Um fórum de RPG interpretativo com tema futurista, livre para quem se interessar e que utiliza de um sistema simples para que qualquer jogador possa entender.
 
InícioCalendárioFAQBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se

Compartilhe | 
 

 Nebulosa sombria

Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7  Seguinte
AutorMensagem
Llyani

avatar

Mensagens : 7
Data de inscrição : 30/11/2018

MensagemAssunto: Re: Nebulosa sombria   Seg Dez 03, 2018 3:32 pm

O poder da mística se torna tão forte que sua pele parece ficar azulada, acompanhando a coloração de sua energia. Tanto Wilhelm quanto Heylel percebem que, após atingir o golpe, Llyani tem sua aura recuperada, e dessa vez ainda mais forte do que antes.

Mais uma vez, os dois disparos de Wilhelm são liquidados ao tentar perfurar essa proteção. Apesar disso, os construtos fazem um bom trabalho e causam mais um sangramento na oponente, que já perdendo sua racionalidade, não parece nem se importar.

Ao longe, os dois podem ouvir um trote pelos corredores. É dedutível que não são poucos, mas ainda é incerto se a nave resistirá aos impactos daquela luta até que a garota seja detida. A cada novo golpe os corredores sentem mais impacto, e o próximo parece ainda mais destrutivo.

Instintivamente, Llyani recorre a uma pequena esfera presa a sua cintura. Ela parece apenas uma pequena pedra numa coloração negra metalizada, mas adquire uma propriedade mística ao entrar em contato com a pele instável da combatente. Em um piscar de olhos, é arremessada em alta velocidade contra a dupla, parecendo-se até com um disparo de arma. Quando chega próxima o suficiente de ambos, ela explode.

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
SIDA
Admin
avatar

Mensagens : 186
Data de inscrição : 29/07/2015

Database
HP:
1/1  (1/1)
EP:
1/1  (1/1)
EXP:
1/1  (1/1)

MensagemAssunto: Re: Nebulosa sombria   Seg Dez 03, 2018 3:36 pm

— Porra, estamos sentindo os golpes dela daqui. O Experimento Alpha é totalmente instável, tomem cuidado! — Exclama alguém  no rádio dos soldados

O clarão produzido alerta os soldados que estão ali presentes, apreensivos enquanto podem apenas torcer por tripulantes daquela nave enquanto os reforços não chegam. Um deles, porém, nota algo peculiar após a pequena explosão de energia.

— E-Ei! Essa energia... parece ter reagido com o núcleo da nave. Talvez seja o acelerador!






Última edição por SIDA em Seg Dez 03, 2018 3:46 pm, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://greyage.forumeiros.com
SIDA
Admin
avatar

Mensagens : 186
Data de inscrição : 29/07/2015

Database
HP:
1/1  (1/1)
EP:
1/1  (1/1)
EXP:
1/1  (1/1)

MensagemAssunto: Re: Nebulosa sombria   Seg Dez 03, 2018 3:44 pm

Decepcionado, o soldado apenas assente com a cabeça e ruma a saída, mas não sem antes olhar com tristeza para o rosto daquela criança. Ele teme pelo futuro dela naquele meio, as coisas horríveis que ela vai experimentar e ver. Mal sabe ele que foi o pequeno quem aniquilou uma tropa inteira.

— Boa sorte pra você e pra garotinha. Espero que não nos encontremos de novo. — Disse, antes de pressionar o botão em seu traje e subir seu visor novamente.

Melroa e os gêmeos estão sozinhos de novo, mas ainda assim sentes o tremor da luta que acontece nos corredores. Como se não fosse preocupante o suficiente, uma explosão é ouvida e ameaça todo o equilíbrio da nave.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://greyage.forumeiros.com
Heylel

avatar

Mensagens : 51
Data de inscrição : 18/11/2018

Database
HP:
11/29  (11/29)
EP:
0/10  (0/10)
EXP:
230/300  (230/300)

MensagemAssunto: Re: Nebulosa sombria   Seg Dez 03, 2018 4:38 pm

*Estando praticamente fodido pela colisão de agora a pouco que fez a nave passar por um novo tremor, Heylel não enxergava mais nada por tudo estar escuro embora os sensores de suas lentes acopladas a mascara seguissem buscando identificar qualquer presença em meio aquele bréu*

-Você se lembra o caminho para o Acelerador? Precisamos dar logo um jeito nele, eu fico para cuidar da machona junto a seus familiares. *Os passos metálicos ecoavam no corredor chamando atenção por causa da corrida e não bastando eles a voz robótica e familiar a muitos dali prendia ainda mais o foco por estar literalmente berrante*

-PAREM DE MACHUCAR ELA, NÃO ATIREM POR FAVOR! *Heylel olhou para trás vendo o androide chegar correndo já que de onde ele veio ainda havia luz. Agora com os dois no "semi-acesso" o sintetico assim como o visor do encapuzado tentava captar o que se passava na profunda escuridão com auxilio de seus sensores óticos*

-Cody, eu não sei que nível de amizade você tem com essa mulher, só que não adianta mais tentar usar Diplomacia, ela está totalmente fora de si. *O rebelde enfim sacou de sua arma pronto para o combate, só que seu parceiro havia colocando a mão sobre ela a abaixando para que não houvesse nenhum disparo contra Llyani*

-Confia em mim, ela é parte da Reconquista então faz parte da nossa família, me deixa tentar falar com ela, por favor. *As orbes que mais pareciam pequenas granadas iam rumo a dupla fazendo o mascarado saltar sobre seu aliado para ambos cairem no chão escapando daquela explosão que se fosse mais forte do que parecia, iria atingir apenas ele e não o mais fraco*

-Tsc, Cody, se ela encostar em você já era, você tem noção disso? Ela é perigosa demais e tem que ser neutralizada, não vou arriscar sua vida por causa desse monstro.
*Os dois começavam a se levantar após aquele salto, Heylel começava a sentir os pesares daquela colisão que afetou todo seu sistema interno trazendo de volta as dores das operações que sofreu por causa daquele liquido azul desconhecido*

-Ela não vai se acalmar enquanto vocês ficarem machucando ela, ela ta só se defendendo! Você faria o mesmo no lugar dela!
*Percebendo que não iria conseguir convencer o Familiar a desistir daquela ideia idiota, o dono decide dar ouvidos a seu servo robótico voltando seu olhar novamente para aquela situação já supondo que Wilhelm teria percebido coisas que ele provavelmente não*

-Uma chance Cody, uma chance, se você não conseguir em uma unica tentativa nós vamos seguir para destruí-la. *O androide acenou positivamente com a cabeça e fez um sinal de joinha, estava nervoso, pouco confiante, mas se sua tentativa fosse salvar Llyani, valeria a pena fazer certo sacrifício. Correu então até ela acenando abobadamente com as mãos*

-Llyani! Para, para, para! Sou eu, sou eu! Sou eu, calma... *Mostrou suas mãos vazias para demonstrar que não estava armado nem nada do tipo para ela começando a agir e se mover como se estivesse lidando com um animal selvagem mesmo ao qual havia sido ferido e por isso tinha sua confiança em qualquer um bastante abalada*

-Ninguém vai te prender, ok? Eu prometo, e eu ainda te devo algumas bebidas não é? Por favor Llyani, para com isso, ninguém precisa mais se machucar, se acalma e vem pra cá, vai ficar tudo bem... *O Kroyvisiano não sabia o que era mais bizarro, uma garota mutante ensandecida com energia infinita, uma forma de vida sintética demonstrando empatia, ou uma forma de vida sintética demonstrando empatia por uma garota mutante ensandecida com energia infinita como se os dois tivessem um vinculo que era simplesmente inexplicável*

"-Espero que você consiga Cody, senão eu não terei escolha..." *Pensava o ciborgue segurando firme sua arma mantendo um foco preciso em seu alvo apesar da escuridão graças aos sensores, logo, mesmo prejudicado poderia ter um acerto considerável se focasse o suficiente para atirar com precisão para ajudar seu aliado que estava praticamente de peito aberto frente um animal feroz que não pouparia esforço em destruí-lo*  

Spoiler:
 


Última edição por Heylel em Seg Dez 03, 2018 5:47 pm, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Miyano

avatar

Mensagens : 33
Data de inscrição : 17/11/2018

Database
HP:
20/20  (20/20)
EP:
8/8  (8/8)
EXP:
200/300  (200/300)

MensagemAssunto: Re: Nebulosa sombria   Seg Dez 03, 2018 5:20 pm

Miya respirou fundo quando ouviu Melroa recusar.

Duvidava que ela tivesse alguma liberdade dentro da Aliança, especialmente depois de terem matado seis de seus homens numa única missão. Não confiava o suficiente em Burnes para acreditar no que ele havia dito.

E, se Melroa fosse, os gêmeos não poderiam ir. Miya não queria se tornar algum tipo de garantia da Aliança contra seus pais, forçando-os a trabalhar em prol do que sempre lutaram contra.

Se por um lado poderiam aproveitar para conseguir mais informação dos progenitores, os contras praticamente anulavam essa possibilidade.

Miyano sentia uma náusea terrível, além de subitamente ser preenchido por uma tempestade de emoções, perdendo completamente a força para se manter de pé e se ajoelhando no chão, trêmulo.

Burnes já havia deixado a nave, mas Miyano ainda parecia refletir sobre o que ele havia dito.

O que Burnes havia dito tinha uma ponta de verdade, e que servia perfeitamente para que Miya se sentisse ainda mais culpado por ter matado aqueles homens. Tentava se acalmar afirmando que aquilo foi necessário, mas foi mesmo?

Realmente não podia ser evitado?

Miya começou a imaginar centenas de formas que poderiam ter reagido. Talvez não devesse ter ficado escondido, talvez Melroa não devesse ter se recusado a prestar interrogatório, talvez Heylel não devesse ter aparecido...

Não entendia a Reconquista. Podiam ter sido mortos no atentado. Até que ponto envolver vidas inocentes ajudariam na luta contra a opressão da Aliança?

O garoto tremia ansioso, com claros vestígios de pânico e remorso. Soluçava demais para conseguir formar palavras, e seus pensamentos pareciam atropelar uns aos outros.

- ...Eu... - Parecia finalmente estar se recompondo, ao menos o suficiente para formar frases com nexo. - Matei aqueles homens?

Sem que ao menos tivessem um tempo para esfriar a cabeça, foram pegos num tremor causado por algum tipo de explosão, fazendo com que Miya imediatamente se sentisse forçado a se recompor e correr até o assento de Heylel.

- ENE, qual o estado da nave? Mel, consegue recuperar o equilíbrio? Talvez eu possa ajudar nisso...
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Melroa

avatar

Mensagens : 34
Data de inscrição : 17/11/2018

MensagemAssunto: Re: Nebulosa sombria   Ter Dez 04, 2018 7:36 pm

Parecia que podia sentir cada fibra de seu corpo relaxar quando o homem foi embora. A fraqueza em suas pernas parecia que ia leva-la até o chão, então escutou a voz baixa de Miyano. E em seguida o tremor, que mais uma vez quase a derrubou. Mesmo assim, o olhar de Melroa demonstrava melancolia e culpa enquanto encarava o pequeno. Ficou em silêncio, olhando-o e deixando que assimilasse o que tinha acontecido, então se aproximou em passos lentos e se ajoelhou no chão a sua frente. Com a mão humana,  tocou seu combro e o puxou para perto de si, encostando sua cabeça nos seios dela. — Miya. Você é uma criança. Está tudo bem chorar. Não precisa se obrigar a fingir que está bem, não para mim.

Mantinha a palma da mão em sua cabeça para ter certeza que ele não tentaria se esquivar ou qualquer coisa do tipo. Mesmo relaxada, a hacker podia sentir o peso em seus ombros, a dor que sentia era bem diferente da que estava sendo proporcionada pelo tiro. E sabia que se não fizesse algo Miyano compartilharia dessa dor, jovem demais.

Ao terminar soltou o menino e acariciou lentamente sua cabeça. Levantou-se já indo em direção ao painel de navegação, ligando os controles. Levou a mão até seu próprio comunicador, hesitando um segundo antes de liga-lo. — Heylel, o que está acontecendo? A nave entrando em colapso, traga quem puder e vamos dar o fora daqui.

Enquanto esperava uma resposta, Melroa relaxou um pouco na cadeira. Mesmo que Heylel estivesse passando por maus bocados, ela tinha feito a parte dela e não adiantava muito se afobar. Num instante teve uma ideia, então logo voltou a subir a mão para o comunicador, mas desta vez ligando para outra pessoa. Fez questão de deixar sua voz baixa, de forma que Miyano não escutasse. — Capitão, não posso trocar de lado. Mas preciso de um favor. Preciso de uma forma para entrar em contato, uma forma segura. Onde de preferência tenha conexão com rede.


Última edição por Melroa em Ter Dez 04, 2018 9:33 pm, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Wilhelm

avatar

Mensagens : 38
Data de inscrição : 17/11/2018

Database
HP:
20/20  (20/20)
EP:
12/12  (12/12)
EXP:
160/300  (160/300)

MensagemAssunto: Re: Nebulosa sombria   Ter Dez 04, 2018 9:32 pm

Protegido ao ser a retaguarda de Heylel, o garoto ciborgue ouvia os desesperos do androide que surgia, imediatamente recolocando a sua pistola no cinto. Aquela situação, junto ao que o ciborgue de cabelo branco havia lhe dito para fazer, acabou deixando Wilhelm sem muita escolha. Decidiu ir enfim checar o acelerador. Outro fator importante para ele aceitar fazer aquilo era que havia se cagado de medo com o hadouken roxo da moça. Ao mesmo tempo, havia ficado impressionado, e procuraria reproduzir aquele mesmo efeito em algum futuro dispositivo seu.

Correu para onde lembrava ser a sala do Acelerador, o Núcleo, mas não sem antes dar a seguinte ordem ao seu robô com feições leporídeas e o seu familiar também robótico, através de seu comunicador instalado no pulso; "Obedeçam às ordens de Heylel. Eisen, avise-me caso as coisas piorarem."
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
SIDA
Admin
avatar

Mensagens : 186
Data de inscrição : 29/07/2015

Database
HP:
1/1  (1/1)
EP:
1/1  (1/1)
EXP:
1/1  (1/1)

MensagemAssunto: Re: Nebulosa sombria   Ter Dez 04, 2018 10:36 pm

O som do outro lado do comunicador transmite som, indicando que o capitão está na linha, mas Melroa não obtém nenhuma resposta imediata. Ela pode ouvir fumaça, como se Burnes fumasse algo do outro lado da linha enquanto pensa na resposta.


— Eu diria que isso é contra o código, mas eu não preciso mais seguir ele. Foda-se, você me deu uma chance de ver minha neta crescer. — Ele sussurra, apreensivo. — Eu sou um colecionador de antiguidades. Procure por um rádio militar humano do século XX ou XXI e tente procurar uma frequência entre 300 MHz e 3 GHz. Provavelmente só vai funcionar enquanto você estiver perto de Gradopolis, mas é o único canal onde ninguém vai te encontrar.

Ele dá mais um trago em seu cigarro, ainda titubeante sobre aquela interação. Sempre fora um soldado correto, mas de alguma maneira sente que não deveria cortar laços com aquela garota se ela realmente for quem desativou as PEM no ataque.

— Eu confio em você. Por favor, não me faça me arrepender.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://greyage.forumeiros.com
Llyani

avatar

Mensagens : 7
Data de inscrição : 30/11/2018

MensagemAssunto: Re: Nebulosa sombria   Ter Dez 04, 2018 10:58 pm

Por alguns segundos, há silêncio. Com a saída de Wilhelm do local e o cessar súbito dos disparos, Llyani para de reagir e apenas procura por seu próximo alvo, acreditando que o tecnólogo talvez esteja morto. Sua memória motora a leva diretamente para o construto em forma de coelho que a atacara por último.

Heylel pode ver um flash azul se mover em alta velocidade bem a sua frente, que dá de encontro com o pequenino robô, que sofrerá no mínimo danos graves caso aqueles dois punhos o encontrem. Caso não o atinjam, o chão da nave provavelmente será atingido, e é incerto se ele suportará o impacto do golpe.

Conforme a Acanok sangra, é possível ver os primeiros sinais de que a luta a prejudica. Seu corpo já parece mais fraco e sua pele clara agora é marcada pelas manchas em tom vermelho escarlate.

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
SIDA
Admin
avatar

Mensagens : 186
Data de inscrição : 29/07/2015

Database
HP:
1/1  (1/1)
EP:
1/1  (1/1)
EXP:
1/1  (1/1)

MensagemAssunto: Re: Nebulosa sombria   Ter Dez 04, 2018 11:04 pm

O núcleo tem uma fraca luz vermelha partindo dos geradores da nave que estão sempre operantes, por mais que pareçam oscilar com a quantidade de energia emitida por Llyani. Dentro dele há um excelente sistema de fiação e computadores da mais alta tecnologia para manter uma nave mãe voando. Além disso há uma grande esfera contida por placas de aço, conectada diretamente e um enorme propulsor. Esse sistema é conhecido como Acelerador, e o daquela nave em particular é maior do que muitos caças que Wilhelm já viu.

Apesar da natureza alienígena do objeto, Wilhelm pode compreender seu funcionamento e natureza. Após os dois golpes da mística do lado de fora da sala, o jovem nota que a grande esfera envolta em aço vibra, como se tentasse reagir com aquela energia toda. A estrutura que a sustenta, porém, está comprometida e o acelerador não pode ser ativado.

Sendo assim, o mecanismo possui dois defeitos: um em sua estrutura e outro em seu fornecimento de energia. Os ataques de Llyani parecem alimentar um pouco a esfera, mas ainda resta consertar sua base, e isso teria que ser feito manualmente. Devido à volatilidade que o item adquire ao ser exposto à energia da mística, porém, essa operação provavelmente seria muito perigosa durante a luta.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://greyage.forumeiros.com
Heylel

avatar

Mensagens : 51
Data de inscrição : 18/11/2018

Database
HP:
11/29  (11/29)
EP:
0/10  (0/10)
EXP:
230/300  (230/300)

MensagemAssunto: Re: Nebulosa sombria   Ter Dez 04, 2018 11:31 pm

*Com o traje ligeiramente chamuscado e estando ofegante e dolorido por tudo o que passou até agora, Heylel observava os esforços do diplomata serem em vão, aquela mulher não iria ouvir um piu que fosse devido seu estado atual de puro ensandecimento, logo, eles não tinham escolha alguma, teriam que machuca-la e até mesmo mata-la mesmo contra a vontade do androide*

-Cody. *Inconsolável por saber que realmente nada podia fazer além de lutar, o sintetico busca manter seu bom humor já que não podia demonstrar tristeza ou empatia por quem se mostrava um traidor da causa, era uma norma dos cavaleiros virtuosos que por mais que ele nao fosse um, servia a um, então tinha que seguir também seus dogmas*

-Eu sei, foda-se a diplomacia, TA NA HORA DO PAU! *Sacou sua granada de flash e jogou ela estrategicamente na frente de Llyani para que estourasse no rosto dela enquanto ele e seu mestre seguem atrás da mesma, assim sendo, a sombra produzida pelo corpo da mestiça inibiu o efeito de ofuscar da visão da dupla que parecia portar da mesma arma mirando ao mesmo perfeito em perfeita sincronia*

-Jack pot! *O disparo sincronizado dos dois seguiu após o ataque do coelho que graças a cegueira momentanea da mulher pode atirar na mão dela com seu laser ocular a fazendo desviar o punho evitando o golpe preciso no solo e logo em seguida ele mesmo saltou para escapar do golpe sem receios para na sequencia seu aliado familiar seguir com a ofensiva. O tiro de Cody e Heylel atingiu cada um em um joelho da mulher para faze-la ajoelhar e seguido disso Heylel graças ao flash sabia perfeitamente onde ela estava já que o tiro foi proposital para mante-la "imobilizava" mesmo que um curtissimo periodo de tempo, o suficiente para que ele surgisse frente a ela dando um poderoso soco que dispersou energia com perfeição para não danificar a estrutura da nave apesar da força, algo forte o bastante para joga-la longe pro final do corredor ao lado oposto em que Wilhelm havia ido*

-Garoto, qual a situação? *Falou através do sistema de comunicação com Wilhelm já torcendo para depois daquele golpe aquela mulher simplesmente já tivesse caído derrotada, só que iria esperar isso mantendo uma devida distancia da mesma já que agora ela estava la na casa do caramba depois do golpe a queima roupa [Não vai contar bonus de proximidade por causa das regras de uso]*

-Hm? Ah, é você... Seu ombro está melhor? Bem, vou tentar o meu melhor, Cody. *O sintetico então acionou o sistema de comunicação dos membros da Reconquista através de Ariete pedindo para ela avisar sobre o risco que a nave estava correndo e pedindo para ela dizer ao pessoal restante seguir para a garagem pois se tudo desse errado ao menos alguem conseguiria escapar... Por mais que no fim isso não incluísse o grupo que está em luta agora*
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Wilhelm

avatar

Mensagens : 38
Data de inscrição : 17/11/2018

Database
HP:
20/20  (20/20)
EP:
12/12  (12/12)
EXP:
160/300  (160/300)

MensagemAssunto: Re: Nebulosa sombria   Qua Dez 05, 2018 8:45 am

Observando que o aparente reator daquela estrutura parecia reagir a cada vez que aquela mulher utilizava seus golpes de anime shonen, Wilhelm estava certo de que aquele trabalho seria perigoso pra caralho. Ao ouvir Heylel pelo outro lado de seu comunicador de braço, o garoto tecnopata aproximou o dispositivo perto de sua face para que pudesse responder.

Cod- — Tossiu, percebendo que confundiria o homem com o seu androide — Heylel. É o seguinte. O motor desse negócio reage com o poder de luta do Experimento Alpha. Não deixa ela usar energia, senão esse bagulho explode, eu morro e, consequentemente, toda a nave fica comprometida. — Foi claro e curto. Apesar de inexpressivo como sempre, por dentro, ele estava praticamente se cagando todo. Nunca, em nenhuma vez na sua vida, as pessoas dependeram da engenhosidade dele para sobreviverem. Portanto, o peso que ele carregava naquele momento era bem grande. Aproximadamente o peso de uma nave-mãe gigante pra cacete.

Antes de tudo, ele buscou por uma caixa de ferramentas naquela sala que tivesse itens que o auxiliassem. E luvas térmicas também, preferencialmente. Precisava de toda a ajuda o possível naquela hora, portanto, estaria com sorte caso encontrasse também um robô industrial. Coisa que seria extremamente conveniente.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Miyano

avatar

Mensagens : 33
Data de inscrição : 17/11/2018

Database
HP:
20/20  (20/20)
EP:
8/8  (8/8)
EXP:
200/300  (200/300)

MensagemAssunto: Re: Nebulosa sombria   Qua Dez 05, 2018 3:00 pm

Ficou quieto, encarando o chão enquanto Melroa tentava consolá-lo. Já havia aceitado aquilo, por mais doloroso que fosse. Se quisesse encontrar os pais, teria que fazer muito mais do que já havia feito.

Seus pais sempre diziam que não se combatia canhões com flores, e Miya só veio a entender o que isso significava recentemente.

Antes que ficasse imerso em pessimismo, Melroa trouxe sua cabeça até os seios dela, acariciando gentilmente seu cabelo de uma maneira desajeitada. Não queria preocupar a mulher, especialmente naquele momento onde todos estavam em uma situação delicada.

Apenas abraçou-a e deu alguns leves tapinhas no ombro de Melroa, dizendo que estava tudo bem e afastando-a com um sorriso compassível para que pudesse ir até o painel de ENE.

- Eu estou bem. - Disse, ainda de costas para Melroa, preferindo não olhar em seus olhos. Ao menos tinha a desculpa de que estava ocupado com o painel. Sua voz transparecia firmeza, apesar de um tanto hesitante.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
SIDA
Admin
avatar

Mensagens : 186
Data de inscrição : 29/07/2015

Database
HP:
1/1  (1/1)
EP:
1/1  (1/1)
EXP:
1/1  (1/1)

MensagemAssunto: Re: Nebulosa sombria   Qua Dez 05, 2018 10:50 pm

Foi um grande festival de luzes e energia antes de finalmente acabar. Apesar da aura poderosa de Llyani tentar conter o poderoso disparo fortíssimo de Heylel, mas em determinado momento ela foi vencida e sucumbiu. Se ela não oferecesse resistência, porém, aquilo iria certamente matar a mística terminar de ruir a nave.

Aquele poder foi tremendo que reagiu fortemente com o acelerador onde Wilhelm está, energizando a esfera ao máximo. O jovem tecnólogo pode observá-la brilhando num vermelho intenso e vibrando, como se tentasse escapar de seu suporte. Apesar disso, ela parece perder força aos poucos.

Llyani está derrotada e Heylel está sem energia, o que significa que aquele impulso que o acelerador obteve será único. Se Wilhelm quiser consertá-lo, terá que fazer isso rápido e não terá espaço para erro, ao mesmo tempo que a energia do núcleo continua instável e pode ser perigoso tentar interagir com ele.

Ao mesmo tempo, o albino acompanha a aproximação de oficiais da Aliança, sete no total, indicado pelo número de luzes que o cegam momentaneamente. É visível que para conter Llyani, esses oficiais não poupariam esforços.

— O Experimento Alpha está contido. Vamos levá-la conosco. — Diz um desses soldados em seu comunicador, praticamente ignorando Heylel.

Nisso, os soldados aproximam-se da mística que sangra inconsciente no chão. A destruição causada por ela, inclusive em um dos robôs de Wilhelm, evidencia todo o poder que a dupla enfrentou. Alguém dificilmente a derrotaria sozinho.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://greyage.forumeiros.com
Heylel

avatar

Mensagens : 51
Data de inscrição : 18/11/2018

Database
HP:
11/29  (11/29)
EP:
0/10  (0/10)
EXP:
230/300  (230/300)

MensagemAssunto: Re: Nebulosa sombria   Qui Dez 06, 2018 12:33 am

*Tendo derrotado aquela garota, Heylel respirava ainda mais ofegante já que agora não tinha poder algum para conseguir fazer algo contra ela... Ainda bem que a mesma havia sido derrotada naquele mesmo momento. Ouvindo a voz de Wilhelm pelo comunicador, o sintetico que o acompanhava se aproximou devagar observando algo em particular*

-Parece que esse tal Experimento foi neutralizado, eu consegui vence-la. *Tão rápido? Aparentemente sim. O androide ainda olhando pro seu mestre com a pouca luz que havia ali olhava atentamente para a mão esquerda do mesmo*

-Boss, sua mão... *O rebelde mal havia percebido o que havia acontecido consigo mesmo, só o fez quando seu familiar comentou sobre e então olhou para sua manopla que saia fumaça por ter sofrido queimaduras devido o uso da energia concentrada em um unico ponto*

-Puta que pariu, parece que atraímos o pessoal no confronto, o que faremos? Não podemos passar por ali, são muitos! Boss? O que vamos fazer? *O ciborgue não estava lá se importando com aquela mulher, afinal, ela era só um barbaro que entrou em seu caminho e o deixou naquele estado, porém, seu parceiro cibernetico se importava com ela de alguma forma então tinha que fazer algo a respeito*

-... *Aproximando-se dos soldados, Heylel caminhava devagar evidenciando assim o som de seus pesadas botas no solo, as luzes das lanternas em seu corpo expunham um homem forte trajado de negro cujo mascara branca com aspecto de caveira estava suja de sangue, ela evidencia seu estado de luta junto ao chamuscado de sua roupa somado ao desgaste do tecido em suas pontas; apesar do Experimento Alpha ser uma prioridade, era fato de que o Kroyvisiano procurado era um perigo nato a qualquer um graças a seu histórico genocida e dado o estado do Experimento Alpha junto do cenário e a fama que o precede, aquele que a derrotou quem sabe se torna ainda mais intimidador, afinal, havia derrubado um monstro daquele e esse sinal ficou claro em sua manopla que esfumaçava. Os olhos vermelhos brilhavam incitando para um perigo ainda maior*

-Então vocês são os próximos? *A presença assassina era tão forte que aquele mais próximo simplesmente iria paralisar, algo totalmente natural do corpo sem auxilio de quaisquer poder sobrenatural, era um instinto natural que faz com que muitos animais sigam vivos até hoje, um sentido extra que os faz recuar perante um perigo eminente mesmo em maior numero. E assim Heylel apenas agarrou aquele mais perto e o arrastou para dentro da fumaça toxica que se erguia por causa da granada solta por Cody e agora só era possivel ouvir os tiros e gritos daquele que foi alvo e agora a visibilidade era zero, o soldado não havia morrido, só sido nocauteado tendo seu pulso quebrado justamente para dar aquele efeito sem ninguém ver, e claro, Llyani já havia sido pega pelo androide e arrastava por aquela escuridão que agora tinha uma cortina de fumaça cobrindo não adiantando então o uso de luz*

Spoiler:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Wilhelm

avatar

Mensagens : 38
Data de inscrição : 17/11/2018

Database
HP:
20/20  (20/20)
EP:
12/12  (12/12)
EXP:
160/300  (160/300)

MensagemAssunto: Re: Nebulosa sombria   Sab Dez 08, 2018 12:36 am

Ao pensar que aquela esfera que alimentava o Acelerador estava prestes a explodir antes mesmo dele fazer alguma coisa, Wilhelm escondeu-se detrás da primeira coisa que viu. No entanto, ele percebeu que não foi o caso, provavelmente por pouco. Aproximou-se novamente do sistema e passou a fazer mais uma checagem. Parando para pensar um pouco, o único problema aparente estava na estrutura dos motores. Portanto, decidiu abrir os sistemas para observar e consertar o que havia de errado.

Mas antes mesmo que ele pudesse fazer alguma coisa, foi interrompido por Cody, Heylel e seu familiar desesperadamente entrando no lugar. Assustado e confuso, encarou as duas figuras exibindo claramente o que sentia naquele momento.

Que houve? Vocês não iam segurar a mulher enquanto eu tentava fazer alguma coisa? — Dito aquilo, ele observou que o seu familiar estava levando algo consigo; as carcaças metálicas de seu outro robôzinho. O ciborgue tecnopata rapidamente desesperou-se e se aproximou do pobre cadáver. — O que aconteceu com o Hasezinho?! — Disse, tentando analisá-lo para ver se havia reparos. Mas estava triste o suficiente para não observar direito. Era uma das primeiras vezes que ele exibia algo além da inexpressividade, mas aquilo se esvaeceu rapidamente. Tomou a postura séria como de costume.

Por mais que eu gostasse de lamentar pelo meu companheiro, não temos tempo para isso. Heylel, você tem algum dispositivo de comunicação contigo? Pode me emprestar? Preciso de toda a ajuda o possível. — Ao dizer aquilo, ele removeu o pequeno pendrive que carregava em seu bolso, segurando-o firmemente em suas mãos. Eisen aproximou-se de seu dono, aparentemente preparado para ajudar no que fosse preciso também. Wil aliviava-se de não estar lidando com aquilo sozinho, pelo menos. Era prova de que teria companheiros para lhe ajudarem a carregar os pesos em suas costas.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Heylel

avatar

Mensagens : 51
Data de inscrição : 18/11/2018

Database
HP:
11/29  (11/29)
EP:
0/10  (0/10)
EXP:
230/300  (230/300)

MensagemAssunto: Re: Nebulosa sombria   Sab Dez 08, 2018 5:41 pm

*Ao entrarem naquele lugar, a dupla trancou a porta -se é que houvesse uma- pedindo ajuda de Ariete se necessário para ela fazer esse favor manipulando a nave através de seus sistemas internos aproveitando para dizerem que estavam na ala do Acelerador tentando reparar a nave o quanto antes. Após isso, Heylel se sentou do lado direito da entrada retirando seu capuz e mascara que desapareceu como um holograma de sua mão*

-Sim man, mas parece que a batalha entre dois super humanos chamou a atenção de uma equipe da Aliança, acho que assustamos eles, ninguém seria idiota de seguir num corredor estreito sem visibilidade com a chance de serem alvejados por um monstro como o Heylel, ao menos é o que eu acho né, e olha só, nós fizemos nossa parte. *Cody então mostrou Llyani que ele estava carregando consigo se sentando no chão ao lado da porta ao lado esquerdo mantendo ela meio que deitada em seu colo de frente, o estado estava preocupante*

-E-eu sinto muito por ele, Llyani acabou o destruindo em meio a batalha, mas foi um sacrificio digno, graças a ele nos vencemos, ele foi um heroi Wilhelm, mas não tema, nos iremos conserta-lo assim que possível! *Durante todo aquele falatório, o albino sacou de um maço de cigarros e um isqueiro prateado, pegou uma unica unidade e levou a boca para acender e ficar lá começando a fumar olhando para frente com visível cansaço*

-Sim, tenho... *O pedido de Wilhelm deu uma ideia para o rebelde que clicou no dispositivo para se conectar a nave de Melroa para então se comunicar não só com ela, mas também com Miyano para que ela pudesse os ajudar nessas questões, confiava que a menina fosse capaz disso dado seu intelecto superior*

-Miyano, está me ouvindo? Acha que consegue consertar isso aqui? *Já estando de pé e caminhando até próximo do mercenário, um visor tecnológico se mostrou frente os olhos do albino e a partir dele começou a ser gravada toda a estrutura daquele ambiente sendo enviado para a criança em tempo real para verificar se ela tinha alguma noção daquilo*

-Aqui garoto, caso precise ligar para alguém. *Retirou então aquele "fone" com visor acoplado e entregou ao ciborgue menor estando no viva voz para ouvir a voz infante de Miyano que por ser uma criança tão nova parecia muito uma menina por mais que não fosse o caso*

-Boss, ajuda, ela não para de sangrar! *Que dia meus amigos, que dia! Não tinha um minuto de sossego desde que foi comprar aquele bendito absorvente do Naruto, realmente não devia ter levantado da cama. Ouvindo seu Familiar, Heylel voltou a pegar seu isqueiro e começou a esquentar a garra de sua manopla por alguns segundos já seguindo até a dupla que estava ali sentada*

-Segura a mão dela e tapa a boca dela. *Sem escolhas mesmo sabendo que aquilo seria tenso demais, o sintetico apenas seguiu o que foi pedido e fechou/desligou seus olhos para não ver aquela cena, até mesmo virou seu rosto. O ciborgue então desligou sua garra quente pelo ferimento/ferimentos abertos que sangrava/am os cauterizando, por mais que essa técnica não fosse a mais segura, era apenas o que alguém sem medicina poderia oferecer pro momento*

-Esse ferimento não ter se fechado sozinho e ela ter manifestado aquela energia e técnica daquela forma... *Ficou observando aquela mestiça tentando entender se ela era como ele, alguém cujo genes foram alterados por uma facção da Reconquista para melhor performance por mais que no caso dele seu DNA ainda não tenha sido cruzado por ser só um novato*

-Sim, a pele dela não mente, ela é Jhayesiana, mas esses traços, esse cabelo e fisionomia mais forte, parece bastante com o de uma fêmea Haytok. *Analisando com seus scaners, Cody podia deduzir tudo aquilo com certeza perfeição confirmando para Heylel o que o mesmo queria saber sobre aquela mulher que o deixava cada vez mais intrigado*

-Experimento Alpha... Será que ela é parte da Tropa? Não, a Tropa apenas cruza os genes de Terraqueos e Kroyvisianos, não houve nenhum Jhayesiano na história, sem contar que ela visivelmente não possui os Ultra Genes já que a regeneração não é a das melhores, e pelo visto ela não possui o esqueleto de Omniun... O que diabos é essa mulher? *Ficou ali abaixando olhando com atenção aproveitando para seguir fumando mais um pouco para relaxar já que seu corpo estava bastante avariado devido os combates que o levaram até ali, precisava realmente descansar embora ainda estivesse ocupado ajudando naquela missão... Quando chegasse em casa, se chegasse, iria morrer na cama assim que a tocasse*
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Miyano

avatar

Mensagens : 33
Data de inscrição : 17/11/2018

Database
HP:
20/20  (20/20)
EP:
8/8  (8/8)
EXP:
200/300  (200/300)

MensagemAssunto: Re: Nebulosa sombria   Ter Dez 11, 2018 12:06 am

Com a ligação de Heylel, Miyano respirou fundo. Estava cansado e praticamente não tinha relaxado nem um pouco nas últimas horas. Observou a transmissão atentamente.

- Hum, não sei, eu nunca tentei. É um padrão bem comum, então acho que eu poderia tentar...

Cruzou as pernas em cima da cadeira, dando um zoom na imagem para ter uma visão mais dinâmica do mecanismo e uma ideia prévia no que precisava ser feito.

- Mel, poderia me deixar lá?
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Wilhelm

avatar

Mensagens : 38
Data de inscrição : 17/11/2018

Database
HP:
20/20  (20/20)
EP:
12/12  (12/12)
EXP:
160/300  (160/300)

MensagemAssunto: Re: Nebulosa sombria   Ter Dez 11, 2018 3:32 am

Tá legal. Obrigado. — Wil não tecnicamente precisava ligar para alguém, mas sim, simplesmente, ligar algo. E este algo era o pendrive que Melroa havia lhe dado anteriormente. ENE parecia ser uma IA com uma database extensa, podendo auxiliar o jovem ciborgue em praticamente qualquer tarefa que envolva termos teóricos. O que era o caso da engenharia espacial que ele teria que engajar temporariamente, naquele exato momento.

Sem demonstrações de dúvida, ele parou para enfim abrir a estrutura do Acelerador. Não seria tão difícil operar os seus reparos através somente das mãos nuas.

Não precisa vir até aqui. Pode deixar que eu realizo o trabalho braçal, mas seria uma boa se você pudesse me orientar caso eu faça algo que você reconheça que está incorreto. — Respondeu a aparente garotinha, tentando assegurá-la de que poderia se manter segura. Apesar de ser praticamente um gênio, ainda assim se tratava de uma criança e ela não poderia ser exposta a um perigo tão grande que é a implosão de uma nave-mãe.

Sem mais delongas, passou a operar os interiores (e exteriores) da estrutura que balanceava e transmitia a energia do reator em seu centro. Tudo isto com o auxílio da IA que operava temporariamente no visor de Cody, assim como a voz da menininha pelo outro lado da chamada.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Heylel

avatar

Mensagens : 51
Data de inscrição : 18/11/2018

Database
HP:
11/29  (11/29)
EP:
0/10  (0/10)
EXP:
230/300  (230/300)

MensagemAssunto: Re: Nebulosa sombria   Ter Dez 11, 2018 9:27 am

*Heylel afastou-se da dupla para sentar encostando suas costas na parede e ali seguiu fumando seu cigarro, se ia morrer ali, ao menos iria ser relaxado. Olhando pro teto apenas ouvindo as crianças falarem, o rebelde começou a pensar no quão cada vez mais cedo começa a jornada de todos, ele mesmo por mais que não fosse um poço de inteligencia começou bem cedo como soldado e agora estava ali, vendo duas crianças também começando cedo sendo que uma delas já havia manchado a própria alma com 7 vidas e aquele a sua frente por muito pouco não fez o mesmo e sem hesitar a nenhum momento*

-Parece que passar a adolescência e a infância brincando de carrinho ou boneca é apenas um sonho distante, uma utopia para qualquer um desse século... *Respirou puxando o fumo que brilhou um pouco mais em sua ponta, em seguida ele jogou tudo para fora de seus pulmões deixando a fumaça e seu cheiro se espalharem pelo local*

-Boss, parece que ela está estável, os sinais vitais estão todos ok... Obrigado por ter poupado ela. *Cody seguia com Llyani deitada em seu colo fazendo carinho nos cabelos dela enquanto olhava para o albino que fechava seus olhos vermelhos, nitidamente estava exausto por mais que tentasse disfarçar*

-Não me agradeça ainda, eu a poupei porque ela agiu cegamente por causa do ensandecimento, quando ela acordar que farei o verdadeiro julgamento que pode ou não acarretar na morte dela. *No visor do androide apareceram imagens que ilustravam os feitos de Wilhelm em conjunto de Miyano que servia como uma assistente a distante, então por mais que ele não soubesse do que tudo aquilo se tratava, pelo menos estava acompanhando tudo de perto sem deixar de prestar atenção em seu dono*

-Mas e a Melroa? Ela não agiu por raiva, cega por uma emoção, foi tudo planejado... O que vai fazer sobre isso? *Aproveitando o momento, o sintético começou a pesquisar sobre as noticias mais atuais para saber que rumo tomaram as ações de Melroa envolvendo expor a localização das PEM e etc, isso até ele notar algo peculiar que o deixou intrigado, só que ficou analisando em vez de falar direto*

-Primeiro vamos sair daqui inteiros, depois pensamos nisso. *Depois de uma analise mais completa dos videos e imagens, o Familiar voltou seu olhar para o Kroyvisiano nitidamente perplexo com o que havia visto, aquilo não podia ser o que parecia*

-Faz sentido na verdade, só que, bem, ahn... Boss, você tem uma filha?
*Fumando seu cigarro, Heylel acabou engasgando começando a tossir fumaça a ponto de quase não conseguir parar tendo que dar tapas no próprio peito para ir se acalmar voltando o olhar para seu parceiro robótico deixando escapar apenas um fraco "O que?!"*
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
SIDA
Admin
avatar

Mensagens : 186
Data de inscrição : 29/07/2015

Database
HP:
1/1  (1/1)
EP:
1/1  (1/1)
EXP:
1/1  (1/1)

MensagemAssunto: Re: Nebulosa sombria   Ter Dez 11, 2018 4:46 pm

O painel de controle do Acelerador está aberto diante de Wilhelm, demonstrando toda a sua imponência. Aquela é a parte mais importante de qualquer grande nave, e é ainda maior do que o comum por se tratar de uma nave-mãe. Qualquer erro ali pode ser vital.

Para um sistema que requer tanta precisão, fios não são usados. Ao invés disso, o ciborgue se depara com duas grandes fileiras de botões na horizontal, todos eles apagados. Wilhelm e Miyano sabem que cada Acelerador está ligado em uma porta diferente definida pelo engenheiro da nave, e ligá-la vai permitir a nave a ativá-lo e viajar acima da velocidade da luz. O problema é que não há energia na nave e a única presente é a que reagiu após o combate contra Llyani, e ela está rapidamente se esvaindo.

Ao mesmo tempo, Cody e Heylel observam que alguns soldados ainda tentam alcançá-los. A porta está sendo constantemente forçada, quase a ponto de se romper caso ninguém a segure.

— Temos ordens para recuperar o Experimento Alpha. Vocês estão feridos e encurralados no núcleo instável de uma nave perdida. Deem-nos a garota e deixaremos vocês irem!

ABCDEFG
1
2
3
4
5
6
7
Spoiler:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://greyage.forumeiros.com
Miyano

avatar

Mensagens : 33
Data de inscrição : 17/11/2018

Database
HP:
20/20  (20/20)
EP:
8/8  (8/8)
EXP:
200/300  (200/300)

MensagemAssunto: Re: Nebulosa sombria   Ter Dez 11, 2018 8:29 pm

Miya observou todas as ligações do acelerador, analisando friamente o painel.
"Uh, parece batalha naval...", pensou, mandando uma mensagem para Will.
- Hum, escolhe qualquer um.  
Observou se haveria alguma reação com o botão escolhido.
- Vamos por tentativa até aparecer algum padrão. Tente D2.


Última edição por Miyano em Ter Dez 11, 2018 9:26 pm, editado 2 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Wilhelm

avatar

Mensagens : 38
Data de inscrição : 17/11/2018

Database
HP:
20/20  (20/20)
EP:
12/12  (12/12)
EXP:
160/300  (160/300)

MensagemAssunto: Re: Nebulosa sombria   Ter Dez 11, 2018 8:41 pm

Observando que se tratava de uma série de botões apagados, Wil já realizava a suposição de que a energia seria responsável por ligar aqueles botões. Imaginava também que cada um deles se tratava de uma função diferente da nave, que fosse alimentada pela energia. Como a energia presente na nave era escassa, ele teria de adivinhar de qual dos botões se tratava o Acelerador o mais breve o possível, fazendo o máximo para evitar botões desnecessários. Miyano apenas lhe confirmava aquilo pelo comunicador.

Mas nesses casos, a primeira tentativa era sempre aleatória. Seu dedo deslizava até um botão específico, apertando-o com certa leveza.

"D QUATRO".

Ele ria. Mas só por dentro.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Heylel

avatar

Mensagens : 51
Data de inscrição : 18/11/2018

Database
HP:
11/29  (11/29)
EP:
0/10  (0/10)
EXP:
230/300  (230/300)

MensagemAssunto: Re: Nebulosa sombria   Ter Dez 11, 2018 8:46 pm

*Antes que Cody pudesse mostrar as fotos e videos da garota albina misteriosa que tanto parecia com ele, a SWAAT intergalática batia a porta pedindo para entregarem a waifu porra louca ou a coisa ia ficar bem séria, é, estavam fodidos e foi nesse momento que Heylel apenas suspirou deixando mais da fumaça de seu fumo escapar da boca*

-Exatamente, estamos dentro de um sala um núcleo estável e estamos tentando faze-lo estabilizar, podem fazer menos barulho? Qualquer perda de concentração e isso explode levando não apenas nós, mas todo mundo junto.
*O rebelde estava cansado e sem paciencia, aquele havia sido um dia daqueles onde queria realmente não ter sequer levantado de sua cama, afinal, estava se metendo em enrascadas por favores, nem missão ele estava, o que só tornava tudo pior*

-Ainda tem famílias nessa nave e vocês também tem a suas, nos estamos cercados, não há saída aqui, peço por favor que esperem um pouco e quando estabilizarmos o núcleo nós nos entregamos, do contrário tudo pode ir pelos ares, muitos vão morrer, por favor, tenham paciência e piedade de todos nos, até de si mesmos, vale a pena morrer desse jeito? Todo mundo aqui só quer voltar pra casa... *Enquanto o sintetico falava com aqueles que estavam do lado de fora, o Kroyvisiano voltou sua atenção para o outro que parecia estar num pequeno empasse, o que diabos estava acontecendo agora?*

-Garoto, tem boas noticias? *Já preparado para caso a diplomacia de seu familiar e sua intimidação falhassem, o rebelde se armou com sua arma principal e com a arma de seu parceiro para assim mesmo não sendo ambidestro ter vantagem de "dobro" de munição já que trocar de arma gastava muito menos tempo do que esperar a atual se esfriar totalmente caso começasse um tiroteio. Só por garantia, ficou segurando a porta*
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
SIDA
Admin
avatar

Mensagens : 186
Data de inscrição : 29/07/2015

Database
HP:
1/1  (1/1)
EP:
1/1  (1/1)
EXP:
1/1  (1/1)

MensagemAssunto: Re: Nebulosa sombria   Ter Dez 11, 2018 8:50 pm

Os presentes podem ouvir altos estrondos enquanto o maquinário da sala se movimenta, procurando a porta indicada pelo tecnólogo. Ao travar em uma posição, porém, a energia ainda não é transferida para onde deveria. Ainda assim, ela parece agitada.

As grandes hastes que prendem aquela esfera formam uma espécie de labirinto, que se move de acordo com o comando do operador (naquele caso, o jovem Wilhelm). Tanto ele quanto a pequena garota que se comunica remotamente podem percebem que, embora a alternativa não seja correta, uma dessas hastes, que está na horizontal, se conecta com o núcleo.

Ao mesmo tempo, o barulho do lado de fora cessa por um instante. Apesar de estar em uma situação favorável, os oficiais concordam que a voz sintética - seja lá de quem fosse - fazia sentido. Enquanto isso, sem que eles saibam, Llyani está cada vez mais pálida e fraca.

ABCDEFG
1
2
3
4X
5
6
7


Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://greyage.forumeiros.com
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: Nebulosa sombria   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Nebulosa sombria
Voltar ao Topo 
Página 6 de 7Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7  Seguinte
 Tópicos similares
-
» O Pote Vazado
» Projecto Shadow Geist "Mente Sombria"

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
A Era Cinzenta :: Zona RPG :: Campanhas pela Reconquista-
Ir para: