Um fórum de RPG interpretativo com tema futurista, livre para quem se interessar e que utiliza de um sistema simples para que qualquer jogador possa entender.
 
InícioCalendárioFAQBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se

Compartilhe | 
 

 Gradopolis: Utopia

Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5  Seguinte
AutorMensagem
Heylel

avatar

Mensagens : 51
Data de inscrição : 18/11/2018

Database
HP:
11/29  (11/29)
EP:
0/10  (0/10)
EXP:
230/300  (230/300)

MensagemAssunto: Re: Gradopolis: Utopia   Dom Nov 18, 2018 10:51 pm

*Estando avariado, Cody não conseguia pensar direito e por isso não agia normalmente e sequer falava apenas pegando sua galinha de estimação e caminhando de forma travada dando passos forçados adiante seguindo Melroa. O sinal do PEM parecia ficar mais forte e por isso o androide começou a ficar ainda pior até simplesmente cair deixando sua ave saltar e ficar por ali ciscando*

-Boss... *Olhou o horizonte enquanto aquela plataforma seguia aberta e dali ele viu uma forte luz dourada que era característica da energia que Heylel produz como se fosse um Arcano durante os ataques embora não fosse um. Logo na sequencia assim como o maquinário de Wilhelm, Cody simplesmente desligava entrando numa espécie de modo de economia de energia, logo, não estava totalmente apagado, ainda conseguia responder a alguns estímulos tipo ouvir*
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Melroa

avatar

Mensagens : 34
Data de inscrição : 17/11/2018

MensagemAssunto: Re: Gradopolis: Utopia   Dom Nov 18, 2018 11:03 pm

Assim que a porta se abriu, Melroa puxou o homem para dentro, bufando ao ter que arrumar o robô também. Deixou as sacolas num canto, enquanto ao mesmo tempo tirava o casaco e o jogava em cima delas, mas mentando as demais peças de roupa. — Eu não faço ideia, vem me ajude. — Assim fechou a porta, pegou a parte superior do homem para deita-lo na mesa que ficava no centro da ponte de comando. — Injetaram alguma coisa nele, e os dedos... — Tinha visto de relance, mas assim que segurou sua mão, pode ver a pele retirada.

Ainda não conseguiram falar com o Heylel? Tô com uma mau pressentimento. Miya. Pegue o kit de primeiro socorros, ele está por aqui em algum lugar. Eu vou continuar tentando rastrear a interferência e dar meu jeito para elimina-la. — Enquanto falava, seguia até a cadeira da ponte, sentando-se ali e analisando os controles. A interferência atrapalhava, mas se pudesse passar por ela e hackear sua origem, poderia desativa-la e foi o que tentou fazer. Primeiro tentou achar uma brecha para localizar o comunicador de Heylel, afinal já era para ele ter voltado. Se não o fez, poderia estar com problemas com a pessoa que tinha feito aquilo ao homem.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
SIDA
Admin
avatar

Mensagens : 186
Data de inscrição : 29/07/2015

Database
HP:
1/1  (1/1)
EP:
1/1  (1/1)
EXP:
1/1  (1/1)

MensagemAssunto: Re: Gradopolis: Utopia   Dom Nov 18, 2018 11:21 pm

O homem limpa a garganta antes de explicar a missão oferecida. Apesar de seu rosto não estar visível devido ao visor escuro de seu capacete e principalmente por conta das fortes luzes que os rodeiam, algo em seu tom de voz indica que está sorrindo.

— Veja só... Cold, né? Sua tarefa é bem simples! Acontece que hoje é aniversário da minha pequena filha, Narla. Ela está fazendo dezoito anos e isso na minha cultura é bem importante... uma mocinha como você deve entender! 

Ele pareceu calado por um tempo, como se refletisse sobre o que acabara de dizer. Sabe que a probabilidade da pequena aceitar era pequena mas precisa tentar.

— É que eu prometi a ela que faria algo especial, mas sou obrigado a estar aqui trabalhando hoje... é por isso que vou soltar fogos em homenagem a ela, e quero que a galáxia toda veja! — Junto com sua euforia, o oficial retira um dispositivo de seu bolso e exige uma reconstituição 3D da planta do local. — Há um gerador naquele galpão do outro lado da plataforma. Se você desligá-lo eu posso soltar os fogos que comprei e todo mundo vai ver a homenagem que eu fiz!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://greyage.forumeiros.com
Colt Colddie

avatar

Mensagens : 25
Data de inscrição : 17/11/2018

MensagemAssunto: Re: Gradopolis: Utopia   Seg Nov 19, 2018 12:08 am

Refletiu por alguns segundos sobre a proposta feita, mas não tinha resquício algum de que negaria. Na verdade, havia achado até engraçado que uma coisa tão fácil de se fazer tinha sido oferecida a si; podia reclamar sobre ter sido subestimada, mas o dinheiro sempre falava mais alto. Mesmo que fosse suspeito que o homem quisesse que ela desligasse o gerador de energia, tudo bem! Era só uma homenagem, certo?

Cold acabou entrando em conflito interno. Se ela desligasse os geradores, o que aconteceria? As luzes e energia da maioria das coisas apagariam. Mas era somente para o moço fazer a surpresa para a filha, então qual o problema? Ficaria tudo bem. Era estranho para si decidir coisas, afinal quando seus familiares estava por perto era sempre eles que tinham o controle; era isso! Estaria livre para tomar suas próprias decisões pela primeira vez se aceitasse a missão, que julgava digna de ser a sua primeira. Quando voltasse, contaria sua história para sua mamãe e ela ficaria completamente orgulhosa de si, então lhe daria sorvete de flocos.

— Tudo bem! — A voz dela até saiu um pouco alta, exaltada. — Como a Cold chega até lá? É só ir e pronto? — Os olhos estavam completamente focados na planta, procurando por alguma informação a mais.

Enviado pelo Topic'it


Última edição por Colt Colddie em Seg Nov 19, 2018 12:40 am, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
SIDA
Admin
avatar

Mensagens : 186
Data de inscrição : 29/07/2015

Database
HP:
1/1  (1/1)
EP:
1/1  (1/1)
EXP:
1/1  (1/1)

MensagemAssunto: Re: Gradopolis: Utopia   Seg Nov 19, 2018 12:37 am

O oficial relaxa suas costas diante da resposta da garota, parecendo bem mais tranquilo e aliviado pela pequena aceitar a missão. Logo, ele torna a respondê-la novamente, exalando segurança.


— Ah, muito obrigado por ter aceitado! Minha menininha vai ficar tão emocionada, estava com medo de não conseguir ninguém para fazer isto para mim. — O homem suspira, parecendo transbordar de felicidade por conseguir por a surpresa em prática.  Com o festival acontecendo, não haverá ninguém por lá, então será bem simples! Eu mesmo poderia fazê-lo, mas como você sabe, tenho que ficar aqui em meu posto. É só seguir o local indicado nesta planta e desligar os geradores.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://greyage.forumeiros.com
Colt Colddie

avatar

Mensagens : 25
Data de inscrição : 17/11/2018

MensagemAssunto: Re: Gradopolis: Utopia   Seg Nov 19, 2018 12:45 am

— Tá bem! — Parecia bem entusiasmada quando afirmou. Prendeu o cabelo em um rabo de cavalo que acabou revelando uma parte de seu pescoço onde também haviam as ataduras, ainda que não parecesse ter problema algum ali. — A Cold vai pegar isso aí emprestado, tá? Boa sorte com sua filha, fique esperando que já já a Cold volta~ — Sem sequer esperar a resposta do homem, Cold lhe tomou o aparelho que mostrava a planta do local. Era engraçado o jeito que ela falava, principalmente porque era evidente que ela não dava a mínima para o que deveria fazer, e isso ficava cada vez mais claro conforme ela começava a seguir o caminho para onde estava o gerador, passando por entre as pessoas com seu corpo pequeno.

Enviado pelo Topic'it
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
SIDA
Admin
avatar

Mensagens : 186
Data de inscrição : 29/07/2015

Database
HP:
1/1  (1/1)
EP:
1/1  (1/1)
EXP:
1/1  (1/1)

MensagemAssunto: Re: Gradopolis: Utopia   Seg Nov 19, 2018 1:08 am

A medida que Melroa se atarefa com milhares de coisas, cada uma delas ia se tornando mais urgente. A PEM atrapalha todos os seus avanços e não pode ser rastreada pela piloto, ao mesmo tempo que a substância cintilante na nuca do humano continua se expandindo e já tem o tamanho de mais ou menos um palmo, alcançando parte de suas costas e de seu couro cabeludo.

Ao tentar rastrear o comunicador de Heylel, porém, ela têm uma surpresa. Seu êxito é tamanho que pode identificar um outro aparelho de origem desconhecida. A posição deste não dura muito até que o aparelho da Kroyvisiana perca a conexão novamente

Citação :
Citação :
Heylel Fahrenheit - HHE221445#1ko5
Yyhavel - ?????????
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://greyage.forumeiros.com
Miyano

avatar

Mensagens : 33
Data de inscrição : 17/11/2018

Database
HP:
20/20  (20/20)
EP:
8/8  (8/8)
EXP:
200/300  (200/300)

MensagemAssunto: Re: Gradopolis: Utopia   Seg Nov 19, 2018 5:05 pm

Miya gostaria de tentar buscar por Heylel, mas a interferência impedia que conseguissem acessá-lo. Talvez pudesse usar a interferência em si para descobrir em qual ponto isso ocorria, mas não tinha nenhuma garantia de que daria certo.

Havia duas maneiras de se fazer isso, mas uma requeria que deixassem a nave, e Melroa parecia ocupada com o ferido.

- Mel, eu posso tentar encontrar a localização do dispositivo através da frequência emitida pela nave. Com a ajuda de ENE, talvez consigamos descobrir onde está a PEM para desativá-la. É só uma ideia, não sei se dará certo...

E olhou para Cody, que já sofria interferências fazia um bom tempo.

- Ou talvez podemos usar Cody como rastreador, já que a interferência fica mais forte conforme chegamos perto da PEM, e Cody parece ser bem suscetível a isso...

Primeiro tentaria localizar o dispositivo com ENE, se não desse certo poderiam tentar contornar isso e usar Cody como isca. Esperava que desse, já que Melroa teria que sair, e os gêmeos não queriam ficar sozinhos com um estranho.

Entregou o kit de primeiros socorros guardado no canto da nave, novamente sentando-se no banco de Melroa, de maneira hesitante e constantemente olhando para a mulher para garantir que não seria mordido, e esperava que o ditado "cão que ladra não morde" fosse verdadeiro.

- ENE, poderia me ajudar?

"Claro, querida."

Junto com o monitoramento de Miya, ENE começou a lançar a frequência usual, enquanto a criança apenas buscava o ponto de interferência máximo.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Melroa

avatar

Mensagens : 34
Data de inscrição : 17/11/2018

MensagemAssunto: Re: Gradopolis: Utopia   Seg Nov 19, 2018 6:29 pm

Anotou o nome rapidamente em sua coxa, já que não tinha papel. Quando seguiu até o homem, estreitou o olhar para a mancha. — Não temos tempo. Cinco minutos. Acho que o Heylel está com problemas... Seguinte, vamos começar a ter aulas de pilotagem essa semana, beleza? Porque o meu copiloto tá lá no quinto dos infernos quando eu preciso dele! — Assim que pegou o kit médico, abriu-o e pegou luvas de silicone. Com a ajuda de uma agulha descartável, ela retirou uma pequena amostra de sangue e colocou num aparelho enquanto ele analisava sua composição. Como era rústico, não tinha interferência da PEM.

Quando olhou para os controles da ponte, viu Miyano sentado em sua cadeira. Fez uma careta, mas permaneceu em silêncio enquanto voltava sua atenção para o paciente. Pegou outra agulha e agora a enfiava num frasco com um liquido transparente, podendo ser facilmente confundido com água. Então assim que pegou a quantidade que queria, guardou o frasco na maleta e foi até o braço do homem, procurando suas veias. Sua nuca e testa começavam a formar gotas de suor pela adrenalina e nervoso que a agitavam. Mas em pouco segundos localizou a veia e injetou o que seria uma anestesia mais diluída, para aliviar sua dor sem mais riscos.

Certo, mudanças de planos. Continue verificando a PEM. Eu vou atrás do Heylel. — Puxou uma das cadeiras de rodinha que ficavam em volta da mesa até os controles, colocando-a do lado da cadeira de pilotagem. — Não podemos desliga-la manualmente, estamos sem tempo, logo conto contigo. Vem pra cá, vou pilotar a nave. — Enquanto esperava Miyano se levantar, olhava o painel.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
SIDA
Admin
avatar

Mensagens : 186
Data de inscrição : 29/07/2015

Database
HP:
1/1  (1/1)
EP:
1/1  (1/1)
EXP:
1/1  (1/1)

MensagemAssunto: Re: Gradopolis: Utopia   Seg Nov 19, 2018 7:59 pm

A PEM foi criada e montada por talentosos tecnólogos com um intuito claro e praticamente uma certeza de sucesso. Miyano mal poderia imaginar a cara deles ao descobrir que uma criança de apenas oito anos encontrou e explorou uma brecha em seu funcionamento, e ainda mais do que isso.

O jovem pôde notar um padrão estranho em seu funcionamento e posição. Isso porque uma PEM fixa costuma emitir pulsos regulares em uma só direção, deixando uma curta brecha durante alguns segundos em determinados pontos cegos. A interferência, no entanto, já parecia durar um bom tempo, como se não houvesse pausa dentre as pulsações. Ele sabe bem que aquilo é impossível de ser feito com uma só máquina.

Se trata de uma estratégia de guerra chamada Prisão Prismática, onde diversas PEM são posicionadas em formato de prisma e configuradas de tal maneira que uma pulsação cobre a outra, deixando assim pouco ou nenhum ponto cego na interferência.

Melroa, por sua vez, percebe que os gemidos inconscientes do humano cessam finalmente e sua condição parece estável. Ainda assim, o misterioso líquido gelatinoso continua avançando por sua epiderme. A nave, por sua vez, parece ter suas funções básicas intactas, ainda que seu GPS esteja comprometido. Pilotar as cegas potencialmente as deixará perdida na gigantesca Gradopolis, principalmente porque ela não é familiar com a sede da Aliança.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://greyage.forumeiros.com
SIDA
Admin
avatar

Mensagens : 186
Data de inscrição : 29/07/2015

Database
HP:
1/1  (1/1)
EP:
1/1  (1/1)
EXP:
1/1  (1/1)

MensagemAssunto: Re: Gradopolis: Utopia   Seg Nov 19, 2018 8:16 pm

— Estarei logo aqui esperando, mas tente voltar logo. — O homem diz, de maneira simpática. A garota retira o aparelho projetor de suas mãos e ele não apresenta nenhuma resistência, apenas exclama algo conforme ela se afasta e se infiltra na multidão. — Obrigado, criança!


A presença de Cold não parece ser notada por praticamente ninguém, com todas as luzes, promoções e a poluição sonora trazidos pelo festival mais esperado do ano. Ainda que rumasse ao lugar onde estava o tal gerador, que poderia desligar as luzes de toda a cidade, é como se nem vissem a menina. É apenas uma criança, afinal. E tudo aquilo parece elevar o consumismo de todos os presentes ao máximo,  deixando a todos em um estado praticamente hipnótico.


Mas quem poderia ficar irritado com uma homenagem tão bonita de um pai e trabalhador tão fiel para sua filhinha? Alguns comerciantes que passaram todo o ano ansiando pelo evento mais lucrativo da galáxia, talvez. Conforme se afasta do aglomerado de alienígenas mais diversos, as ruas das cidades parecem cada vez mais vazias. Até que, após algum tempo, o gerador pode ser finalmente avistado, em um beco mal iluminado e completamente deserto.


Não parece haver ninguém por perto, e a escuridão é quebrada apenas pela luz ofuscante do painel de HUD que controla o gerador. Apesar de parecer-se com os outros, parece bem intimidador. É como se transmitisse uma aura de imponência.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://greyage.forumeiros.com
Miyano

avatar

Mensagens : 33
Data de inscrição : 17/11/2018

Database
HP:
20/20  (20/20)
EP:
8/8  (8/8)
EXP:
200/300  (200/300)

MensagemAssunto: Re: Gradopolis: Utopia   Seg Nov 19, 2018 8:41 pm

Miyano não apenas descobriu a localização da PEM, como também descobriu não se tratar de uma única. Talvez tivesse sido um golpe de sorte conseguir aquela informação, mas também servia como um prelúdio de um desastre que estava sendo armado.

Quando Melroa se aproximou do assento de comandante, a criança puxou-a pela barra inferior da blusa, claramente com uma expressão preocupada.

- Mel, isso não parece ser bom. - E então explicou todo o conceito daquela manobra de guerra, explicando o por que de achar que estavam em uma situação ainda mais delicada do que imaginavam. - Isso não me parece um ataque qualquer: Foi minimamente planejado, e sabe-se lá quanto gastaram com isso...

Levantou-se da cadeira, novamente cobrindo a nuca com o lençol como costumava fazendo quando estava envergonhado ou assustado. Pegou o caderno que Maya costumava usar para desenhar galinhas e anotou a posição da primeira PEM. Tentaria traçar a rota do máximo de dispositivos possíveis.

- Talvez devêssemos desligá-las... - Falou de maneira hesitante. Não queria contrariar as ordens de Melroa, especialmente por que a bruxa velha conseguia ser assustadora as vezes. - Vou tentar encontrar a localização dos outros dispositivos... ENE.

E novamente a I.A fez com que a nave emitisse alguma frequência com as ondas de rádio, buscando uma brecha na PEM mais próxima para que conseguisse determinar sua localização.

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Wilhelm

avatar

Mensagens : 38
Data de inscrição : 17/11/2018

Database
HP:
20/20  (20/20)
EP:
12/12  (12/12)
EXP:
160/300  (160/300)

MensagemAssunto: Re: Gradopolis: Utopia   Seg Nov 19, 2018 8:55 pm

Veja bem, Wilhelm estava até disposto a conversar com aquele robô, mas ambos foram brutalmente interrompidos por alguém que procurava entrosar na conversa. Ao observar um ponto roxo surgindo no corpo daquele que havia acabado de abordá-lo, o jovem kroyvisiano rapidamente notou o que estava prestes a ocorrer. Antes que pudesse empurrar o andróide para fora da mira, no entanto, apenas viu o seu corpo caindo no chão com o impacto de um tiro. Mas não se aterrorizou; como acreditava que se tratava de um autômato, ele certamente teria as habilidades necessárias para consertá-lo.

Mas foi aí que ele viu sangue.

Caralho.

ELE NÃO IA SER ASSALTADO POR UM ROBÔ. ERA UMA PESSOA!!!

Sem tempo para pensar no mal-entendido, Wilhelm tratou de remover o seu tapa-olho, mostrando o seu absurdo tecnológico; o olho que ele tanto tinha vergonha de exibir. Imediatamente, tomou a trajetória de onde o tiro e o feixe viam, calculando a posição relativa do atirador em questão de momentos. Procurou arrastar o corpo do abatido até a nave ali, no local onde era menos provável que tomariam outro tiro.

Tem alguém aí?! Uma pessoa acabou de tomar um tiro!!! — Exclamou, tentando chamar pela atenção daqueles que poderiam (ou não) estar dentro da nave.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Melroa

avatar

Mensagens : 34
Data de inscrição : 17/11/2018

MensagemAssunto: Re: Gradopolis: Utopia   Seg Nov 19, 2018 8:57 pm

Sua testa franziu em confusão. Não fazia sentido colocar PEMs ali. Pelo menos até onde sabia. Então conforme Miyano explicava a situação, sua expressão foi se tornando mais fechada, sombria. — Isso me parece coisa da Reconquista. Mas eu não fui avisada de nada. Heylel também não me avisou.... Se isso for uma missão secreta, eu vou cortar a cabeça dele. E não estou falando da de cima. — Assim que se sentou, colocou os cintos de segurança e começou a mexer nos controles. — Vamos desligar uma, o suficiente para sairmos. Não é problema nosso. Meninas se segurem. E alguém tome conta desse homem.

Depois de terminar, ela ligou a nave, se preparando para partir. Olhou para o nome escrito na própria coxa, junto com a localização de Heylel e respirou fundo. — ENE, assim que tiver sinal eu quero que mande um alerta para onde nós estávamos, me passe o endereço do hospital mais próximo e a rota mais rápida para esse endereços aqui. — Ditava as ordens de forma mais clara possível, tentando controlar a dose de mau humor em sua voz.

"Sim senhora, senhora. Devo enviar alguma mensagem para o Heylel?"

"Você vai dormir no deposito hoje."
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Colt Colddie

avatar

Mensagens : 25
Data de inscrição : 17/11/2018

MensagemAssunto: Re: Gradopolis: Utopia   Seg Nov 19, 2018 9:30 pm

Ainda que desse a impressão, Cold não era burra. Foi se esgueirando por entre a multidão enquanto observava qualquer rosto que pudesse encontrar mais de uma vez ou que estivesse mirando-a de forma que pudesse ser suspeito e, no fim, se tornar perigoso.

Os movimentos iam se tornando cada vez mais sutis conforme as pessoas iam se dispersando e desaparecendo. Parou subitamente ao avistar o gerador, limpando os lábios gelados com a língua quentinha e olhando ao seu redor, procurando por qualquer coisa suspeita. Uma de suas mãos foi na pistola que estava estrategicamente escondida entre as ataduras espalhadas pelo seu corpo, a postos para qualquer perigo que viesse a se apresentar.

Enviado pelo Topic'it
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Heylel

avatar

Mensagens : 51
Data de inscrição : 18/11/2018

Database
HP:
11/29  (11/29)
EP:
0/10  (0/10)
EXP:
230/300  (230/300)

MensagemAssunto: Re: Gradopolis: Utopia   Seg Nov 19, 2018 9:47 pm

*Interagindo com aquele garoto, Heylel acabou percebendo que o mesmo olhava para um local muito aleatório de seu corpo e acabou olhando percebendo um sinal de laser roxo e pela sua experiencia em campo já percebia o que era aquilo*

"-Merda." *Se moveu para desviar do tiro só que a pressão da bala foi tão grande que mesmo mudando a trajetória o mero toque em seu ombro direito causou um forte impacto que o empurrou a ponto de faze-lo cair no chão fazendo seu sangue não apenas voar pelo disparo que só não foi pior graças o manto que usava, mas também jorrou pela abertura expondo que sim, ELE ERA HUMANO, PORRA MOLEQUE IDIOTA DO CRL*

-Ali então. *Fitou onde Wilhelm olhava, mais precisamente numa casa onde ele mesmo já conseguia ver aquela mira purpura enquanto era arrastado passando a mirar de volta em seu atual oponente tendo uma certa concentração nisso enquanto sua arma começava a emitir um brilho dourado que não era comum de nenhuma outra arma, chegava a ser fascinante por ser simplesmente radiante o que embora muito bonito chamava muita atenção, ainda mais naquele lugar pouco iluminado*

-Garoto, você já voou sem nave e paraquedas alguma vez na sua vida? *Perguntou ainda focando sua mira no alvo que já havia sido localizado graças a visão biônica de gavião daquele pequeno nerd que embora tenha falhado em ajuda-lo em um primeiro momento, acabou dando um certo tempo que ele precisava para se focar no que iria fazer*
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Wilhelm

avatar

Mensagens : 38
Data de inscrição : 17/11/2018

Database
HP:
20/20  (20/20)
EP:
12/12  (12/12)
EXP:
160/300  (160/300)

MensagemAssunto: Re: Gradopolis: Utopia   Seg Nov 19, 2018 10:09 pm

Enquanto arrastava-o até uma cobertura decente - no caso, a nave deles -, Wilhelm não pôde deixar de perceber a habilidade que o rapaz tinha em calcular ângulo da trajetória, movimentação do vento e ainda assim saber onde o atirador se localizava. Demonstrava que ele certamente não era um civil ou só um funcionário. Também, ficou admirado com o feixe amarelado que a sua arma de fogo disparava. Tentaria projetar algo parecido depois.

Ficou brevemente confuso com a sua pergunta. Como estavam numa situação que envolvia adrenalina, seu consciente não tinha tempo nem energia pra gastar com o bloqueio social.

N-Não. Ainda não, pelo menos. — Respondeu, arqueando a cabeça para baixo para observar as suas botas de impulso. Ainda eram só um protótipo, então ele não conseguia saltar mais alto nem voar com elas. — Por quê?
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
SIDA
Admin
avatar

Mensagens : 186
Data de inscrição : 29/07/2015

Database
HP:
1/1  (1/1)
EP:
1/1  (1/1)
EXP:
1/1  (1/1)

MensagemAssunto: Re: Gradopolis: Utopia   Seg Nov 19, 2018 10:28 pm

A primeira PEM é localizada com sucesso pelo jovem Miyano, mas seus efeitos permanecem atrasando suas tentativas de se comunicar. Apesar disso, ela é capaz de encontrar uma repetição nas pulsações da interferência, que abrem uma curtíssima brecha a cada poucos segundos. Além disso, é capaz de descobrir a localização desta: poucos metros a partir de sua localização atual, aparentemente na direção de um conjunto de becos escuros.

O atirador está distante, difícil de ser reconhecido em meio a sombra com a qual se camufla. Com seu olho tecnológico, porém, Wilheim pode enxergar nem a singela mudança em sua postura que denuncia completamente seu próximo movimento: seja lá quem for trocou o braço de apoio na sua arma, e o feixe púrpura agora está na direção do tecnólogo.

Heylel consegue concentrar seu disparo livremente, mas uma leve dormência em seu ombro direito pode incomodar um pouco. O rapaz ao seu lado, não tão concentrado, pode perceber que um líquido denso e gelatinoso espalha-se rapidamente sobre o local da ferida, saído de dentro de um tubo grosso e pontiagudo fincado na pele de Heylel.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://greyage.forumeiros.com
SIDA
Admin
avatar

Mensagens : 186
Data de inscrição : 29/07/2015

Database
HP:
1/1  (1/1)
EP:
1/1  (1/1)
EXP:
1/1  (1/1)

MensagemAssunto: Re: Gradopolis: Utopia   Seg Nov 19, 2018 10:50 pm

Ainda que em um território um tanto estranho, a precaução de Cold se sobressai. Com sua visão aguçada, o escuro da noite não a atrapalha tanto. E, com um olhar atencioso, ela pode ver alguma coisa escondida atrás de alguns entulhos que estavam empilhados ali, próximos ao gerador. Esta coisa, na verdade, parece mais com um corpo humanoide, caído no chão e completamente estático.

Na distância em que se encontra a garota não é possível ver mais detalhes por conta da escuridão, nem mesmo descobrir se a criatura ainda está respirando. O local permanece em um silêncio impecável, mas algo ali certamente não está certo.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://greyage.forumeiros.com
Miyano

avatar

Mensagens : 33
Data de inscrição : 17/11/2018

Database
HP:
20/20  (20/20)
EP:
8/8  (8/8)
EXP:
200/300  (200/300)

MensagemAssunto: Re: Gradopolis: Utopia   Seg Nov 19, 2018 10:56 pm

Miya novamente puxou o bloco de notas e esboçou a localização da outra PEM. Talvez pudesse hackear a mais próxima para desativá-la e enviar um sinal de socorro.

Passou o caderno com o esboço do mapa e um círculo onde cada uma das PEM's identificadas se encontrava, apontando um dos círculos para Melroa:

- Consegue invadir e desativar essa? - Indagou, deixando o caderno de Maya nas mãos da mulher, enquanto utilizava o painel de ENE para acessar um dos dispositivos na tentativa de desligá-lo.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Heylel

avatar

Mensagens : 51
Data de inscrição : 18/11/2018

Database
HP:
11/29  (11/29)
EP:
0/10  (0/10)
EXP:
230/300  (230/300)

MensagemAssunto: Re: Gradopolis: Utopia   Seg Nov 19, 2018 10:58 pm

*Apesar da dificuldade em enxergar o alvo, sua mira laser denunciava sua posição e embora a distancia fosse longa, ainda assim daria para acerta-lo em cheio com a devida concentração. Sentindo a dormencia em seu ombro, Heylel ainda não podia perder sua mira, então apenas se levantou seguindo com a mira fazendo a arma brilhar ainda mais e emitir um ruido peculiar que não era irritante*

-Rs. *O encapuzado deu uma breve risada e pegou o garoto como se fosse um trapo-velho o deixando sobre seu ombro bom. Com a mira em dia, por mais que não visse direto ao menos já saberia onde atirar e claro, a area que seu disparo tomaria ajudaria ainda mais naquilo*

-Bang! *Saltou com devida força nas pernas pegando certa altura e então atirou contra o alvo deixando escapar uma orbe ovalar gigante de pura energia dourada com interior branco que seguia iluminando todo o caminho parecendo um projeto de sol com tamanha força que por não possuir sustento o corpo do mascarado foi jogado para trás e claro, Wilhelm ia junto por estar sendo segurado pelo maior indo de carona naquele coice que foi tão forte que os lançou sobre a nave indo direto para o vidro onde ficavam os pilotos*

-... *Por muito pouco conseguiu chegar ali antes da garota decolar com a nave e agora frente o vidro ele simplesmente se abaixou e bateu nele com a arma buscando sinalizar para a pilota abrir a porta para que eles pudessem entrar, foi nesse momento que agora não tão concentrado que ele notou algo em seu ombro ao qual tirou sem nenhum cuidado após colocar sua arma no coldre magnético que ficava na cintura*

-Que merda é essa? Garoto, continue olhando pelas minhas costas para eu conseguir acertar o alvo caso ele tenha sobrevivido. *Levou consigo aquela coisa para o pessoal inteligente dentro daquela nave examinar o que era e aproveitou e levou junto o garoto baleado para ele ser tratado embora tivesse que voltar para pegar as coisas dele que faltaram enquanto esperava Melroa abrir a nave para poderem entrar*

-Continue de olho no alvo garoto, vamos, o que você precisa levar daqui para eu pegar? *Esperando as instruções daquele que agora era literalmente sua retaguarda para olhar o que vinha por suas costas -tem que ser literal, vai que alguém nao entende q-, Heylel ficou ali rolando seus olhos buscando saber o que Wilhelm iria levar dali para poderem ir embora*
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Colt Colddie

avatar

Mensagens : 25
Data de inscrição : 17/11/2018

MensagemAssunto: Re: Gradopolis: Utopia   Seg Nov 19, 2018 11:02 pm

Permaneceu encarando aquele objeto estranho por alguns segundos. Respirou fundo algumas vezes para acabar com seu nervosismo — sua mamãe não lhe salvaria caso acabasse se metendo em uma fria. Muito menos seu irmão, que uma hora dessas deveria estar colecionando desenhos de garotas de desenho. Pensando naquilo, foi como se uma lâmpada se acendesse em sua mente: se estava nervosa, era só se distrair do nervosismo.

Cold nunca entendeu a fixação do irmãozão com aquelas garotas, começou a pensar consigo mesma. Deu uns passos a frente, retirando a pistola de suas ataduras. A maioria tem peitos que não deveriam ser verdade, não fazem sentido como já estava carregada, engatilhou a arma, esticando um pé para chutar um entulho que cobria o ser, apontando a arma. É, Cold não sabe mais o que dizer. É estranho e pronto. Tchau, Cold. Foi bom conversar com você.

Enviado pelo Topic'it
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Wilhelm

avatar

Mensagens : 38
Data de inscrição : 17/11/2018

Database
HP:
20/20  (20/20)
EP:
12/12  (12/12)
EXP:
160/300  (160/300)

MensagemAssunto: Re: Gradopolis: Utopia   Seg Nov 19, 2018 11:10 pm

Ao sentir o tiro acertar o seu ombro, assim como anteriormente ocorrido com o outro ciborgue, Wilhelm simplesmente removeu o projétil do local, sentindo somente uma pontada ao invés da dor de um tiro real.

...Uma injeção? — Questionou, até ser carregado por Heylel aparentemente sem dificuldade alguma. Estranhou mas não questionou, já que aquela porra parecia um titã de tão alto que havia pulado. Fez como o dito; tratou de utilizar o seu olho biônico para observar a trajetória anterior do atirador em questão, observando se ele iria mudar de alvo daquela vez.

O meu robô. Aquela bola azul com braços ali; — Apontou para o autômato, respondendo-o de imediato.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Melroa

avatar

Mensagens : 34
Data de inscrição : 17/11/2018

MensagemAssunto: Re: Gradopolis: Utopia   Seg Nov 19, 2018 11:28 pm

Já tinha ligado a nave e estava pronta pra partir, até que Miyano deu a localização da PEM. — Acho que sim, ela não está longe. — Deixou a nave travada, mas pronta pra partir e então voltou sua concentração para o painel. — ENE, vamos lá, quero que você me ajude a achar uma brecha.

"Pode deixar!"

Ficou alguns minutos concentrada, remexendo o corpo vez ou outra por se sentir incomodada com as peças de roupa. No entando, continuou até que finalmente o painel de controle ficou completamente acesso. Tendo em vista que poucas funções estavam livres da frequência. Agora aquela area estava segura. No exato momento que conseguiu desativar a PEM, bateu nas próprias pernas. — Consegui! Há! Hacker de merda, vai ser preciso mais do que isso pra me atrapalhar. — Sua comemoração durou poucos segundos. Pois tinha uma Ene rindo enquanto apontava para uma tela.

Assim que a tela que mostrava todos os programas foi apagada, restou apenas o vidro reforçado. O rosto de Melroa foi de pálido para vermelho, então roxo, então quase preto de tanto que segurou o ar. — Vocês duas, fiquem aqui dentro. — Seus passos eram firmes, pesados, de forma que a pressão talvez ajudasse como válvula de escape para sua ira. Antes de sair, passou no seu quarto e pego a pistola que raramente levava consigo. Então abriu a porta da nave. Saiu sem nem mesmo por o seu casaco, de forma que o vento frio da noite lhe causava arrepios. Mas estava aquecida com o pode do ódio.

Não falou nada, apenas mirou a arama em Heylel. Tinha uma péssima mira, não gostava de armas e nem de maneja-las. Mas podia se virar quando precisava. — Uma razão. Me dê uma razão para não explodir seus miolos. Menino, não sei quem você, mas pula fora e entra na nave. Se não quiser perder mais um olho.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
SIDA
Admin
avatar

Mensagens : 186
Data de inscrição : 29/07/2015

Database
HP:
1/1  (1/1)
EP:
1/1  (1/1)
EXP:
1/1  (1/1)

MensagemAssunto: Re: Gradopolis: Utopia   Ter Nov 20, 2018 3:04 pm

A PEM, junto com toda a sua imponência, desaparece em segundos. A interceptação que vinha causando tantos problemas está finalmente desligada, mas com que consequências? Como observado por Miyano, aquilo era claramente parte de algo muito maior. Um ataque coordenado e um controle total da conexão exatamente no mesmo dia de um festival que atrai os holofotes de boa parte do Aglomerado. Quantas coisas podem mudar com a interrupção de Melroa e Miyano? Em quem Heylel acaba de atirar? O que é aquilo que aos poucos toma parte do corpo do humano desacordado, e dos dois ciborgues atingidos?

Por mais que tenha errado seu alvo, Heylel atinge em cheio um dos andares da construção e causa destruição o suficiente para levantar poeira e ofuscar a visão do atirador, mas Wilhelm também perde-o de vista. O jovem, por sua vez, é o único realmente atento a direção onde o disparo atingiu e também é o único capaz de ver dois olhos brilhantes se destacando no vazio da noite. Conforme ele observa, têm a impressão de que alguns outros brilhos se revelam atrás desse, todos observando a nave e seus tripulantes. Basta um segundo para que desapareçam subitamente.

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://greyage.forumeiros.com
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: Gradopolis: Utopia   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Gradopolis: Utopia
Voltar ao Topo 
Página 2 de 5Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5  Seguinte

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
A Era Cinzenta :: Zona RPG :: Campanhas de confronto-
Ir para: