidade bem diferente do outro empresário.

Eu me senti nervosa ao ouvir falar que ele poderia emitir sons altos. Minha audição é boa. Muito.

E-então melhor irmos.

Não quero deixar o homem mais puto ainda.

Até a próxima! ━ Disse para a loira.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Amy

Amy

Mensagens : 37
Data de inscrição : 18/12/2018

MensagemAssunto: Re: Gayláxia Rosa   Sex Jan 04, 2019 3:17 am

Eu apenas assentia, ocupada com a delícia que estavam aqueles Doritos. Achava engraçado o jeito que Angie agia, principalmente como ela parecia tão... preocupada.

Como toda felicidade dura pouco, meu salgadinho acabou bem a tempo da pergunta de Uriel. Limpei os meus dedos em qualquer lugar da minha roupa que eu sabia que não ia aparecer, novamente pensativa com a pergunta.
Não, eu tava tão perdida na minha própria raiva que joguei o celular longe depois de 3 tweets — Como sempre, fui sincera. Se todo mundo fosse como eu o universo seria bem melhor, sabia? — Mas uma popstar estar ajudando tanto no meio do mundo provavelmente deve ter rendido coisa boa. Não te preocupa, mulher. E a gente devia ir mesm-

Fui interrompida pela chegada da nova moça, colocando automaticamente um sorriso na cara, porque tinha que manter as aparências (infelizmente). Como sempre, aparentei estar 100% interessada na ladainha, mas até que era fofo o carinho que ela exalava; sem perceber, meu sorriso acabou se tornando mais verdadeiro, mais suave.

Que pena, nós iríamos adorar ter a sua presença lá — Não que a gente fosse notar — Mas eu tenho certeza que a transmissão será na melhor qualidade, assim como esse hotel. Muito obrigada por ter hospedado a mim e minhas companheiras, as suas camas são ótimas, de verdade! Farei questão de recomendar esse hotel quando tivermos outro show aqui. Obrigada~

E então puxei as duas outras comigo na direção da saída do hotel, não aguentando mais aquele lugar.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Ängie

Ängie

Mensagens : 15
Data de inscrição : 29/12/2018

MensagemAssunto: Re: Gayláxia Rosa   Sex Jan 04, 2019 2:30 pm

— Uh! Tudo bem, tudo bem, você tem razão, Kitty. Mas agora, vamos focar no show de agora. — Levantou os braços animadamente enquanto falava, demonstrando sua ansiedade. Como sempre.
— Eu estou tão animada que poderia beber dúzias de garrafas de re- — Sua boca fechou conforme a mulher loira se aproximava, quase tão animada quanto si. Ela prestava tanta atenção nos fãs que chegava a ser meio estranho para uma idol. E ela era tão bonitinha!
— É uma pena mesmo. É como Amy disse, esse hotel é realmente ótimo, quando tivermos outra oportunidade, passaremos por aqui, com certeza!

Sua atenção foi voltada para o Ä-phone, que vibrara e nem sequer teve tempo de checar a mensagem, foi puxada por Amy pelos braços apressadamente pelas mãos... firmes? É.

— O-Opa! Tchau!

Enviado pelo Topic'it
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: Gayláxia Rosa   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Gayláxia Rosa
Voltar ao Topo 
Página 1 de 4Ir à página : 1, 2, 3, 4  Seguinte
 Tópicos similares
-
» A Cidade Imperial - A Estrada dos Tijolos Amarelos (Crônica Oficial)
» Em busca da rosa perdida- OP para Louise

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
A Era Cinzenta :: Zona RPG :: Campanhas pela Aliança-
Ir para: